vale

Vale (VALE3) – Reforço no caixa da companhia

Vale (VALE3) – Reforço no caixa da companhia

A Vale anunciou nesta terça-feira (24) que resolveu sacar 5 bilhões de dólares em linhas de crédito rotativo, uma espécie de “cheque especial” mantido junto aos bancos, com objetivo de reforçar o caixa da companhia frente às incertezas da pandemia de coronavírus. Os recursos deverão ficar no caixa da companhia e poderão ser usados como capital de giro.

Uma outra iniciativa da Vale foi antecipar o pagamento de 160 milhões de reais para fornecedores de pequenas e médias empresas por serviços realizados e materiais entregues antes do vencimento das faturas. A medida deverá beneficiar mais de mil fornecedores de todo o país.

Segundo o diretor-executivo de finanças da companhia, Luciano Siani Pires, “O interesse da companhia é manter o ecossistema que gira em torno da Vale saudável para assegurar que, quando houver a retomada da atividade econômica, todo mundo esteja pronto para suportar essa retomada. A Vale tem todo interesse em manter saudável a sua cadeia de fornecedores porque depende dela para produzir e produzir bem”.

A notícia é positiva para a Vale e a sua imagem no mercado, mas não deve ter impacto no preço das ações (VALE3) no curto prazo.

Esperamos impacto positivo no preço das ações da Vale nesta quarta-feira devido à alta no preço do minério de ferro de 5,1 por cento na bolsa de Dalian na China a 93,69 dólares, o minério de ferro foi uma das commodities que menos oscilou durante os problemas enfrentados pelas economias globais na tentativa de combater o coronavírus.

A volatilidade pode gerar alguma pressão durante o pregão, já que todos estão esperando para hoje a aprovação do pacote de estímulos fiscais americano pelo congresso.

A Vale tem posição confortável de liquidez, com posição de caixa de 8,2 bilhões de dólares, mas esse reforço de caixa 5 bilhões de dólares veio em bom momento de restrição de liquidez e fechamento do mercado de capitais.

A dívida líquida da Vale é de 4,9 bilhões de dólares, equivalente à metade (0,5) da geração de caixa anual medida pelo Ebitda, menor nível de endividamento da Vale desde 2008.

A dívida líquida “expandida”, que inclui provisões para Brumadinho e Samarco, arrendamentos e Refis é de 17,75 bilhões de dólares.

Por último, destacamos a importância do impacto no mercado da restrição de crédito às pequenas e médias empresas. A medida de redução de empréstimos compulsórios e possibilidade de empréstimos diretos aos bancos anunciada nesta terça-feira (24) pelo Banco Central é positiva para dar liquidez ao mercado de crédito corporativo.

* Esse conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Via Varejo (VVAR3) antecipa divulgação de sua posição de caixa

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

Artigos

Resultados do 2T20 da CVC

A CVC (CVCB3) apresentou nesta segunda-feira (20), após o fechamento do mercado e com atraso, seus resultados do segundo trimestre de 2020. Como era de

Read More »
Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte I

No Comentário de nº 9 da Instituição Fiscal Independente, “Considerações sobre o teto de gastos da União”, Felipe Salto, Daniel Couri e Josué Pellegrini recortam

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel