Qual Fator Pode Afetar Um Investimento

Qual Fator Pode Afetar Um Investimento?

Quando falamos sobre o que pode afetar um investimento, falamos tanto sobre fatores que podem acarretar quedas quanto sobre aqueles que podem fazer uma ação subir. 

No caso de fatores negativos, os principais riscos são eles afetarem um investimento a ponto de este trazer um retorno abaixo do esperado ou, até mesmo, de não trazer nenhum retorno – podendo ocasionar, inclusive, perdas. 

Em suma, toda aplicação financeira apresenta um certo nível de risco, em menor ou maior grau. Por isso, é necessário avaliar quais são os fatores que podem causar um impacto negativo e como é possível reduzi-los.

Quais são os fatores de risco em um investimento?

Há fatores macroeconômicos e microeconômicos que podem representar riscos para um investimento. 

É claro: a depender do tipo de aplicação (ações, Fundos, títulos públicos etc.), os fatores mudam – ou seu grau de influência varia. Aqui, então, falaremos de um modo geral sobre aquilo que pode impactar negativamente um investimento.

Entenda mais a seguir:

Fatores Macroeconômicos

Os fatores macroeconômicos são aqueles que derivam do cenário macroeconômico como um todo de um país – ou, até, do contexto global. :

 Inflação

A inflação, quando atinge altos níveis, reduz o poder de compra da população e afeta, consequentemente, os juros praticados no mercado.

Isso, pois, a fim de que ela seja controlada, o Banco Central pode precisar elevar os juros. 

De maneira simples, funciona assim: se o governo quer movimentar a economia, ele reduz a taxa Selic. Dessa forma, os juros ficam menores, o que facilita o acesso a empréstimos ou a financiamentos. Já se a Selic sobe, os juros ficam altos, o consumo é desestimulado e a inflação cai.

A taxa Selic também influencia diretamente os investimentos em renda fixa. Quanto mais alta, maiores tendem a ser os rendimentos desta categoria.

Consumo

O consumo também deve ser acompanhado pelos investidores. Isso porque ele consegue revelar o desempenho da economia do país.

Quando há uma alta taxa de consumo, consequentemente ocorre um efeito cascata:

  • as empresas possuem receita para produzir bens e serviços;
  • as empresas faturam mais; 
  • há aumento dos postos de trabalho e maior condições de compra.

Com isso, há uma maior estabilidade econômica que, por consequência, garante mais segurança nos investimentos.

PIB

O PIB (Produto Interno Bruto) representa a soma das riquezas produzidas nacionalmente. 

Um PIB alto é reflexo do consumo e desenvolvimento econômico do país. Dessa forma, um PIB em crescimento pode acarretar uma maior atração de investidores internacionais, já que o cenário econômico positivo traz maior estabilidade.

Relações comerciais com outros países

As relações comerciais entre os países também são um fator macro que pode afetar os investimentos. Se a China, por exemplo, parar de importar nossos commodities, principalmente minério de ferro, isso causará uma queda generalizada do setor na Bolsa de Valores. E, é claro, nas próprias empresas de commodities (como Vale, Usiminas etc.).

Fatores Micro

Já os fatores micro dizem respeito  a questões mais específicas de uma empresa – ou, até, de um setor. 

Por exemplo, se determinada empresa apresentou um resultado inferior ao período anterior, visto pelo mercado como números ruins ou abaixo do esperado, isso acaba afetando o desempenho de suas ações na Bolsa de Valores.

Dessa forma, fazer investimentos é, também, entender a quais riscos você pode estar exposto no momento. 

Para quem não é analista de mercado, analisar todos esses pontos pode ser uma tarefa difícil. 

De maneira geral, é válido ficar atento aos resultados da empresa e a situação pela qual o setor em que ela está inserida está passando. Além disso, os fatores macro mais importantes que têm ligação com ela também devem ser observados.

Gostou de saber os fatores que podem interferir nos investimentos? Então, é hora de dar início à sua carteira! Para isso, confira nosso e-book sobre como começar investir

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - NFT
E eu com isso

Os NFTs são a arte do lucro

NFT parece ser a sigla de um título público. Algo como Notas Financeiras do Tesouro. Nada disso. NFT é a abreviatura de Non-Fungible Tokens, ou

Read More »
Levante Ideias - Dinheiro
E eu com isso

PEC dos precatórios

Nesta quinta-feira (16), a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados votou e aprovou, por 32 votos a 26, a PEC (Proposta

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.