reforma da previdência

O “superpedido”

Nesta quarta-feira (30), foi apresentado um pedido de impeachment contra o presidente Bolsonaro, reunindo 23 crimes de responsabilidade que teriam sido supostamente cometidos durante seu mandato.

Por aglutinar uma série de acusações, a peça tem sido tratada como um “superpedido”, em uma tentativa de ganhar, também, apelo popular.

Assinaram o documento uma série de movimentos sociais e partidos ligados à esquerda – notadamente, de oposição ao governo –, mas também ex-aliados de Bolsonaro e movimentos de renovação política, que se posicionam como centro liberal no espectro político.

A solicitação entra na longa lista de pedidos de impeachment contra o atual presidente.

Ao todo, já foram 116 representações feitas na Câmara dos Deputados – e nenhuma aceita, tanto pelo ex-presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), quanto pelo atual, Arthur Lira (PP-AL).

O envio do pedido tem como objetivo buscar desgastar o governo em um momento que os bastidores de Brasília estão bastante movimentados em função das mais novas denúncias e suspeitas de corrupção envolvendo a compra de vacinas.

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid-19 tem se debruçado especialmente sobre as eventuais irregularidades e envolvidos na compra de vacinas, nesta semana, e deve priorizar a linha de investigação sobre o tema.

Após a oficialização da representação contra Bolsonaro, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que não irá acatar o pedido e que nada mudou, no cenário político e econômico, para que haja necessidade de abertura de um processo de impedimento.

Há, porém, quem diga que o presidente da Câmara encorajou o deputado Luís Miranda (DEM-DF) a tornar públicas as irregularidades no ministério, com o objetivo de enfraquecer seu adversário de sigla, Ricardo Barros.

Ao mesmo tempo, o Planalto se articula para minimizar os efeitos políticos colaterais dessa nova crise, que tem como um dos seus expoentes o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR).

Estrategistas do governo têm quebrado a cabeça para encontrar uma saída que mantenha a firme aliança com o Centrão, mas que possa afastar Bolsonaro de qualquer suspeita de envolvimento no esquema.

Filho do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) se reuniu com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para ficar a par das apurações internas que estão sendo feitas na pasta e buscar evitar novas “bombas-relógio” contra o governo.

E Eu Com Isso?

Com o envio de mais um pedido de impeachment – dessa vez, um “superpedido”, mas apenas simbólico – o mercado sempre se questiona se há chances de instauração de uma nova crise política.

Não parece ser o caso: uma eventual reação mais negativa só ocorreria caso a base aliada do governo comece a se esvaziar, mas o Centrão permanece fechado com o governo, ao menos até agora e diante dos fatos expostos.

Ademais, quem aceita pedidos de impeachment é o presidente da Câmara, que tem ignorado todos os pedidos enviados.

Ainda assim, mesmo que houvesse o acatamento de uma solicitação, provavelmente o presidente teria votos na Casa para negar a abertura do processo.

Sendo assim, o mercado não deve reagir negativamente, mas qualquer notícia de peso, envolvendo o esquema de corrupção e o governo, pode vir a mexer com o cálculo político atual.

Fique atento aos novos desdobramentos.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Demissão na Saúde.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Federal Reserve
E eu com isso

O Fed e a China

A terça-feira (27) começa com os mercados sob forte expectativa do que vai ocorrer nas principais economias. Há pontos que demandam atenção nos Estados Unidos,

Read More »
Levante Ideias - Dinheiro
E eu com isso

Veto ao fundão

O presidente Bolsonaro confirmou, nesta segunda-feira (26), que deve vetar o montante de R$ 5,7 bilhões destinados ao Fundo Especial de Financiamento de Campanhas (mais

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel