Tesouro IPCA

Tesouro IPCA — Entenda O Que É E Se Vale A Pena

O Tesouro IPCA é um dos títulos oferecidos pelo Tesouro Direto ─ plataforma de negociação de títulos públicos do Tesouro Nacional. Ele pode ser visto como um bom investimento para quem deseja blindar as suas aplicações da inflação e, ainda, ter um bom rendimento a longo prazo.

Se você não conhece esse ativo, não tem problema! A Levante Ideias vai te contar tudo o que você precisa saber a respeito. Neste artigo você verá:

  •  o que é Tesouro IPCA e como funciona esse ativo?;
  • riscos e vantagens do Tesouro IPCA;
  • rendimento do Tesouro IPCA — vale a pena investir?;
  • quais são as taxas e custos envolvidos?;
  • como investir no Tesouro IPCA.

O que é Tesouro IPCA e como funciona esse ativo?

O Tesouro Direto é uma plataforma que permite às pessoas investir nos títulos emitidos pelo governo — e o Tesouro IPCA é um deles. Os recursos captados por esse meio são utilizados para financiar obras públicas e outros empreendimentos. 

O Tesouro IPCA é um título de categoria híbrida. Isso significa que, no momento da compra, existe uma taxa prefixada, que mostra quanto você terá de retorno com esse investimento, e outra, a pós-fixada, que representa a própria variação do IPCA. 

O interessante desse ativo é que, com ele, os ganhos recebidos serão sempre acima da inflação, já que parte do retorno a ser recebido representa a sua variação.

Vantagens do Tesouro IPCA

Sendo um título do governo, o risco é baixíssimo. Em outras palavras, para não receber o seu dinheiro, o Estado teria que lhe dar um “calote”, o que é muito difícil de acontecer.

Dessa forma, uma das vantagens desse investimento é a segurança. Porém, também podemos destacar a sua rentabilidade, superior à da poupança.

Rendimento do Tesouro IPCA — Vale a pena investir?

Existem mais de um tipo de Tesouro IPCA, e o rendimento varia de acordo com cada um deles. Confira:

Rendimento tesouro IPCA

Fonte: Site oficial do Tesouro Direto. | Data de referência: 16/09/2021

Para explicar como funciona esse rendimento, vamos usar o primeiro ativo como exemplo. Se, na data do resgate, o IPCA for 2% você receberá:

  • o valor investido + 2% (IPCA) + 4,52%.

Como parte do rendimento desse ativo é prefixado, ele é bastante indicado para investidores com um perfil mais conservador.

Quais são as taxas e custos envolvidos?

Quatro tipo de cobranças podem estar envolvidas ao investir no Tesouro IPCA:

  • Taxa de custódia: esse custo é cobrado pela própria B3 (Bolsa do Brasil) e é referente ao valor embutido nos serviços que ela realiza, que pode ser a guarda dos papéis, a segurança das suas informações pessoais, dentre outros. Essa taxa é cobrada uma vez a cada semestre e equivale a 0,25% ao ano sobre o valor investido.
  • Imposto de Renda: todos os investimentos feitos no Tesouro Direto são cobrados no IR, mas é importante ressaltar que essa cobrança é regressiva, ou seja, quanto mais tempo o seu dinheiro fica aportado, menor será o valor da taxa. Vale lembrar que não é preciso pagar o valor do Imposto de Renda diretamente ao governo, pois o desconto é feito sobre o próprio investimento;
  • Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF): esse valor é taxado apenas quando o resgate do investimento é feito antes do prazo ─ 30 dias ou menos;
  • Taxa de administração: esse valor pode, ou não, ser cobrado, isso depende da corretora que está mediando o seu investimento, mas, de modo geral, essa taxa ocorre uma vez no momento da aplicação e outra anual.

Como investir no Tesouro IPCA

Para investir no Tesouro IPCA é fácil, basta encontrar uma corretora que oferte os títulos do Tesouro Direto, .

O investimento mínimo para esse ativo varia de acordo com o Preço Unitário (PU), que depende das expectativas de juros futuros da economia do país. Mas, de modo geral, é possível investir a partir de R$ 30,00. Sendo assim, com pouco dinheiro já é possível se beneficiar dos rendimentos do Tesouro IPCA.

E se você tem interesse nos ativos do Tesouro Direto, a Levante tem uma série imperdível para você! Ela tem como responsável Rafael Bevilacqua, CEO e fundador da casa, que vai te mostrar as melhores oportunidades para buscar ganhos acima da média com títulos públicos por meio de uma gestão ativa.

Nessa série, você tem acesso a:

  • carteira recomendada com os melhores títulos para o momento atual;
  • relatórios semanais;
  • acompanhamento dos principais títulos públicos;
  • materiais exclusivos para entender melhor como esses ativos funcionam;
  • boletim diário especial para assinantes “E Eu Com Isso? Plus”;
  • contato com o analista responsável;
  • plantão de dúvidas quinzenal em vídeo com os principais questionamentos dos assinantes.

Não perca essa oportunidade e se beneficie dos melhores títulos do Tesouro Direto assinando agora a série da Levante Ideias!

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.