Funcionamento de Índice

Você sabe o que é IFIX e como ele funciona?

Você sabe o que é IFIX? Entende o seu funcionamento e a sua importância para o mercado financeiro?

Compreender para o que serve o IFIX é fundamental para investidores que buscam bons desempenhos ao investir em Fundos Imobiliários.

No mercado financeiro, há diversos índices (como o Índice Bovespa) que auxiliam os investidores em suas análises. Isto é, valer-se de tais índices ajuda a fazer escolhas mais assertivas, o que pode resultar em um maior retorno sobre o dinheiro investido.

O IFIX, por exemplo, é um índice relacionado ao mercado de Fundos Imobiliários que muitos não conhecem. Sua função é medir o desempenho da carteira de ativos composta por Fundos de Investimento Imobiliário (FII).

Pensando em investidores que querem saber mais sobre o que é IFIX, bem como as suas funcionalidades, nós, da Levante, elaboramos este artigo.

O que é IFIX?

O Índice de Fundos de Investimento Imobiliários (IFIX) foi criado com o objetivo de auxiliar o investidor a tomar decisões neste tipo de mercado.

Lançado em 3 de setembro de 2012, ele incorpora, para o seu cálculo, informações a partir do dia 30 de dezembro de 2010.

Além disso, o IFIX é caracterizado como um índice de retorno total que permite identificar o desempenho médio de parte dos FIIs negociados na Bolsa de Valores (B3).

Qual o critério de ponderação do IFIX?

Tendo em vista o que é IFIX e a sua funcionalidade, também, é necessário conhecer sobre outros fatores.

Dentre eles, que a sua ponderação é feita por meio do valor de mercado das cotas do Fundo Imobiliário. De acordo com a B3, no Índice, a participação de um Fundo não pode ser superior a 20%. Isto é, caso isso ocorra, são necessários ajustes de peso.


Quer começar a investir em Fundos Imobiliários com o pé direito em 2021?

Então, baixe agora o nosso Guia Completo dos Fundos Imobiliários gratuitamente e veja tudo o que você precisa saber para investir em FIIs!

O que é IFIX - E-book Fundos Imobiliários


Para que os Fundos possam compor o cálculo do Índice, é essencial que estejam listados na Bolsa.

Como já citado, caso algum ultrapasse o limite de 20%, é preciso recalcular e redistribuir os demais ativos da carteira. Isso deve ocorrer de forma proporcional a fim de se respeitar esse limite.

Quais Fundos Imobiliários fazem parte do Índice?

O principal critério para a escolha dos Fundos que farão parte do Índice é estar listado na Bolsa de Valores.

A partir disso, de acordo com a B3, podem ser selecionados novos ativos que respeitem os seguintes critérios:

  • Estar classificado entre os ativos elegíveis que, no período de três carteiras anteriores, representem um conjunto de 95% no somatório total desses indicadores, em ordem decrescente de Índice de Negociabilidade (IN);
  • Ter presença em pregão de 95%, no período de vigência de três carteiras anteriores;
  • Não ser classificado como Penny Stock, ativos cujo valor médio calculado é inferior a R$1,00;
  • Ter sido objeto de Oferta Pública no período de vigência de três carteiras anteriores.

A partir desses critérios e dos limites de peso estabelecidos, são escolhidos os Fundos que farão parte do Índice.

Para saber quais os FIIs exatos que compõem o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX B3), basta clicar no link anterior.

Qual a importância do IFIX?

Agora, falaremos mais especificamente sobre a importância do IFIX.

Em suma, a importância do IFIX consiste no fato de ele, assim como outros índices relevantes do mercado, servir como um “termômetro” para os investidores.

Ou seja, o desempenho de sua carteira teórica – composta por grandes FIIs negociados em Bolsa – indica a situação geral da classe de Fundos Imobiliários.


Inscreva-se gratuitamente em nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’ para receber diariamente as principais notícias do mercado que impactam seus investimentos!


Desse modo, ao acompanhar o IFIX, você pode observar a situação desse tipo de investimento de um modo mais claro. E isso, em geral, pode ajudá-lo a tomar as melhores decisões de investimento.

Por fim, esperamos que este artigo tenha ajudado você a compreender melhor o que é o IFIX e qual a sua importância. Caso tenha alguma dúvida, deixe-a nos comentários. Estamos sempre prontos para ajudá-lo!

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Política sem Aspas, por Felipe Berenguer
Política Sem Aspas

Recesso, pero no mucho…

Existe, no imaginário popular, uma ideia fixa que procura associar o recesso parlamentar à inatividade de políticos de Brasília. De fato, os corredores do Congresso

Read More »
Levante Ideias - Inflação
E eu com isso

Inflação supera expectativas

A sexta-feira começa com a divulgação do IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo – 15) de 0,72% em julho, levemente abaixo do 0,83% de

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu
Fechar Painel