Levante Ideias - Banco Inter

Follow-on do Banco Inter

O Banco Inter (BIDI11) divulgou Fato Relevante antes da abertura do mercado na terça-feira (15), informando que seu Conselho de Administração aprovou uma oferta subsequente de ações (follow-on) com esforços restritos, para captar até R$ 5,5 bilhões.

A oferta será composta por 71,50 milhões de ações ordinárias e 71,12 milhões de ações preferenciais.

O follow-on abrirá caminho para investimentos da Stone (SNTE:NASDAQ) na empresa. Segundo o documento divulgado ao mercado, a Stone comprará R$ 2,5 bilhões, ficando assim com até 4,99% da companhia.

Parte do acordo de investimento da Stone no Banco Inter, firmado no mês de maio, foi de que a família Menin (controladora do Inter) renunciasse ao direito de preferência na operação, tendo sua participação total diluída para acomodar a entrada da Stone.

Os investidores que tiverem posição na empresa até o dia 14 de junho poderão participar da oferta, podendo cada acionista subscrever até 0,062289 ação ordinária e 0,062289 ação preferencial.

O período de subscrição se inicia hoje e expira na próxima terça-feira (22). A precificação da oferta ocorrerá no dia 24 e os novos papéis começarão a ser negociados a partir do dia 28 de junho na B3.

O valor de mercado do Banco Inter no fechamento desta segunda-feira (14) era de R$ 49,28 bilhões.

E Eu Com Isso?

No fim de maio, o Inter (BIDI11) já havia anunciado sua intenção de realizar um follow-on, tendo a Stone como investidor âncora, dando início a uma parceria comercial entre as companhias, além de uma reorganização societária para abertura de capital na Nasdaq ainda neste ano.

No dia 24 de maio, após o anúncio, as ações da companhia (BIDI11) tiveram alta de 24,8%, refletindo os ganhos na parceria operacional com a Stone e com a maior visibilidade que uma listagem na bolsa de tecnologia do mundo traria.

E após a queda no pregão desta terça-feira (15), a companhia está com valor de mercado praticamente no mesmo patamar do fechamento do dia 23.

O valor fixado para a unit representa um desconto de 10% em relação aos R$ 64,30 da ação (preço aproximado do papel na terça-feira,15).

Esse desconto explica a queda de 2,73% nas ações do Inter desta terça-feira (15), visto que fica muito mais interessante para o investidor comprar ações do Inter a serem ofertadas no follow-on do que no dia.

Assim, a expectativa é de que as ações da companhia (BIDI11) ainda apresentem uma reação negativa no curto prazo, com queda limitada após recuo apresentado na terça-feira.

No dia 24 de maio, após o anúncio, as ações da companhia (BIDI11) tiveram alta de 24,8%, refletindo os ganhos na parceria operacional com a Stone e com a maior visibilidade que uma listagem na bolsa de tecnologia do mundo.

Apesar de poder ter esperado para realizar a oferta quando já estivesse listado na Nasdaq, este seria um processo bastante moroso, devido às burocracias existentes na listagem, optando por realizar a oferta agora.

Nesse contexto, entendemos como acertada a decisão do Inter, evitando um cenário mais adverso em período eleitoral.

Com o follow-on, o banco pode levantar até R$ 5,5 bilhões, com base no preço fixado de R$ 19,28 por ação, que resulta em R$ 57,84 por unit, visto que cada unit é formada por 3 ações (uma ON e duas PN).

Esperamos que a parceria entre as companhias possa ser o começo de algo mais duradouro, possibilitando a troca de mais produtos e serviços entre as plataformas.

Ambas as companhias procuram diversificar seus produtos e possuem uma base de clientes complementar, com a Stone focada no público PJ e o Inter no público PF (apesar de a base de clientes empresariais estar crescendo).

Enxergamos agora com principais catalisadores para as ações do Inter (BIDI11):

(i) a conclusão do processo de reestruturação e listagem na Nasdaq;

(ii) Conseguir manter o nível de crescimento da base de clientes vista ao longo de 2020 e 1T21;

(iii) aumentar a penetração de serviços como investimentos e seguros, alavancando a base clientes que já possui para aumentar seus lucros;

(iv) oferta de novos produtos como está fazendo agora com a parceria com a Stone.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Bancos investem em marketplaces.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Juros
E eu com isso

A nova narrativa dos juros

A divulgação da edição mais recente do Relatório Focus nesta segunda-feira (26) mostra uma mudança nas expectativas. Não foi um movimento de ruptura. Ao contrário,

Read More »
Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Bola da vez

Com a reunião entre Bolsonaro e Ciro Nogueira (PI), o Partido Progressistas é a bola da vez em Brasília. O presidente da sigla deve mesmo

Read More »
Levante Ideias - Economia China
E eu com isso

Sell-off prossegue na China

Na madrugada desta segunda-feira (26), o sell-off (movimento forte e generalizado de venda dos ativos) das ações chinesas do setor de educação privada e tecnologia

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel