Levante Ideias - Congresso Nacional

Reeleição de governadores

Menos importante para o mercado, mas tão importante quanto a eleição presidencial para o mundo político, as eleições para os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal devem ter peso importante no xadrez político de 2022.

Os governos estaduais são importantes canais de palanque eleitoral para um presidente, mas não apenas – é pensando nos seus respectivos Estados que senadores norteiam seus mandatos legislativos e acabam sendo importantes pontes de diálogo entre o Executivo federal e estadual.

Desse modo, grande parte dos presidenciáveis buscam lançar aliados em estados estratégicos de modo a disputar as cadeiras de governador e para o Senado Federal. Lembrando que, em 2022, cada estado apenas vota em um senador, por conta do mandato de oito anos e alternado com a eleição de duas cadeiras, ocorrida em 2018.

De olho em 2022, temos que 9 governadores já cumprem seu segundo mandato e, portanto, não poderão se reeleger. Adicionando os estados de São Paulo e Rio Grande do Sul (onde, por conta das prévias do PSDB, os atuais governadores abriram mão da reeleição no âmbito estadual), serão 11 estados comandados por novos governadores a partir de 2023.

Outros 15 estados e o Distrito Federal contam com seus respectivos governadores tentando um segundo mandato, com destaque para dinâmicas regionais: no Centro-Oeste, o União Brasil e o MDB tentam manter sua hegemonia, enquanto o PT tenta retomar terreno no Nordeste e o bolsonarismo busca a reeleição em importantes estados das regiões Sul e Sudeste, como Paraná e Rio de Janeiro.

Tão importante quanto observar os candidatos à reeleição, é mapear, também, quais senadores que ainda exercem seu mandato irão abrir mão do Legislativo para tentar voos maiores para o governo do Estado. Nesse sentido, aliados do atual governo são os que mais traçam tal movimento. É o caso de Jorginho Mello (PL-SC), Luiz Carlos Heinze (PP-RS) e Zequinha Marinho (PL-PA), além de alguns ministros que tentam o governo do estado (Tarcísio Gomes, em São Paulo, João Roma, na Bahia, entre outros).

E Eu Com Isso?

As eleições estaduais são dinâmicas secundárias, mas que valem ser acompanhadas pelos mercados na medida em que esclarecem as estratégias presidenciáveis e enfoques específicos sobre eleitorados regionais – de olho na votação para o próximo ocupante do Palácio do Planalto.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Senado discute tributos.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - BRF
E eu com isso

Incertezas no follow-on da BRF

A BRF (BRFS3), dona das marcas Sadia e Perdigão, anunciou na manhã desta terça-feira (18) que seus acionistas aprovaram o aumento de capital (follow-on) pretendido

Read More »
Levante Ideias - Juros
E eu com isso

Juros sobem na Europa e nos EUA

Três notícias movimentam os mercados internacionais de títulos na manhã desta quarta-feira (19). A primeira foi o fato de que os juros dos títulos referenciais

Read More »
Levante Ideias - Sinqia
E eu com isso

Sinqia adquire LOTE45

A Sinqia (SQIA3) anunciou, nesta terça-feira (18), após o fechamento dos mercados, a sua segunda aquisição neste novo ciclo de crescimento inorgânico, iniciado após o

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.