Copel - E Eu Com Isso - Levante

Plano Estratégico da Copel

A Copel divulgou nesta quinta-feira (21) seu novo planejamento estratégico. Além de mudanças estatutárias e de uma nova política de dividendos, a nova agenda propõe melhorias na governança corporativa e maior eficiência nas operações.

O novo pacote de mudanças foi aprovado pelo Conselho de Administração na terça-feira (19), e traz como destaque uma nova política de dividendos, ajustada para se adequar melhor à atual fase da companhia, além de trazer mais previsibilidade e transparência aos investidores.

Adriano Rudek de Moura, diretor financeiro da Copel, definiu a nova política de dividendos como uma forma para que a companhia reverta sua alavancagem, atualmente em 1,3 vezes, para níveis mais adequados, de 2,7 vezes a relação entre dívida líquida e geração de caixa medida pelo Ebitda, de forma a otimizar a estrutura de capital da Copel.

A nova proposta traz um critério de alavancagem para o cálculo de dividendo, onde, para o índice abaixo de 1,5 vezes, será realizado pagamento de 65 por cento do lucro líquido ajustado, limitado ao fluxo de caixa disponível (FCD); para a faixa entre 1,5 e 2,7 vezes, pagamento de 50 por cento do lucro líquido ajustado e, por fim, quando indicador maior de 2,7 vezes, será realizado pagamento de 25 por cento do lucro líquido ajustado.

A distribuição de dividendos extraordinários também deverá seguir as novas regras e só irá ocorrer em casos excepcionais, com aprovação em assembleia de acionistas.

Em relação às propostas de mudanças de governança corporativa, está a elevação da companhia para o Nível 2 da B3 – movimento que, segundo governo paranaense, só será aprovado caso ocorra também a  realização de uma oferta secundária de ações de sua titularidade em conjunto com o BNDESPar, que pretende se desfazer de sua fatia de 24 por cento na elétrica. Além disso, a proposta traz a implementação de programa de units, que prevê desdobramento de ações na proporção de 1 para 10, e criação de comitês de assessoramento ao conselho de administração.

E Eu Com Isso?

As mudanças anunciadas pela Copel são positivas e esperamos uma reação também positiva no preço de suas ações (CPLE3/CPLE5/CPLE6) no curto prazo. Primeiramente, o pacote de aprimoramento da governança corporativa aproxima a Copel das boas práticas adotadas por empresas privadas e tenta, em alguma medida, afastar o temor do mercado quanto a novas intervenções políticas do governo paranaense.

Adicionalmente, ao rever a política de dividendos com o intuito de otimizar a estrutura de capital, acreditamos que a Copel conseguirá resolver sua baixa alavancagem atual, que eleva seu custo de capital. O objetivo da diretoria de elevar o indicador para um patamar próximo de 2,7 vezes é correta, pois esse é um patamar compatível com a mediana do setor elétrico. A nova política ainda possibilita como benefício maior previsibilidade para as distribuições e menor espaço para interferências do controlador na distribuição de dividendos extraordinários sem considerar a capacidade financeira da companhia.

Deve-se ressalvar que as medidas divulgadas pela companhia só terão efeito caso haja um comprometimento efetivo do governo paranaense em aprimorar o modelo de governança da empresa. Nos últimos trimestres, tentativas de intervenção foram realizadas não somente na Copel, mas também em outras estatais, como a Sanepar, cujas ações sofreram após detalhamento do processo de reajuste e revisão tarifários. Assim, é preciso que o governo reveja seu paradigma de atuação para que as mudanças implementadas na Copel surtam os efeitos pretendidos.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

Para ficar por dentro do universo dos investimentos de maneira prática, clique abaixo e inscreva-se gratuitamente!

e-eu-com-isso

Leia também: Diversificar é preciso.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - NFT
E eu com isso

Os NFTs são a arte do lucro

NFT parece ser a sigla de um título público. Algo como Notas Financeiras do Tesouro. Nada disso. NFT é a abreviatura de Non-Fungible Tokens, ou

Read More »
Levante Ideias - Dinheiro
E eu com isso

PEC dos precatórios

Nesta quinta-feira (16), a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados votou e aprovou, por 32 votos a 26, a PEC (Proposta

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.