Dinheiro investir - Levante Ideias

Como investir em fundos de investimentos?

Saber como investir dinheiro em fundos de investimentos tem se tornado um passo importante na educação financeira e formação dos investidores. Isso porque trata-se de uma modalidade de aplicação financeira coletiva que vem ganhando espaço no mercado, já que oferece aos investidores diferentes opções com excelentes rentabilidades.

Na prática, o Fundo é um produto que reúne o dinheiro de diversas pessoas, chamadas cotistas. Elas são representadas pela figura de um gestor de investimentos, o qual é responsável por aplicar os recursos em diferentes tipos de produtos financeiros.

Trata-se de um produto que está chamando a atenção dos investidores. Por isso, se você já possui uma carteira ativa, é importante entender as caraterísticas e particularidades dos fundos. Neste post, vamos ajudá-lo a conhecer melhor a aplicação e aprender como aplicar o seu dinheiro nela. Acompanhe!

Como funcionam os fundos de investimento?

Como mencionamos no início deste artigo, os fundos são um mecanismo que reúne o dinheiro de diversas pessoas. Esses investidores são chamados de cotistas e a sua participação ocorre por meio da compra de cotas, que vão representar o percentual de dinheiro aplicado e o percentual de rentabilidade ao qual eles terão direito.

Todo fundo de investimento conta com a participação de uma figura importante: o gestor de investimentos. Ele é responsável por gerir a carteira, aplicando os recursos dos cotistas em diferentes produtos, sempre respeitando a proposta e as características daquele fundo.

Vamos imaginar um exemplo simples de aplicação em Ações e em um Fundo de Ações. Suponhamos que você possui R$ 20.000,00 para investir nesse produto. Se você aplica diretamente em ações, precisa adquirir os produtos na Bolsa de Valores e fazer a gestão da sua carteira.

Por outro lado, se você aplica em um Fundo de Ações, os seus R$ 20.000,00 serão somados aos recursos dos outros cotistas do fundo e o valor disponível para aplicação será muito maior, gerando oportunidades que você não teria caso fosse investir sozinho. Nesse caso, o seu gestor será responsável por gerir esses recursos, escolher os melhores produtos e buscar mecanismos que garantam maior rentabilidade.

O mais interessante é que a estrutura das cotas permite que todos os cotistas tenham a mesma rentabilidade, já que o preço delas será igual. A diferença estará no número de cotas que cada investidor possui, uma vez que os valores recebidos estão atrelados a quantidade de cotas.

O que considerar antes de escolher um fundo?

Esta é uma das dúvidas mais comuns dos investidores que estão pensando em aplicar o seu dinheiro em um fundo e começar a investir. Antes de qualquer movimento para adquirir cotas, é importante avaliar o gestor, as taxas, o risco e a liquidez do fundo.

Existem diferentes tipos de fundos de investimentos e eles possuem características e níveis de risco distintos. Por exemplo, fundos que priorizam investimentos em renda variável, como as ações, são diferentes dos fundos que aplicam o patrimônio em renda fixa.

Outros dois aspectos importantes e que devem ser analisados com cautela são o gestor do fundo e as taxas cobradas. A existência de um gestor pressupõe a cobrança de uma taxa para custear os seus serviços. Essa despesa é chamada de taxa de administração e precisa ser analisada, já que em alguns casos ela pode ser muito alta, fazendo com que não compense a aplicação naquele produto.

A aplicação mínima também precisa ser avaliada. Antes de aplicar os seus recursos é importante avaliar se o valor das cotas daquele fundo estão alinhadas com a quantia que você possui à disposição para investir.

O prazo para aplicação é um ponto de atenção e que muitos investidores deixam passar batido. Ele representa o tempo que o investidor deve esperar o dinheiro ser aplicado e consequentemente começar a render.

O prazo de resgate está atrelado ao conceito de liquidez. Dessa forma, quanto menor o prazo maior será a liquidez. Por outro lado, quanto maior o prazo e mais difícil a conversão em dinheiro, menor será a liquidez daquele investimento.

É preciso ter cuidado pois fundos de investimento com um prazo muito longo deixam o dinheiro preso e o cotista fica sem poder movimentar o capital.

Se depois de analisar todos esses fatores você ainda está em dúvida, uma dica interessante é avaliar o histórico daquele fundo. Isso vai ajudá-lo a entender sua trajetória, o seu tempo de mercado e eventuais problemas que possam estar atrelados a ele.

Além de todas essas dicas, antes de optar por um fundo é preciso conhecer o seu perfil de investidor. Ele vai ajudar a identificar se o fundo escolhido é uma boa opção dentro dos seus objetivos pessoais e perspectivas financeiras.

Como investir em fundos de investimento?

Agora que você já sabe as principais informações e os cuidados que precisam ser tomados no processo de escolha de um fundo, elaboramos um passo a passo que vai ajudá-lo a começar a sua trajetória por este mercado. Acompanhe!

Planejamento

Assim como qualquer estratégia de investimentos, a aplicação de recursos financeiros em um fundo pressupõe planejamento prévio. É preciso definir, por exemplo, qual será a quantia aplicada no fundo, quanto tempo você quer deixar o dinheiro investido e quais são os objetivos que você deseja alcançar com o investimento.

O apoio de profissionais especializados desde o início do processo contribui para que você faça as melhores escolhas e usufrua de resultados compatíveis com as suas perspectivas.

Abertura de conta

Se você ainda não investe, talvez seja necessário abrir uma conta em uma corretora de valores. Nesse momento, o seu assessor de investimentos poderá ajudá-lo a definir as melhores alternativas em termos de valores e segurança.

Análise do fundo e do seu perfil de investidor

Com o planejamento pronto e a conta ativa, você já pode partir para o próximo passo: a análise das opções de fundos de investimentos somada à análise do seu perfil de investidor.

O fundo deve estar de acordo com as dicas que apresentamos anteriormente, além de atender às expectativas e aos interesses do investidor.

Lembre-se que nesta etapa também é preciso avaliar os custos, como a taxa de administração e a taxa de performance. Além disso, é necessário conhecer bem o gestor do fundo, pois é ele quem vai administrar o seu dinheiro.

Análise da volatilidade

A volatilidade é um termo usado para retratar as oscilações de rentabilidade de uma aplicação financeira. Dessa forma, quanto maior a volatilidade, maior será a imprevisibilidade de um fundo. Esse é um fator que precisa ser considerado, especialmente se o perfil do investidor for pouco tolerante ao risco.

Em todos os processos, o apoio de profissionais especializados é um diferencial que ajuda nas análises de mercado e em escolhas mais adequadas para os investidores. Por isso, considere buscar o apoio de empresas com expertise no mercado.

Quais os benefícios de inclui-los na sua carteira?

O mercado está crescendo e as facilidades de aplicação em fundos de investimento têm ganhado muita força nos últimos anos. Esse movimento, por si só, já é um motivo muito forte para que os investidores considerem a inclusão de fundos na estratégia de diversificação da sua carteira.

Além disso, é possível encontrar fundos com investimento inicial menor e que apresentam excelentes oportunidades de ganho. Entretanto, como mencionamos ao longo deste post, é muito importante contar com o apoio técnico de profissionais que conhecem o mercado e as melhores oportunidades à disposição dos investidores.

Como você pode ver, os fundos de investimento são ótimas opções para aplicar seu dinheiro. O mais importante, antes de escolher um produto financeiro, é avaliar as opções disponíveis e suas características. Além disso, a diversificação da carteira é uma peça importante para aumentar as chances de sucesso da sua estratégia financeira.

Agora que você já sabe como investir seu dinheiro em fundos de investimentos e os benefícios destes produto financeiro, que tal aprofundar o seu conhecimento a respeito do assunto? Então baixe o nosso Manual de Fundos de Investimento!

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - E-Commerce
E eu com isso

Infracommerce adquire concorrente

A Infracommerce (IFCM3), companhia integrada de soluções para o e-commerce desde a gestão das operações online até o fluxo logístico, anunciou um acordo final para

Read More »
Levante Ideias - Banco Central
E eu com isso

O BC dará a tônica da semana

A última semana do terceiro trimestre de 2021 será pautada pelas declarações do Banco Central (BC). Além do Relatório Focus divulgado nesta segunda-feira (27), na

Read More »
Senado - Levante Investimentos
E eu com isso

Relator critica pressão

Designado para ser relator da Reforma Tributária que trata de mudanças no Imposto de Renda (IR), o senador Angelo Coronel (PSD-BA) afirmou que não tem

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.