logo-mitre

Mitre (MTRE3) – Resultado operacional do segundo trimestre de 2020

A construtora Mitre (MTRE3) divulgou na quinta-feira (09) sua prévia operacional do segundo trimestre de 2020. A companhia registrou vendas líquidas de 34,9 milhões, com baixo nível de cancelamentos e foco na venda de estoque. Foram vendidas 68 unidades no trimestre, número superior ao primeiro trimestre de 2020 (62 unidades).

A companhia não realizou nenhum lançamento no período, pois esteve com seus estandes de venda fechados a maior parte do trimestre devido ao Covid-19. Para o terceiro trimestre, a Mitre tem planos de lançar três novos empreendimentos.

A velocidade de vendas (vendas / estoques + lançamentos) atingiu 30,3 por cento no segundo trimestre, resultado superior aos 21,6 por cento no primeiro trimestre. A velocidade de vendas nos últimos dois meses atingiu 81,1 por cento contra 79,9 por cento dos 12 meses acumulados no fechamento do primeiro trimestre.

O estoque da Mitre ficou em 85,9 milhões em termos de Valor Geral de Vendas (VGV), redução de 35 por cento em relação ao mesmo período de 2019. O estoque tem 157 unidades, sendo apenas 10 unidades localizadas em empreendimentos prontos. Em relação às entregas, não existia nenhuma programada para o trimestre.

O resultado operacional da Mitre foi bom e veio acima do esperado, com crescimento das vendas líquidas mesmo com a quarentena que fechou os estandes de vendas no segundo trimestre de 2020.

Esperamos impacto positivo no preço das ações. Entretanto, as ações da companhia (MTRE3) apresentaram forte alta de 8,44 por cento na quinta-feira (9), o que limita o potencial de valorização no curto prazo, mas não muda a nossa visão positiva.

Acreditamos que esta alta sugere que o mercado se antecipou e colocou o bom resultado operacional no preço das ações. Mesmo assim, esperamos impacto positivo no preço das ações (MTRE3) no curto prazo, porém com menor ímpeto. No ano as ações da companhia recuam 19,7 por cento ante a queda de 16,37 por cento do Ibovespa.

O resultado mostrou que a empresa tem um produto com bastante aceitação no mercado, pois mesmo com as dificuldades impostas pelo Covid-19 conseguiu acelerar suas vendas. As vendas foram 100 por cento digitais, com a equipe própria da Mitre (Mitre Vendas) sendo responsável por 91,5 por cento de todos os negócios, número que era de apenas 78 por cento no primeiro trimestre de 2020.

A empresa tem uma posição financeira bastante confortável, já que após o IPO ficou com Caixa Líquido de 826 milhões de reais, o que vemos com bons olhos.

Com um estoque pequeno e baixo nível de estoques concluídos, que acarretam custos de manutenção, esperamos que a empresa acelere os lançamentos nos próximos trimestres.

O principal catalisador para as ações da companhia é a retomada do volume de lançamentos e o crescimento das vendas contratadas com a recuperação da economia após a quarentena da Covid-19.

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Mitre (MTRE3) – Resultado do primeiro trimestre de 2020

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte I

No Comentário de nº 9 da Instituição Fiscal Independente, “Considerações sobre o teto de gastos da União”, Felipe Salto, Daniel Couri e Josué Pellegrini recortam

Read More »
E eu com isso

Redução de jornada até dezembro

O presidente Jair Bolsonaro assinou, ontem (13) a prorrogação da redução proporcional de jornada e salários e suspensão temporária do contrato de trabalho, medidas previstas

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel