Debêntures ou Tesouro Direto Qual O Melhor

Debêntures ou Tesouro Direto: Qual o Melhor a Você?

Você já pensou em investir em Debêntures ou Tesouro Direto? Sabe qual é o mais vantajoso para você?

No universo dos investimentos, é possível encontrar diferentes tipos de ativos para os mais variados perfis de investidor.

Se você é um investidor que deseja obter mais rentabilidade que a oferecida pela poupança e ter uma boa segurança, os investimentos de Renda Fixa são os ideias para você.

Em suma, tais investimentos não oferecem grandes riscos. Além disso, não precisam, necessariamente, do acompanhamento diário por parte do investidor. Assim, vê-se como oferecem diversas vantagens e, até mesmo, facilidades.

Entre os diversos ativos de Renda Fixa disponíveis no mercado, as debêntures e o Tesouro Direto estão entre os mais conhecidos.

Em suma, o primeiro se trata de um título emitido por empresas que desejam captar capital de terceiros. Já o segundo está diretamente relacionado ao Tesouro Nacional – pois trata-se de títulos públicos emitidos pelo governo.

A principal diferença entre as debêntures e o Tesouro Direto é o órgão emissor. Esse fator irá afetar diretamente as taxas de rendimento e o risco atribuídos a cada um desses investimentos.

Se você está em dúvida entre debêntures ou Tesouro Direto, neste artigo, listamos alguns fatores que devem ser levados em conta na hora da sua tomada de decisão.

Defina seu perfil de investidor

Ao abrir uma conta em uma corretora, é comum que elas apliquem um questionário para identificar o seu perfil de investidor. Alguns fatores, como a disponibilidade de crédito, a propensão ao risco, entre outros, podem variar esse perfil.

Geralmente, os diferentes perfis podem ser classificados como: conservador, moderado ou engajado.

No primeiro caso, temos os investidores que preferem mais segurança em relação a uma rentabilidade muito grande – que pode acarretar certos riscos. No segundo, temos aqueles que estão no “meio a meio”, que toleram uma certa exposição a ativos de risco, mas que também mantém boa parte do patrimônio em alocações mais seguras. Por fim, no terceiro, temos os mais engajados, que se expõem a ativos de maior risco em busca de maior rentabilidade.

Ademais, a própria corretora sugere as melhores alternativas de investimentos para cada perfil. Por isso, é fundamental entender qual é o seu estilo. Assim, a partir daí, você pode escolher os investimentos que se adequem às suas necessidades e condições.


Para saber tudo sobre o Tesouro Direto de maneira prática, baixe o nosso e-book exclusivo e gratuito sobre o tema!

Não perca tempo! Clique no botão abaixo e tenha acesso ao material mais completo sobre o Tesouro Direto.

E-book Tesouro Direto


Considere a quantia a ser investida

Se você está em dúvida entre debêntures ou Tesouro Direto, a quantia a ser investida é outro fator que precisa ser considerado. Isso porque o valor mínimo dos investimentos de Renda Fixa varia.

No caso das debêntures, por exemplo, a empresa que tem necessidade de capital externo vai oferecer títulos de valor congruente aos seus objetivos. Tais objetivos podem ser: pagamento de dívidas, reinvestimentos, realização de projetos de expansão etc.

A mesma coisa acontece com os títulos públicos. Dependendo da dívida do governo e da sua necessidade de capital, serão oferecidos títulos de maior ou menor valor para que esse “empréstimo” consiga cumprir sua finalidade, seja ela qual for.

Neste caso, porém, os valores costumam ser menores, assim como a remuneração. Porém, a segurança é maior.

Avalie os riscos do investimento

Investimentos de Renda Fixa são alternativas consideradas de menor risco, isso é fato. Entretanto, o investidor deve estar ciente de que existem fatores a serem levados em conta antes da sua escolha.

Quando você empresta dinheiro para uma empresa por meio de debêntures, por exemplo, é importante pesquisar sobre essa instituição e analisar a capacidade dela em cumprir com os prazos estabelecidos.

Dessa forma, existe um certo risco envolvido em casos em que a empresa não consegue honrar com os seus compromissos. E isso precisa ser levado em conta.


Para ficar por dentro das principais notícias do mercado financeiro diariamente, inscreva-se em nossa Newsletter, a ‘E Eu Com Isso’. 


Por fim, quando estamos falando de debênture ou Tesouro Direto, os prazos, os rendimentos e a liquidez vão depender do título oferecido.

Em suma, essas são informações que a corretora deve fornecer na página de negociação desses produtos. Desse modo, o investidor consegue tomar sua decisão de forma consciente.

E agora: Debêntures ou Tesouro Direto?

Já consegue decidir entre debêntures ou Tesouro Direto?

Um passo muito importante a ser dado por quem está pensando em investir em um desses dois investimentos de Renda Fixa é o seguinte: entender quais são suas necessidades e seus objetivos.

Em geral, as debêntures podem lhe trazer maiores rentabilidades. Porém, o risco assumido é um pouco maior. Já os títulos do Tesouro Direto, em alguns casos, podem até servir como investimentos de reserva de emergência. E isso pela liquidez diária e pela segurança.

Se você gostou desse conteúdo, veja também Como investir no Tesouro Direto. Ademais, caso tenha alguma dúvida sobre o assunto, deixe seu comentário abaixo. Estamos sempre prontos para ajudá-lo.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Não olhe para Brasília

Agosto, mês de desgosto. Esse velho ditado indica que os prognósticos para o oitavo mês do ano não são dos melhores. Há várias explicações para

Read More »
Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Terreno perigoso

Após o diagnóstico sobre a cifra elevada de pagamento de precatórios no Orçamento de 2022, os dois principais articuladores do governo (Ciro Nogueira, do PP

Read More »
Levante Ideias - Petróleo
E eu com isso

Resultados da BP do 2T21

A gigante do petróleo BP (BP) apresentou nesta segunda-feira (2), após o fechamento dos mercados, seus resultados do 2T21. Os números vieram fortes, bem acima

Read More »
Cielo - CIEL3 - E Eu Com Isso - Levante Investimentos
E eu com isso

Resultados da Cielo (CIEL3) do 1T21

Nesta segunda-feira (2), a Cielo (CIEL3), maior adquirente da América Latina, divulgou seus resultados do primeiro trimestre do ano. Os números mostraram uma continuidade no

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.