Levante Ideias - Banco Central

Semana decisiva para os juros

A próxima semana será decisiva para a trajetória dos juros brasileiros de agora em diante. Em circunstâncias normais, o prognóstico seria de alta das expectativas expressas no Boletim Focus, e das taxas na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom).

Porém, a grande incógnita dos juros permanece a mesma. Se o Banco Central (BC) vai ou não imitar sua contraparte americana, o Federal Reserve (Fed), e indicar tolerância com a inflação.

Explicando. Atualmente, a taxa de juros referencial Selic está em 3,5% ao ano. Ela estava em 2% início do ano, mas iniciou sua trajetória ascendente em março.

Desde então, em suas duas últimas reuniões, o Copom elevou a Selic em 0,75 ponto percentual a cada encontro. E, no Comunicado e na Ata da reunião mais recente, ficou claro que haverá outro aumento dessa magnitude no próximo encontro, marcado para os dias 15 e 16 de junho.

Até aí, nenhuma novidade. No entanto, dois indicadores econômicos recentes obrigaram os investidores a refazer seus cálculos.

No dia 1º de junho foi publicado o desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre de 2021. O resultado foi uma alta de 1,2%, acima dos prognósticos de 0,7%.

A suavização das medidas de isolamento social permitiu uma relativa volta da economia à normalidade e melhorou seu desempenho.

Na terça-feira (9) foi divulgado o IPCA de maio. A inflação “oficial”, usada para balizar a meta de inflação, foi de 0,83%, a maior para o quinto mês desde 1996.

Em 12 meses, a inflação acumulada é de 8,06%, muito acima da meta, que é de 5,25% incluindo a margem de tolerância.

Por isso, em circunstâncias normais, a próxima semana seria um momento de alta das expectativas e das taxas.

Na segunda-feira (14) será divulgado o relatório Focus, como ocorre em todas as segundas-feiras.

Ela provavelmente vai mostrar um aumento da expectativa para a Selic de dezembro. Na edição mais recente, publicada na segunda-feira (7), o prognóstico era de 5,75%. Já há um consenso de que 6% é o piso da nova expectativa.

Porém, expectativas são uma coisa, a realidade é outra. Na quarta-feira (16) o Copom vai divulgar sua decisão sobre os juros e seu Comunicado.

O mais provável é uma elevação da Selic para 4,25%. No entanto, o que realmente interessa ao mercado é o que o Comitê vai fazer no segundo semestre.

O Copom pode seguir o exemplo americano. Na quinta-feira (10), a inflação ao consumidor nos Estados Unidos superou as expectativas. O Consumer Price Index (CPI) foi de 0,6% em maio, acima do esperado que era de 0,5%.

Em 12 meses, a inflação está em 5,0%. Apesar disso, o Fed indicou que manterá sua política monetária frouxa e vai tratar da inflação mais tarde, quando a recuperação econômica estiver consolidada.

Como haverá uma reunião do Copom americano nesta semana, nas mesmas datas da reunião do Copom brasileiro, será possível saber com segurança qual a visão do Fed.

Ou o Copom pode decidir que o risco de “desancoragem” das expectativas de inflação é grande demais e anunciar uma alteração na política monetária, acelerando a alta da Selic. Qualquer que seja o resultado, a próxima semana será decisiva para a trajetória de juros.

E Eu Com Isso?

O último pregão da semana começa com uma leve alta nos contratos futuros do índice americano S&P 500 e com estabilidade nos contratos futuros de Ibovespa.

As notícias são positivas para a Bolsa.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Trocas na Esplanada.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Câmara dos deputados em perspectiva
E eu com isso

Amadurecimento da reforma

Tema do nosso comentário de segunda-feira (20), a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 32/2020 – que trata da reforma das carreiras do serviço público

Read More »
Levante Ideias - Energia
E eu com isso

Leilões de energia no radar

Na semana que vem, inicia-se o primeiro de uma sequência de três leilões de contratação de energia que ocorrem até dezembro deste ano. Como objetivo

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.