Levante Ideias - TSMC

Semicondutores: TSMC segue na liderança

De acordo com pesquisas recentes especializadas do setor de semicondutores, a Taiwan Semiconductors (TSMC) gerou 56% da receita total do mundo no primeiro trimestre deste ano.

O Taiwan também conta com empresas de menor porte relevantes e a região foi responsável por 65% da fatia global no período.

Com o mundo sedento por dispositivos eletrônicos e carros, cujos chips são essenciais para o funcionamento, o mundo passa por uma explosão na demanda por tais itens, mesmo que invisíveis aos olhos do consumidor.

As companhias de Taiwan são terceirizadas e prestam serviços para as desenvolvedoras dos chips, como Apple, Qualcomm e Nvidia.

Do ponto de vista microeconômico, parece difícil outra companhia chegar ao porte da TSMC e ameaçar a sua liderança no médio prazo, pois a escala e a operação dentro de um setor que exige pesados – investimentos de capital (CapEx) a deixam em uma posição destacada.

E a TSMC não pode fazer chips suficientes para satisfazer a todos – um fato que se tornou ainda mais claro em meio a uma escassez global, aumentando o caos de gargalos de fornecimento, preços mais altos para consumidores e trabalhadores dispensados, especialmente na indústria automobilística.

E Eu Com Isso?

As notícias recentes reforçam o bom momento da Taiwan Semicondutores (TSMC) e da região como um todo.

Esperamos impacto positivo nas ações TSMC e uma performance acima da média na região para o ano.

No primeiro trimestre deste ano, o crescimento da receita líquida foi de 27% na comparação anual.

O resultado operacional, por sua vez, cresceu quase 43%, reforçando a tendência de ganhos robustos de margem e vantagens competitivas relevantes na indústria.

O “lado B” desta história e que vem trazendo inúmeras discussões na mídia internacional é que este domínio deixa o mundo em uma posição vulnerável.

Mais tecnologias exigem chips de complexidade ainda maiores, cuja produção é praticamente toda na região – uma ilha que é o ponto focal das tensões entre os EUA e a China, que reivindica Taiwan como sua.

A situação vem sendo comparada, em alguns aspectos, à dependência do mundo do petróleo do Oriente Médio décadas atrás, com qualquer instabilidade no país ameaçando respingar em diversos outros setores da cadeia.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Apple (AAPL): Remessas de Iphone caem no 1T21.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Auxílio aprovado

A Medida Provisória 1.061/21, publicada no início de agosto para instituir o programa Auxílio Brasil, foi aprovada nesta quinta-feira (25) na Câmara dos Deputados, por

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.