Melhor momento para realizar investimento em renda fixa

Qual O Melhor Momento Para Realizar Investimento Em Renda Fixa?

Por muito tempo, os investimentos em renda fixa representavam a principal opção dos brasileiros que queriam investir o seu patrimônio. Desse grupo, a poupança é o ativo mais famoso.

O motivo de tanta gente optar por esses produtos é porque eles são previsíveis, ou seja, no momento da negociação, já é possível saber qual será o retorno. Isso porque, os cálculos de remuneração são previamente definidos e dependem de fatores já conhecidos, como a Taxa Selic. Continue lendo para entender melhor!

Neste artigo você verá:

  • investimento em renda fixa e a Taxa Selic;
  • por que investir em renda fixa?;
  • e a renda variável?

Investimento em renda fixa e a Taxa Selic

A taxa básica de juros, a Selic, influencia bastante na rentabilidade dos investimentos em renda fixa. Ao aplicar nesses ativos, você está “emprestando dinheiro” para alguém ─ como empresas, bancos ou até mesmo o Governo.

Cada produto possui um prazo de vencimento, ou seja, um período mínimo que o dinheiro deve ficar retido pela instituição. Após esse período, você recebe esse valor com juros. É aí que entra a Selic. Afinal, é ela que determina essa taxação.

Dessa forma, é preciso avaliar os ativos de renda fixa de acordo com esse indicador. 

Investimento em renda fixa com a Selic em alta

A alta da Selic favorece os investimentos em renda fixa, porque a grande maioria deles usam esse índice como referência para as suas remunerações. Por exemplo, a remuneração da poupança é de 70% da taxa básica de juros + TR.

Dessa forma, com a Selic em alta ─ definida a 9,25% ao ano em 08 de dezembro de 2021 pelo Comitê de Política Monetária (Copom) ─, 2022 pode ser um bom ano para investir na renda fixa. 

Assista ao vídeo abaixo para entender melhor como investir com a Selic em alta:

Por que investir em renda fixa?

Independentemente de qual seja o seu perfil de investidor ou dos movimentos da Selic, é importante ter parte do seu patrimônio alocado em renda fixa, já que esses investimentos sofrem poucas variações e possuem alta liquidez.

Por esses motivos, é importante ressaltar que esses produtos são uma boa opção para aqueles investidores conservadores, que têm pouca tolerância à perda. Isso porque eles são bastante previsíveis, além de seguros.

Boa parte dos ativos de renda fixa são cobertos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) para valores de até R$ 250 mil. Dessa forma, caso a instituição que você emprestou dinheiro não te pague, você ainda receberá o valor devido.

Outra vantagem dessa modalidade é que existe uma grande variedade de produtos, como:

  • títulos públicos ─ como tesouro direto, tesouro IPCA, tesouro Selic, etc;
  • poupança;
  • Certificados de Depósitos Bancários (CDBs);
  • debêntures;
  • Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA);
  • Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) e Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRAs).

Contudo, existe um preço a ser pago pelo baixo risco e pela garantia de lucratividade. Por ter toda essa segurança, esses ativos costumam ter uma menor rentabilidade, quando comparados aos investimentos em renda variável. 

E a renda variável?

Os investidores que querem buscar maiores possibilidades de ganho podem se aventurar na renda variável. Os fatores que podem afetar os investimentos são vários:

  • inflação;
  • consumo da população;
  • PIB (Produto Interno Bruto);
  • relações econômicas com outros países;
  • valorização do segmento no mercado financeiro;
  • situação da empresa no mercado financeiro.

Dessa forma, esses ativos são mais voláteis, o que implica em remunerações mais atrativas. Inclusive, quando a Selic está em baixa, os investimentos de renda variável se tornam as opções centrais para buscar retornos mais expressivos.

Contudo, se engana quem pensa que o melhor caminho no mundo das finanças é escolher entre uma categoria ou outra. Pelo contrário! Uma carteira de investimentos diversificada é fundamental para o sucesso dos seus investidores.

Se você está começando a investir agora, é importante contar com boas análises do mercado para investir com segurança e conseguir bons retornos. Isso você encontra nas séries da Levante Ideias. Conheça já!

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Recomendado para você

Crypto 101

Altcoins: A melhor opção para o Halving? | Crypto 101

Participe da Comunidade Levante Crypto agora mesmo e fique por dentro das principais notícias desse mercado: https://lvnt.app/uvwfup

Hoje em dia, com o Bitcoin já tendo ocupado seu espaço de mercado, muitas pessoas buscam outras moedas digitais para investir.

Afinal, criptos mais baratas – e fora do radar – possuem um potencial muito maior que o vovô das criptos.

É aí que entram as Altcoins, que cada vez mais vêm ganhando espaço no mercado cripto.

Read More »
Crypto 101

3 Criptos de Inteligência Artificial com alto potencial em 2024 | Crypto 101

Atualmente, é necessário ir além do Bitcoin e do Ethereum para conseguir lucrar de verdade no mercado Cripto, que já começa a se movimentar como uma indústria cada vez mais robusta.
Neste contexto, o setor de Inteligência Artifical em Criptomoedas se apresenta como um dos mais promissores na nova indústria, e projetos como $OCEAN (Ocean Protocol), $FET (Fetch.ai) e $PAAL (Pluto Protocol) emergem como líderes na integração dessas tecnologias de ponta.

Participe da Comunidade Levante Crypto agora mesmo e fique por dentro das principais notícias desse mercado: https://lvnt.app/uvwfup

Read More »
Crypto 101

Ganhe Criptomoedas DE GRAÇA: Conheça os Airdrops de Criptos | Crypto 101 

Airdrops de Criptomoedas é o assunto que vem parando o mercado cripto. Como assim, é possível ganhar criptomoedas DE GRAÇA?!

Basicamente, Airdrops são caracterizados pela distribuição gratuita de tokens para detentores de uma determinada criptomoeda ou membros de uma comunidade específica.

Pela importância que o assunto vem tomando, no Crypto 101 de hoje, vamos abordar as principais características dos airdrops em artigo exclusivo.

Read More »
Crypto 101

O que é Staking de Criptomoedas e como fazer na prática? | Crypto 101

Staking de criptomoedas é um processo pelo qual os detentores de determinadas moedas digitais participam da validação e do consenso das transações em suas respectivas redes blockchain. Em essência, é a prática de bloquear uma certa quantidade de criptomoedas em uma carteira específica para apoiar as operações da rede.

Hoje em dia, para quem busca novas maneiras de operar Cripto, o Staking de Criptomoedas é uma maneira inovadora e com alto potencial.

Participe da Comunidade Levante Crypto agora mesmo e fique por dentro das principais notícias desse mercado: https://lvnt.app/uvwfup

Read More »
Crypto 101

Como Montar uma Carteira de Criptomoedas | Crypto 101

Com o avanço do universo cripto, saber como montar uma Carteira de Criptomoedas se torna cada vez mais importante.
Afinal, não é só escolher qualquer moeda digital e investir, certo?
Por isso, no Crypto 101 desta semana, vamos passar pelos tópicos mais importantes sobre o assunto.

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.