Am Pm - EECI

Ultrapar altera rede AmPm

A holding Ultrapar, dona da rede de postos Ipiranga, vem mudando o formato das suas lojas de conveniência AmPm com foco na rentabilidade e diante de um ambiente de concorrência mais acirrada para o formato. A empresa já fechou cerca de 500 lojas no País neste ano, todas com baixo retorno e maioria em formato de franquias. O advento da pandemia, que diminuiu o movimento nos postos, o aumento da concorrência com o crescimento de mini mercados e delivery, além da mudança de hábitos dos consumidores, fez a gestão mudar a estratégia que até então guiava a expansão da marca.

Hoje a rede tem aproximadamente 1.750 lojas, uma capilaridade única nessa modalidade. Porém o formato de franquia, onde os proprietários dos postos arcam com todos os custos e a administração, além do pagamento de royalties à Ipiranga, corrói o retorno para o franqueado, o que deixa a operação como parte secundária de sua administração.

O novo formato para as lojas traz um layout de melhor circulação para o cliente, além de focar na maior disponibilidade de alimentos e serviços de consumo local (padaria, congelados e doces) que têm margem mais elevada. A gestão da Ultrapar planeja ampliar o número de lojas em torno de 9 por cento ao ano, mirando também pontos fora dos postos de combustíveis.

E Eu Com Isso?

Se antes a AmPm era tida como um importante “agregador de valor” para os a rede Ipiranga, com serviços completos, dando origem à famosa propaganda (“Vai no Posto Ipiranga”), hoje o consumo nas lojas de conveniência é eventual.

Acreditamos que a mudança de foco de expansão para rentabilidade nos últimos trimestres faz mais sentido para a Ipiranga e para a AmPm, dadas as mudanças nas “regras do jogo” com os preços flutuantes dos combustíveis nas refinarias da Petrobras (desde 2017) e o ambiente de concorrência mais acirrada no chamado varejo de proximidade, com lojas locais, minimercados e aplicativos de entrega.

As mudanças já parecem começar a trazer uma melhora nos resultados da companhia. A margem Ebitda por volume de combustível vendido (Métrica de geração de caixa potencial da companhia) no segmento Ipiranga voltou aos patamares acima de 100 reais por metro cúbico neste terceiro trimestre de 2020.

Enxergamos com bons olhos a estratégia renovada do Grupo Ultra e esperamos impacto positivo no preço das ações (UGPA3) daqui em diante, conforme os resultados forem apresentados.

O novo formato da AmPm, com maior foco na experiência do cliente e adaptando seu portfólio para maior consumo local (food service, congelados, lanchonete e padaria) é bastante similar ao formato de lojas de conveniência de sucesso em países como Estados Unidos, Japão e Austrália, com estas lojas presentes nas ruas, em locais de grande circulação e próximas a bairros residenciais de maior densidade populacional.

No Brasil o Carrefour Express (CRFB3) e o Minuto Pão de Açúcar (PCAR3) se configuram como mini mercados que, apesar de incluírem pães, carnes e sanduíches em suas prateleiras, ainda são voltados para as compras do dia a dia feitas com carrinho de compras.

Já na cidade de São Paulo podemos encontrar a rede Hirota Food, ligada à cadeia de supermercados paulistana Hirota. Este possui um formato similar às grandes redes internacionais como Seven Eleven, que possuem marmitas, lanches congelados que podem ser inclusive esquentados no próprio local e com foco no consumo imediato e experiência do cliente, semelhante à nova operação da AmPm.

Já podemos observar o novo layout da AmPm em alguns pontos da capital paulista e já foram inauguradas duas lojas de rua, uma no Rio de Janeiro e outra em Campinas. Essa também foi a cidade escolhida para a estreia da Oxxo, loja de conveniência no mesmo formato, administrada pela Raízen (do grupo Cosan – CSAN3) em parceria com a distribuidora oficial das marcas da Coca-Cola, a Femsa.

A nosso ver a capilaridade da AmPm e a escala de operação da companhia trazem uma vantagem competitiva importante em relação à concorrência. Agora é preciso observar o ritmo e a qualidade da execução da nova gestão, com algumas mudanças importantes após a chegada do Pátria no grupo controlador.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

Para ficar por dentro do universo dos investimentos de maneira prática, clique abaixo e inscreva-se gratuitamente!

e-eu-com-isso

Leia também: Neoenergia (NEOE3) ganha disputa por ativos da CEB.

 

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Federal Reserve
E eu com isso

O Fed e a incerteza

A muito aguardada reunião do Federal Reserve (Fed), o banco central americano, que se encerrou na quarta-feira (28) manteve os investidores na incerteza em relação

Read More »
Senado - Levante Investimentos
E eu com isso

Para além da CPI da Covid-19

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), tem se movimentado para organizar a retomada de pautas econômicas na Casa, ainda mais após acordo para indicar

Read More »
Levante Ideias - Aluguel de carros
E eu com isso

Resultados da Movida (MOVI3) do 2T21

A Movida (MOVI3) divulgou, nesta quarta-feira (28), seus resultados referentes ao segundo trimestre de 2021. Os números vieram fortes em termos de lucro líquido, receita

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.