valeapenainvestiremfundoimobiliario

Vale a pena investir em fundo imobiliário?

Se você deseja ter um futuro financeiro seguro e tranquilo, uma solução é estudar melhor a economia e selecionar investimentos alinhados ao seu perfil de investidor. Contudo, com tantas alternativas no mercado, é normal que dúvidas surjam acerca dos ativos mais oportunos em determinado momento. Ao investir em fundo imobiliário, por exemplo, você colocará seu dinheiro em um dos ativos mais recorrentes atualmente entre investidores de todo o mundo – e que, mais ainda, representam boas oportunidades de investimento.

Caso você queira investir em imóveis, mas não tem muito dinheiro para abarcar todos os custos do processo, do terreno às taxas burocráticas, nem muito tempo a perder, os FIIs (Fundos Imobiliários) podem ser exatamente o que você procura. 

Abaixo, elencamos os principais motivos que tornam os FIIs tão atrativos nos dias atuais.

Renda passiva

Para começar, fundos imobiliários são investimentos que podem gerar, na maior parte dos casos, rendimentos para você todo mês. Isso significa que, caso investisse em um FII, você receberia, por meio da distribuição de proventos (rendimentos) delimitada, uma quantia “em seu bolso” periodicamente.

Em outras palavras, trata-se do clássico “fazer o dinheiro trabalhar por você.” Para que tudo saia conforme o planejado, é importante que você analise os ativos no qual o FII em que você pretenda alocar investe, qual foi a sua rentabilidade até o momento, quem é seu Gestor; isto é: questões relativas ao desempenho e ao funcionamento do fundo.

Diversificação da carteira

Outro ponto que merece destaque é o fato de que, ao investir em fundo imobiliário, você passa a diversificar sua carteira de uma forma inteligente. Muito se fala em diversificação, mas muitas pessoas a confundem com a “pulverização” de investimentos.

Para diversificar de verdade, não basta alocar um pouco de dinheiro em investimentos diferentes de um mesmo grupo. Ao aplicar em renda fixa, por exemplo, é necessário buscar ativos que sejam influenciados por diferentes fatores. Assim, a performance global da sua carteira tende a manter-se equilibrada em diferentes momentos.

Rendimento livre de imposto de renda

Caso esteja em busca de um investimento no qual, em parte, o imposto de renda não incida sobre você, os fundos imobiliários também são uma opção.

É importante ressaltar que a não incidência do imposto do renda ocorre apenas nos proventos (rendimentos) distribuídos pelo fundo; em caso de venda da cota, havendo rendimento dela, o imposto de renda incide sobre o investidor.

Para ter direito ao benefício, você só precisa atentar-se a alguns requisitos. O fundo escolhido precisa ser negociado na Bolsa e ter, ao menos, 50 cotistas. Além disso, o total da cota adquirida por você não pode ultrapassar 10% do montante acumulado pelo fundo.

Essas são as principais vantagens de investir em fundo imobiliário. Mas, talvez, você ainda não esteja convencido de que essa é uma opção indicada para o seu caso. Os FIIs são recomendados, em suma, para quem:

  • não quer que nenhuma fatia da rentabilidade seja retirada pelo imposto de renda;
  • deseja ter o rendimento liberado em conta em poucos dias;
  • quer inserir um ativo diferenciado na carteira;
  • sempre quis investir em renda variável, mas ainda não se sente à vontade para alocar recursos em ações na Bolsa.

Se você se identificou com essas características e, mais ainda, está interessado em fazer o seu dinheiro, como mencionado acima, “trabalhar por você”, investir em fundo imobiliário pode ser um bom negócio.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

Artigos

BTG compra corretora Necton

Na onda de consolidação do mercado em busca de capturar o número crescente de CPFs na bolsa, o BTG Pactual fechou a aquisição da Necton

Read More »
Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte II

Na primeira parte dessa dupla de textos, concentrei-me em elencar e dissertar acerca das principais regras fiscais em voga hoje no Brasil. Naquela ocasião, deixei

Read More »
Artigos

Política acima de tudo!

O mercado vive uma certa trégua em relação à volatilidade mais acentuada de algumas semanas atrás. Discussões importantes foram adiadas para depois das eleições. Quem

Read More »
tipos de ações da bolsa de valores
Artigos

Empresas preparam IPOs

Nas últimas semanas, o número de prospectos de IPO protocolados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aumentou em quase dez, com as companhias “aspirantes” ao

Read More »
Fechar Menu
Fechar Painel