Domingo de Valor - Eduardo Guimarães

Retrospectiva 2020 | Domingo de Valor

Esse ano foi marcado por muita incerteza, pânico e dificuldades, não somente no mercado financeiro, mas também na vida pessoal dos investidores e dos leitores da coluna Domingo de Valor.

Com o objetivo de trazer um pouco de ânimo e bom humor à retrospectiva, irei citar um dos meus desenhos animados favoritos, O Pica Pau: “em todos esses anos nessa indústria vital, essa é a primeira vez que isso me acontece”. Deixo para o leitor escolher a situação que enfrentou neste atípico 2020 e que NUNCA havia acontecido antes.

Para apertar o play da retrospectiva 2020 da coluna Domingo de Valor, começo com umas das minhas músicas favoritas da banda R.E.M: “É o fim do mundo como o conhecemos, mas eu me sinto bem”.

Na última coluna do ano, eu gostaria de agradecer aos meus leitores por todos os e-mails enviados com dúvidas, comentários, sugestões e elogios. A participação de vocês é muito importante para mim e contribuiu muito para elevar a qualidade do conteúdo da coluna.

Por último, eu gostaria de falar com muito orgulho sobre o grande lançamento de 2020, o meu livro Bolsa de Valores ao seu alcance, invista em ações: é fácil.

Indo direto ao ponto: a minha escalação das 11 melhores colunas Domingo de Valor de 2020 (algumas já selecionadas para o próximo livro).

1. É o fim do mundo como o conhecemos, mas eu me sinto bem

A Levante decretou que todos os seus trabalhadores ficassem em casa (home office) desde a semana do dia 16 de março. Eu fiquei mais de quatro meses trabalhando no isolamento do home office durante todo o período da quarentena, bastante preocupado, procurando me informar, cuidando da minha saúde e me adaptando à nova realidade.

Antes mesmo da quarentena começar, eu disse para uma amiga: “o mundo não será mais como antes”. Apesar do pânico nos mercados financeiros mundiais, estou bem tranquilo com os meus investimentos, pois sei exatamente o risco que estou correndo com a minha carteira de ativos.

Leia mais em É o fim do mundo como o conhecemos, mas eu me sinto bem.

 2. Coronavírus: os seis estágios de uma crise, em qual estamos agora?

Uma crise sem precedentes, totalmente inesperada, um verdadeiro “cisne negro” que pegou todo mundo desprevenido, inclusive gestores de fundos de investimentos, economistas, analistas, especialistas no mercado financeiro em geral.

Não existe nenhum mal que dure para sempre, mas a pergunta que fica é: quando essa quarentena do coronavírus vai passar?

Quer saber quais são As Ações Esquecidas da Bolsa que podem fazer você lucrar mais em 2021? 

Então clique aqui e baixe agora o Relatório Gratuito que eu e minha Equipe de Analistas preparamos para você!

Antes de responder à pergunta pretendo mostrar os seis estágios de uma crise, por Tony Volpon, ex-diretor do Banco Central e atualmente economista chefe do banco suíço UBS Brasil.

Leia mais em Coronavírus: os seis estágios de uma crise, em qual estamos agora?

 3. A coisa mais importante

No texto de hoje, irei falar bastante sobre um dos meus livros favoritos sobre investimentos: The most important thing, de Howard Marks, o famoso gestor de recursos da Oaktree Capital Management.

Para quem tem afinidade com o inglês, recomendo fortemente a leitura do material do mestre Howard Marks. Aqui, gostaria de compartilhar os pontos mais interessantes da visão dele e dar a minha opinião sobre o momento atual da Bolsa de Valores brasileira.

Leia mais em A coisa mais importante.

4. Investir em ações é fácil

O texto foi sobre como as pessoas físicas faziam investimentos em renda fixa e principalmente em ações nos anos 80, as dificuldades para abrir conta em corretora, comprar e vender ações e acompanhar o mercado financeiro.

Atualmente, é muito fácil investir em qualquer classe de ativos (Tesouro Direto, Fundos de Investimento e Ações), com acesso às informações em tempo real e com maior disponibilidade das informações financeiras e fatos relevantes das companhias.

Leia mais em Investir em ações é fácil.

5. Small Caps: as esquecidas da Bolsa

A coluna abordou as ações “small caps”, empresas praticamente esquecidas na Bolsa, que não estão no radar dos grandes investidores institucionais, mas que são grandes empresas líderes nos seus respectivos segmentos de atuação.

Leia mais em Small Caps: as esquecidas da Bolsa

6. O maior erro dos investidores

No texto eu comentei sobre um dos maiores erros que um investidor pessoa física pode cometer ao se investir em ações: fazer uma posição grande demais. Acredito que os sentimentos de ganância e medo são as emoções dos investidores que fazem com que as pessoas físicas tenham perdas financeiras muito grandes no mercado.

Leia mais em O maior erro dos investidores.

7. Coisas boas custam caro

Eu escrevi sobre o múltiplo de avaliação de empresas mais utilizado no mundo dos investimentos: a relação Preço/Lucro ou P/L. Utilizei como exemplo o cálculo do múltiplo preço/lucro da Weg, uma empresa cujas ações são consideradas “caras” no curto prazo em termos de múltiplo preço/lucro.

Eu mostrei também uma comparação de duas empresas: empresa boa com ação cara versus empresa de menor qualidade com ação barata.

Leia mais em Coisas boas custam caro.

8. AmBev: porque a Brahma não é mais a cerveja número 1!

Na coluna eu discorri sobre o declínio da cervejaria AmBev. Essa ação já foi a queridinha da Bolsa, a líder no mercado de cervejas e uma referência em termos de retorno sobre o capital investido (ROIC).

Minha abordagem foi mais qualitativa, com foco na força das vantagens competitivas da Ambev, com utilização de exemplos e histórias sobre futebol, cerveja e mercado de ações. Abra uma cerveja artesanal gelada e aproveite a leitura.

Leia mais em AmBev: porque a Brahma não é mais a cerveja número 1!

9. A segunda fase: ações americanas

No texto eu comentei sobre a minha visão sobre o investimento em ações americanas por meio de Brazilian Depositary Receipts (BDRs), o que na minha visão pode ser a segunda onda de crescimento da participação da renda variável (ações) no patrimônio dos brasileiros.

Leia mais em Seja muito bem-vindo ao mundo das ações de empresas americanas.

10. Fluxo de recursos para a Bolsa: não há mal que sempre dure

Neste texto, discuti sobre investimentos em ações, particularmente sobre o interesse do investidor estrangeiro pelo Brasil, fluxo de recursos para a bolsa de valores no mercado local e o crescimento da quantidade de pessoas físicas na B3.

Leia mais em Fluxo de recursos para a Bolsa.

11. O setor imobiliário sai mais forte da quarentena: o brasileiro vai gostar mais de imóveis

Falei sobre as empresas do setor de construção civil na Bolsa, os impactos da pandemia no Covid-19 e porque eu acredito que as empresas imobiliárias sairão mais fortes da quarentena que paralisou a economia brasileira de março a junho de 2020.

Leia mais em Análise de perfil do investidor: como fazer da forma correta.

Obrigado e um grande abraço.

Boas Festas e ótimos lucros em 2021!

Eduardo Guimarães.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

MRV - E Eu Com Isso - Levante
E eu com isso

Prévia da MRV & CO. (MRVE3)

Na noite desta quinta-feira (14), a MRV & CO (MRVE3), maior construtora do país e antes denominada MRV Engenharia, divulgou sua prévia operacional do 4T20,

Read More »
Biden e a transição americana
E eu com isso

O pacote de Biden

Na noite da quinta-feira (14), Joe Biden, presidente eleito dos Estados Unidos, divulgou os detalhes do pacote de estímulos à economia que será colocado em

Read More »
E eu com isso

Resultados dos bancos nos EUA

Como de praxe, os grandes bancos irão abrir a temporada de resultados trimestrais nos Estados Unidos. Já nesta sexta-feira, (15) JP Morgan Chase (JPM), Citigroup

Read More »
E eu com isso

Demissão de André Brandão

Um dia após sinalizar que demitiria o presidente do Banco do Brasil (BBAS3), o presidente Bolsonaro cedeu à pressão de nomes como o ministro da

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel