opassoapassocompletodecomoinvestiremfundoimobiliario

O passo a passo completo de como investir em fundo imobiliário

O mercado de investimentos oferece ao público investidor uma série de opções de produtos financeiros. Esses produtos podem ser escolhidos de forma a diversificar e aprimorar carteiras de investimentos. Neste artigo, você conhecerá os fundos imobiliários, um tipo de investimento direcionado ao mercado imobiliário, assim como seu funcionamento e suas principais vantagens. Ao final da leitura, você saberá como investir nestes produtos com segurança e eficiência.

Os fundos de investimento imobiliário, também conhecidos pela sigla FII, são uma maneira simples e acessível que permitem a qualquer pessoa investir no ramo imobiliário. Isso significa que você não precisa ter uma grande quantia de capital guardado para adquirir um imóvel e se tornar investidor do ramo imobiliário; para isso, é possível investir em um fundo específico desse mercado e usufruir dos benefícios que ele oferece aos seus investidores.

Hoje, os fundos imobiliários são considerados, em muitos casos, alternativas mais interessantes do que a própria compra direta de um imóvel, sendo a opção escolhida por muitos investidores durante o processo de diversificação de carteira. Por isso, desenvolvemos este texto especial, que vai ajudá-lo a entender mais sobre o assunto e descobrir como começar a investir. Acompanhe e descubra!

1. O que é um investimento em fundo imobiliário?

Antes de compreender o que é um fundo de investimento imobiliário, é preciso saber como funciona um fundo de investimentos. Trata-se de um tipo de aplicação financeira formada pela união de várias pessoas interessadas em realizar um investimento financeiro.

É importante destacar que este produto é totalmente diferente dos outros tipos de fundos de investimento encontrados no mercado. Além de ter uma legislação própria, é o único que paga um rendimento mensal para o cotista.

Na prática, os FIIs funcionam como uma espécie de condomínio no qual cada investidor adquire uma cota, paga uma mensalidade para a administração e está obrigado a seguir as regras preestabelecidas em um contrato. As taxas incidentes sobre os fundos dizem respeito aos custos com a gestão, a qual é feita por um profissional especializado no mercado financeiro.

O gestor do fundo é o responsável por tomar as decisões relacionadas aos ativos da carteira, podendo, livremente, fazer aquisições ou vendas de ativos. Vale destacar que todos os fundos de investimento são regulamentados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (ANBIMA).

Dessa maneira, o fundo de investimento imobiliário representa a união de recursos de diversos investidores, interessados em aplicar seu capital em empreendimentos imobiliários. O FII é dividido em cotas que representam parcelas do seu patrimônio.

Estes fundos costumam investir principalmente em imóveis comerciais, como shopping centers, por exemplo; e em títulos de renda fixa que estejam atrelados ao mercado imobiliário, como, por exemplo, Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI).

Por serem alternativas muito acessíveis a investidores de diferentes portes, os fundos imobiliários democratizam o acesso a investimentos de grande porte em empreendimentos, o que antes estava restrito a poucos investidores.

2. Como fazer para investir em fundo imobiliário?

O procedimento para investimento em um fundo imobiliário é muito simples. O primeiro passo é a realização de um cadastro em uma corretora de valores.

Como as cotas dos fundos são negociadas na bolsa de valores B3 e no mercado de balcão, é imprescindível que o investidor crie uma conta em uma corretora, para tornar todo o processo de investimentos viável.

O segundo passo é a escolha do Fundo de Investimento Imobiliário. Vale destacar que esta é uma etapa muito importante. Recomendamos que você analise com cuidado os dados do fundo, como: quais imóveis fazem parte da carteira e qual é o histórico de rentabilidade do FII.

Também é válido avaliar o valor dos aluguéis do fundo e dividir a quantia pelo número total de cotas, além de estudar as taxas de administração totais.

O terceiro passo acontece após a escolha do fundo. Nesse momento, o investidor precisa enviar uma ordem de compra para a corretora. O envio dessa ordem é feito da mesma maneira como no mercado de ações.

A aquisição pode ser feita diretamente pelo programa do home broker, que permite a compra e venda de títulos pela internet. No sistema, basta informar o código do fundo escolhido, a quantidade de cotas que o investidor deseja adquirir e o preço. Havendo alguém interessado em vender as cotas pelo valor que você está disposto a pagar, a transação é concluída e você passa a se tornar o titular e detentor dos direitos no limite da sua cota.

3. Quais as vantagens de optar pelo investimento em fundo imobiliário?

Antes de escolher um investimento é necessário buscar notícias sobre o mercado financeiro, aprofundando o seu conhecimento sobre os benefícios e desvantagens daquele produto, além de coletar a opinião de especialistas.

Mesmo sabendo que os fundos de investimento imobiliário são boas opções, elencamos a seguir algumas das suas principais vantagens. Assim, fica mais fácil compreender em quais aspectos o FII se destaca de outras alternativas disponíveis no mercado.

3.1. Oportunidade de investir em grandes empreendimentos do ramo imobiliário

Geralmente, as pessoas físicas que planejam suas finanças e sentem atração pelo mercado imobiliário costumam investir o seu capital em apartamentos, casas e salas comerciais. Os FIIs expandem as possibilidades desses investidores, permitindo que o seu capital seja aplicado em grandes empreendimentos como, por exemplo, shopping centers.

Trata-se uma parcela do mercado voltada para imóveis de alto padrão e que normalmente estariam acessíveis apenas para grandes investidores. O fundo imobiliário é uma opção que possibilita que a pessoa física possa comprar uma pequena parte destes imóveis, se beneficiando de uma parcela dos ganhos que ele pode gerar.

3.2. Investimento inicial baixo

O que torna o FII atraente e democrático é justamente a possibilidade de adquirir cotas de fundos, mesmo com um capital pequeno à disposição.

Dessa maneira, ao invés de comprar diretamente um imóvel, o que exige uma disponibilidade de capital financeiro significativa, é possível comprar uma pequena fração de um imóvel com um capital inferior.

Atualmente, você já encontra no mercado de investimentos opções de cotas em fundos de investimento imobiliário com algumas centenas de reais.

3.3. Rendimentos isentos do pagamento de Imposto de Renda

Outra vantagem importante dos FIIs é que os rendimentos distribuídos para os seus cotistas são isentos de imposto de renda. Sem dúvida, essa vantagem é uma das que mais torna os fundos atraentes para investidores que são pessoa física.

Entretanto, é válido destacar que a regra de isenção de IR no rendimento só será válida se o fundo tiver no mínimo cinquenta cotistas e se as suas cotas forem negociadas na bolsa. O cotista beneficiado pela isenção não pode ser o detentor de mais de 10% do total de cotas do fundo.

3.4. Liquidez

A liquidez é um conceito utilizado em economia para se referir à facilidade com que um determinado ativo financeiro pode ser convertido em dinheiro. Isso significa que ativos financeiros com alta liquidez são facilmente convertidos em moeda, enquanto os ativos com baixa liquidez são mais difíceis de serem transformados em dinheiro.

Se comparados com a aquisição de um imóvel, os fundos imobiliários têm maior liquidez. Isso porque é muito mais rápido e fácil se desfazer das cotas de um FII do que concluir a venda de um imóvel.

Entretanto, é importante destacar que os fundos imobiliários são fechados. Assim, o investidor não pode resgatar suas cotas, apenas vendê-las na Bolsa da Valores, como se fossem ações. Esse procedimento pode ser feito tanto pelo home broker da corretora, como por meio da mesa de operações.

3.5. Gestão profissional

Uma das suas principais características dos fundos de investimento é a gestão profissional. Assim, entre as vantagens dos fundos imobiliários está a existência desse tipo de administração.

Os FIIs possuem profissionais especialistas responsáveis por todo o processo de tomada de decisão, eliminando a necessidade de que o cotista se preocupe com as escolhas de produtos e a gestão do fundo.

O trabalho desses profissionais inclui, por exemplo, a escolha de quais imóveis serão vendidos ou comprados, quais inquilinos serão aceitos, eventuais renegociações de aluguel, entre outras decisões comuns na rotina de gestão do fundo.

Entretanto, para que este ponto seja positivo, é importante que o fundo esteja sendo gerido por alguém capacitado, com conhecimento de mercado e com condições de realizar escolhas que tragam resultados para os cotistas.

3.6. Diversificação dos investimentos, mesmo com poucos recursos

Todo investidor mais experiente sabe que a diversificação é um dos pontos chave para o sucesso de qualquer estratégia de investimentos. Nesse contexto, a aplicação de recursos em fundos imobiliários permite que o investidor tenha condições de diversificar a sua carteira sem a necessidade de desembolsar grandes quantias de dinheiro.

Em muitos casos, um único fundo pode já ter uma grande variedade de imóveis e/ou inquilinos. Todavia, mesmo que o investidor opte por investir em fundos com apenas um imóvel de um único inquilino, é mais fácil diversificar os seus investimentos adquirindo cotas em vários outros fundos.

Os especialistas apontam que a diversificação é uma das melhores maneiras de aprimorar o desempenho de uma carteira, tendo em vista que torna possível ter ganhos mesmo em diferentes cenários de mercado. Além disso, eventuais baixas na rentabilidade podem ser compensadas por ganhos mais expressivos gerados por outros ativos.

4. Qual é a rentabilidade de um fundo imobiliário?

A rentabilidade é um termo utilizado para se referir ao percentual de remuneração ganho em razão de uma determinada aplicação. De forma mais simples, ela pode ser traduzida como o “lucro do investimento”. Por exemplo, imagine que você aplicou R$ 1.000,00 e após um ano o seu capital é de R$1.100,00. Nesse caso, a rentabilidade do seu investimento foi de 10%.

A rentabilidade do FII sempre será variável, o que significa que ela vai oscilar de acordo com índices ou com o comportamento do mercado. Desta forma, o investidor não tem como saber de forma precisa qual será o resultado financeiro daquele investimento.

A dúvida com relação à rentabilidade de fundos imobiliários é muito comum, principalmente quando o investidor está aprendendo a investir, não conhece tão bem a dinâmica do mercado e procura referências mais seguras com relação às suas escolhas financeiras.

O que você precisa saber com relação à rentabilidade dos fundos imobiliários é que ela varia; não existe um valor ou porcentagem fixo. Isso ocorre pois os lucros do FII dependem de fatores como o valor das cotas, a situação do mercado imobiliário, a composição do patrimônio do fundo e também as escolhas realizadas pelo gestor.

Normalmente, os fundos que possuem imóveis com boa localização costumam gerar um retorno financeiro mais atrativo para os seus cotistas, isso se comparado com imóveis que se encontram em regiões menos movimentadas. Entretanto, o imóvel bem localizado não é sinônimo de maior rentabilidade, também é preciso considerar o preço e o momento do mercado.

O raciocínio é o mesmo que se faz com relação a um imóvel. Se o investidor possui um imóvel comercial localizado em uma área de grande circulação de pessoas, com um preço interessante e em um contexto mercadológico favorável, é natural que ele seja mais valorizado do que aquele situado em uma região afastada ou que esteja sendo negociado em um momento desfavorável do mercado. Por isso, retomamos a questão da importância de estudar as características do fundo antes da aquisição das cotas.

A análise inicial deve trazer informações e dados concretos a respeito do potencial de rentabilidade daquele investimento. O que aponta para a importância de estudar o mercado e o fundo antes de concretizar a compra das cotas.

Também é válido destacar que, além do rendimento obtido pelas cotas, os FIIS podem pagar aluguéis mensais, que estão sujeitos a variações atreladas às próprias características do mercado. Assim, quando todos os imóveis estiverem alugados, o rendimento será mais alto do que aquele obtido quando os mesmos estiverem desocupados.

5. O que avaliar na hora de investir em um fundo imobiliário?

Se você está pensando em começar a investir em fundos imobiliários, precisa ficar atento aos seus conceitos e a situação do mercado. Apresentamos algumas dicas importantes e que devem ser consideradas na hora de escolher em qual fundo você vai investir investir.

Neste sentido, existem quatro passos essenciais que devem ser considerados antes de adquirir cotas em um FII. As chances de sucesso na sua estratégia de investimentos será muito mais alta ao considerar esse processo. Confira!

5.1. Busque informações sobre o mercado imobiliário

Os FIIs e seus resultados estão diretamente atrelados ao comportamento do mercado imobiliário. Esse é um mercado muito atraente e que, salvo em situações muito pontuais, costuma ser uma opção extremamente vantajosa para o investidor.

Entretanto, é preciso ter em mente que qualquer investimento traz riscos, já que o mercado pode estar favorável em um dia e mudar completamente na semana semana seguinte.

Por isso, se a sua ideia é começar a adquirir cotas de fundos imobiliários, o primeiro passo é buscar informação e se inteirar a respeito do que está acontecendo no mercado de negociação de imóveis. Além disso, recomenda-se estar assistido por profissionais com expertise na área de investimentos, além de entender melhor o funcionamento do mercado, eles têm condições de indicar opções interessantes para a composição e diversificação da sua carteira.

Por fim, educação financeira é um passo essencial na formação de qualquer investidor, já que ela ajuda a garantir que as escolhas estejam alinhadas com os objetivos financeiros e o perfil do investidor.

5.2. Analise o histórico e as características de cada fundo

Depois de estudar o mercado, é hora de aprofundar as informações sobre cada fundo imobiliário do seu interesse. Esta etapa de pesquisa ajuda a compreender as características dos FIIs, as vantagens e desvantagens de cada um e o seu alinhamento com os seus objetivos pessoais enquanto investidor.

É necessário considerar que, em muitos casos, uma opção interessante para um determinado investidor pode não ser para outro, razão pela qual é válido avaliar o histórico e as características do fundo, levando em consideração o seu objetivo individual.

Nesse processo, é interessante contar com o apoio de profissionais especializados. Eles vão ajudar a entender melhor os cenários, estudar o histórico dos fundos e aplicar a sua experiência profissional dentro da realidade e dos interesses do investidor.

5.3. Avalie se o valor da cota está dentro do valor de mercado

Pode parecer uma dica óbvia, mas muitos investidores que não possuem experiência na área acabam cometendo o erro de adquirir cotas de fundos imobiliários com valores incompatíveis com a realidade do mercado.

A análise dos valores pode ser feita por meio do contato com profissionais e empresas de assessoria de investimentos. Eles detêm conhecimento de mercado e condições de analisar os valores de forma técnica.

5.4. Estude a procedência do fundo e busque informações a respeito dos seus gestores

Por fim, a última dica diz respeito à procedência do fundo e a experiência dos seus gestores. Como você viu ao longo do texto, os fundos de investimento são administrados por profissionais, responsáveis pelas escolhas financeiras, negociações de compra e venda e demais atividades atreladas ao FII.

Por isso, é necessário que você considere a realização de uma pesquisa a respeito do histórico profissional e da experiência do gestor responsável pelo fundo antes da aquisição da cota. Gestores com capacitação são sinônimo de escolhas mais alinhadas com o mercado e que agregam resultados financeiros mais interessantes para os cotistas.

Os fundos de investimento imobiliários são excelentes alternativas para quem quer diversificar sua carteira de investimentos, mesmo que tenha poucos recursos à disposição. O seu funcionamento é muito simples e o processo de aquisição de cotas também.

Entretanto, a escolha do FII envolve conhecimento sobre o mercado imobiliário, análise do histórico do fundo e das perspectivas e tendências de acordo com os objetivos do investidor. Todos esses passos demandam tempo e conhecimento especializado, tanto sobre finanças quanto sobre mercados.

6. Por que contar com os serviços da Levante para um bom investimento?

No decorrer deste artigo, mostramos as principais características e as vantagens de investir em fundos imobiliários. Entretanto, é possível que você ainda esteja em dúvida com relação às escolhas dos ativos financeiros mais adequados para o seu perfil.

É justamente aí que entra o trabalho desenvolvido pelos nossos especialistas. A Levante é uma empresa especializada em investimentos. Nossos analistas têm a função de contribuir para que você construa o seu patrimônio e realize os seus sonhos.

Tudo isso é colocado em prática por meio de uma assessoria especializada e do compartilhamento de conteúdo relevante e atualizado voltado para o público investidor. Nossos materiais ajudam pessoas comuns a realizarem investimentos de forma eficiente e descomplicada, mantendo-as seguras e longe de armadilhas comuns do mercado financeiro.

Muitas pessoas ainda acreditam que a decisão a respeito de uma escolha de investimento é um problema. A ideia da Levante é estudar e analisar o mercado constantemente, estar por dentro de todas as tendências e elaborar recomendações de investimentos para os nosso clientes.

Compartilhamos este conhecimento para que os nossos leitores e clientes não tenham dificuldades em compreender quais são as melhores escolhas financeiras de acordo com os seus objetivos. Tornar-se um investidor não precisa ser algo complicado e, com o apoio de quem entende, todo o processo se torna mais eficiente e tranquilo.

A Levante Investimentos favorece o conhecimento sobre a composição da sua carteira, contribuindo para que as suas escolhas estejam alinhadas com a situação vivida pelo mercado e fazendo com que os seus retornos financeiros estejam de acordo com as suas expectativas.

Reunimos os melhores especialistas em investimentos para criar relatórios, vídeos e podcasts e selecionamos as melhores oportunidades para você investir tranquilo. Queremos ajudá-lo a tomar as decisões corretas para proteger e fazer com que o seu patrimônio cresça e assim você possa sonhar com uma vida mais tranquila.

Agora que você já sabe como investir em fundo imobiliário, que tal colocar este conhecimento em prática? Então entre em contato com a gente e descubra como podemos ajudar na aplicação inteligente do seu capital.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

Artigos

Resultados do 2T20 da CVC

A CVC (CVCB3) apresentou nesta segunda-feira (20), após o fechamento do mercado e com atraso, seus resultados do segundo trimestre de 2020. Como era de

Read More »
Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte I

No Comentário de nº 9 da Instituição Fiscal Independente, “Considerações sobre o teto de gastos da União”, Felipe Salto, Daniel Couri e Josué Pellegrini recortam

Read More »
Fechar Menu
Fechar Painel