Funcionamento de Índice

Sobre expectativas e fatos

Um dos ditados mais velhos dos pregões manda “comprar no boato e vender no fato”. Apesar da aparente imprecisão, essa frase se sustenta na lógica. Ela reconhece a importância da expectativa na formação de preços dos ativos. No entanto, o movimento do mercado no início desta quarta-feira (03) está mais baseado em fatos do que em boatos. Mais especificamente, nos bons resultados de duas das maiores empresas do mundo, a Amazon e a Alphabet, empresa que controla o Google.

Começando pela Amazon. Além de anunciar que, no terceiro trimestre, o fundador Jeff Bezos vai ceder a presidência para Andy Jassy, CEO da Amazon Web Services, a companhia divulgou o maior faturamento trimestral da história, 125,6 bilhões de dólares. A cifra veio acima das expectativas, que eram de 119 bilhões de dólares. Foi a primeira vez que a empresa faturou mais de 100 bilhões de dólares em um trimestre. Além disso, o lucro líquido por ação foi de 14,09 dólares, muito acima das projeções, que chegavam no máximo a 10,50 dólares por ação.

Os resultados da Alphabet também surpreenderam. A companhia divulgou um resultado melhor do que o esperado na noite da terça-feira (02). O faturamento no quarto trimestre foi de 56,9 bilhões de dólares, acima da expectativa de 53,1 bilhões, com um crescimento de 23 por cento em relação ao mesmo período do ano passado. 

Os bons resultados das gigantes americanas têm ajudado a sustentar a valorização geral das ações nos primeiros dias de fevereiro. Além dos números, as autoridades do mercado americano e as principais corretoras on-line anunciaram medidas para conter movimentos especulativos. Esses movimentos provocaram oscilações abruptas em ações como da rede de varejo americana GameStop e em commodities como a prata.

O caso da GameStop foi bastante atípico: fundos de investimento montaram posições vendidas grandes demais para o mercado, colocaram-se em uma posição frágil e abriram seu flanco para um ataque especulativo. Isso provocou uma forte turbulência nos preços. Agora, as restrições impostas pelas autoridades e por algumas corretoras on-line, que forçaram os investidores a desfazer suas posições, devem reduzir a volatilidade do mercado como um todo.

E Eu Com Isso?

A redução das expectativas de volatilidade e a divulgação de fatos positivos sobre os resultados das principais empresas americanas – e algumas brasileiras – são fatores que sustentam uma valorização das ações, que vêm ocorrendo desde o início de fevereiro. No início desta quarta-feira, os contratos futuros do Ibovespa e do índice americano S&P 500 estão começando o dia com leves altas.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

Para ficar por dentro do universo dos investimentos de maneira prática, clique abaixo e inscreva-se gratuitamente!

e-eu-com-isso

Leia também: Esperança renovada.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Telecomunicação
E eu com isso

Onda de M&A na telecom

Um estudo publicado pela consultoria RGS Partners mostra que o Brasil movimentou mais US$ 92 bilhões em fusões e aquisições em 95 transações entre 2010

Read More »
Levante Ideias - Banco Central
E eu com isso

Semana decisiva para os juros

A próxima semana será decisiva para a trajetória dos juros brasileiros de agora em diante. Em circunstâncias normais, o prognóstico seria de alta das expectativas

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel