Levante Ideias - Congresso Nacional

Roteiro invejável

Não é novidade que a política brasileira é palco de episódios peculiares, mas a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid-19, no Senado Federal, trouxe mais um capítulo de fazer inveja em roteiristas.

Nesta quinta-feira (1), senadores ouviram o policial militar de Minas Gerais, Luiz Paulo Dominguetti, que se apresentou como representante da empresa Davati Medical Supply e deu entrevista à imprensa afirmando que um dos diretores do ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, teria pedido propina de US$ 1 por dose – tudo isso, no início desta semana.

A Davati é uma intermediária na compra de vacinas e a propina seria referente à negociação de 400 milhões de doses do imunizante produzido pela AstraZeneca.

Ocorre que, durante seu depoimento de sete horas, Dominguetti também tentou desqualificar as denúncias feitas pelo deputado Luís Miranda (DEM-DF) sobre a Covaxin e seu processo de compra por meio de um áudio em que, supostamente, o deputado faria parte do esquema de corrupção.

Em seguida, o policial foi desmentido e acusado de utilizar o áudio fora de contexto, tendo seu celular apreendido e sofrendo ameaça de prisão em flagrante.

Diante dessa reviravolta, parte dos senadores levantaram desconfiança de que Dominguetti seria uma testemunha “plantada” pelo governo para desqualificar as denúncias de Miranda e desviar o foco para a suposta propina da AstraZeneca.

A partir daí, houve forte pressão – em vão – para que o representante da Davati apresentasse provas que comprovem a propina.

Dominguetti, porém, voltou a confirmar o pedido feito por um dos diretores do ministério da Saúde.

Diante de toda a polêmica, foram adiados para a semana que vem os depoimentos do deputado Luis Miranda e do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR).

Inicialmente, eles seriam ouvidos nesta sexta-feira.

E Eu Com Isso?

O dia movimentado na CPI contribuiu para que o mercado fechasse em queda nesta quinta-feira (1).

Investidores entenderam que a possibilidade de Dominguetti ter sido uma jogada política do governo transparece a preocupação do Planalto com os rumos das investigações.

Desde a eclosão dessa nova linha de investigação da comissão, pontuamos que os acontecimentos no colegiado voltariam ao radar do mercado e ruídos políticos seriam sentidos.

Na semana que vem, não deve ser diferente.

Evidentemente, caso se confirme a ligação de Dominguetti com interlocutores do governo, deve haver nova reação negativa.

No entanto, para esta sexta, devem fazer preço os indicadores econômicos esperados pelo mercado.

A notícia é levemente negativa para os mercados.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: O “superpedido”.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Auxílio aprovado

A Medida Provisória 1.061/21, publicada no início de agosto para instituir o programa Auxílio Brasil, foi aprovada nesta quinta-feira (25) na Câmara dos Deputados, por

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.