Levante Ideias - Petrobras

Petrobras vai investir na sua maior refinaria

Na noite desta segunda-feira (28), a Petrobras (PETR3/PETR4) anunciou em Comunicado ao Mercado que iniciou o processo de licitação para a ampliação e construção de nova unidade de Hidroprocessamento de Diesel em Paulínia (SP), na sua maior refinaria (Replan).

A Replan possui capacidade de processamento de 69 mil metros cúbicos de petróleo por dia e não está na lista de desinvestimentos da estatal.

As obras visam aumentar em cerca de 10 mil metros cúbicos de processamento, voltado para a produção de Diesel S-10 (baixo nível de enxofre) e também aumentar a capacidade de produção de Querosene de Aviação (QAV).

Em maio, a companhia, já sob nova gestão, lançou um programa batizado de “RefTOP – Refino de classe mundial” que visa um investimento em torno de US$ 300 milhões (cerca de R$ 1,5 bilhão) para implementar uma série de melhorias nas 5 refinarias presentes no eixo Rio-São Paulo até 2025, em linha com o plano 2021-25 da companhia.

E Eu Com Isso?

Investir nas refinarias fora da lista de ativos a ser vendidos faz sentido no longo prazo.

Com o repasse de parte significativa da capacidade de refino para a iniciativa privada, as refinarias remanescentes na Petrobras ficariam defasadas caso não recebessem aportes de melhoria e ampliação de capacidade.

Em complemento, a companhia atualmente está com capacidade financeira saudável e suficiente para investir nas refinarias sem grandes problemas de alavancagem, além de ser um dos pontos mais críticos no balanço da companhia: a ineficiência e a defasagem nos ativos de refino, encarecendo os custos de produção.

Enxergamos a notícia como positiva, com impactos limitados no curto prazo, porém em caso de implementação bem-feita, com austeridade e transparência, tem um impacto fundamental na competitividade da estatal.

Um ponto importante a se observar é que, no passado, a Petrobras investiu de forma muito indisciplinada, com desembolsos bilionários em refinarias obsoletas ou incompatíveis com a necessidade econômica de cada região.

Necessário analisar com olhar crítico, para que os investimentos não tenham um viés eleitoreiro.

O setor de refino possui uma necessidade de mão de obra intensa e é um dos setores que mais empregam no país, juntamente com serviços e construção civil.

Dois exemplos claros são a Refinaria Abreu e Lima (RNEST), inicialmente construída com fins de aumentar a produção de diesel; e a Comperj, no Rio de Janeiro, com propósito semelhante para o diesel e gás natural.

Ambas necessitam de mais investimentos e as obras andaram a passos de tartaruga, gerando obsolescência e depreciação dos ativos antes mesmo de atingir plena capacidade de operação.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Resultado da Petrobras (PETR3/PETR4) do 1T21.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Mais um parecer

Após a divulgação do segundo parecer da reforma administrativa (PEC 32/2020), que tramita em comissão especial na Câmara dos Deputados, o deputado e relator da

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.