M Dias Branco - MDIA3 - Levante Investimentos

Resultado da M. Dias Branco (MDIA3) do 1T21

Na noite da última sexta-feira (07), a M. Dias Branco, a maior fabricante de massas e biscoitos do País, apresentou seus resultados referentes ao 1T21. O resultado veio fraco e abaixo do esperado, fortemente pressionado pela queda de volume de vendas e forte alta dos custos dos insumos.

A receita líquida total alcançou 1,49 bilhão de real, uma queda de 8,9 por cento em relação ao mesmo trimestre de 2020 e 12,4 por cento abaixo do 4T20, puxado sobretudo pela queda de 25,2 por cento no volume de vendas (pressão nos meses de janeiro e fevereiro), parcialmente compensados pelo reajuste de preços realizado em janeiro.

O Ebitda (métrica de geração bruta de caixa operacional), sofreu retração de 79,3 por cento na comparação anual, chegando a 49,3 milhões de reais, com queda brusca na margem de 14 por cento para 3,2 por cento neste trimestre.

O lucro líquido também sofreu forte retração de 89,1 por cento, alcançando 15 milhões de reais, ainda em campo positivo devido ao baixo endividamento da companhia, gerando um resultado financeiro controlado e efeitos não recorrentes de créditos tributários.

A M. Dias Branco ainda registrou uma queda de participação de mercado no segmento de biscoitos, saindo de 33,3 por cento para 32,6 por cento neste trimestre, o que de certa forma mostra uma excelente resiliência do portfólio de marcas, mesmo após uma subida forte nos preços de venda.

Mesmo com resultados negativos, a companhia fechou o trimestre com forte posição de caixa de 1,67 bilhão e manteve uma baixa alavancagem financeira, com a relação Dívida Líquida / Ebitda fechando em 0,5 vezes no trimestre.

E Eu Com Isso?

Esperamos um impacto negativo nas ações da companhia (MDIA3), corroborando o temor do mercado em relação à rentabilidade das operações pela forte alta dos preços dos insumos em relação aos preços internacionais (trigo e óleo) e sem perspectiva de melhora em um horizonte visível. Este não é um bom momento para a companhia que atua em um mercado sem grande valor agregado (biscoitos e massas) e, apesar de um forte portfólio de marcas e capilaridade, sofre fortemente com a alta do preço dos insumos.

Por outro lado, a M. Dias Branco é uma companhia com excelente histórico e disciplina de alocação de recursos em suas operações e atualmente vem trabalhando para gradualmente aumentar a eficiência na produção, além do fortalecimento da estratégia comercial.

A empresa vem focando esforços em produtos de maior sucesso, aumentando a visibilidade da marca Piraquê, um dos líderes no segmento de biscoitos, além do anúncio de retirada de 137 SKU’s (sigla para se referir à unidade do produto, por exemplo, macarrão instantâneo sabor queijo) e fechamento de centros de distribuição, de maneira a diminuir a complexidade da operação, além da verticalização da produção, com a totalidade da farinha de trigo e óleo de palma utilizado proveniente da própria operação, mantendo os custos de insumos ligeiramente abaixo do praticado no mercado internacional.

As iniciativas da companhia possuem baixa necessidade de investimento em capital comparativamente à dimensão de suas finanças, porém o efeito completo da reformulação operacional atingirá todo o seu potencial em um cenário de inversão na cotação do dólar e nos preços das commodities agrícolas, o que não deve ocorrer tão cedo dado o aquecimento da demanda mundial por commodities e cenário macroeconômico e político desfavorável no Brasil.

Em caso de melhora econômica do país com a volta dos indicadores de emprego e fim da pandemia, a companhia tende a recuperar a participação de mercado, além de um cenário macroeconômico mais favorável em relação ao câmbio, o que poderia gerar um efeito multiplicador de ganho de receita, diluição de despesas operacionais fixas pela maior utilização da capacidade produtiva e melhora de margens pela redução dos custos associados à commodities (trigo e óleo), sendo uma das melhores empresas posicionadas para a recuperação do cenário econômico no Brasil.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

Para ficar por dentro do universo dos investimentos de maneira prática, clique abaixo e inscreva-se gratuitamente!

e-eu-com-isso

Leia mais sobre a empresa: Follow-on da JHSF.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Banco Central
E eu com isso

O Copom endurece o jogo

O Banco Central (BC) divulgou, nesta terça-feira (22), a Ata da reunião de número 239 do Copom (Comitê de Política Monetária), realizada nos dias 15

Read More »
Levante Ideias - Dinheiro
E eu com isso

Tributação de dividendos

O ministério da Economia bateu o martelo sobre a proposta de tributação de dividendos, a ser enviada dentro das alterações no sistema tributário de renda,

Read More »
Levante Ideias - Google
E eu com isso

Google investigado na Europa

A Comissão Europeia abriu mais uma investigação antitruste para avaliar se o Google (GOOG) violou as regras de concorrência da União Europeia ao favorecer seus

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel