Petrobras

Petrobras (PETR3, PETR4) – Resultado do primeiro trimestre de 2020

A Petrobras (PETR3, PETR4) divulgou o resultado do primeiro trimestre de 2020 nesta quinta-feira (14), após o fechamento do mercado. Os números vieram bons e acima das expectativas em termos de receita e Ebitda e abaixo do esperado na última linha, cujo resultado foi um prejuízo líquido de 48,5 bilhões de reais.

Contudo, o número foi afetado por uma revisão no valor dos ativos (impairment) de 63 bilhões de reais proveniente da revisão das estimativas de preços do Brent no longo prazo no contexto global pós-coronavírus.

O destaque positivo foram as exportações de petróleo, cuja receita alcançou 24,7 bilhões de reais registrando um aumento de 42 por cento na comparação anual e de 7,1 por cento na comparação trimestral. O Ebitda recorrente de 36,9 bilhões de reais também foi bom e superou as expectativas, crescendo 27,7 por cento na comparação com o primeiro trimestre de 2019 e ficando praticamente estável com relação ao quarto trimestre de 2019.

Já o destaque negativo foi o prejuízo líquido no período de 48,5 bilhões de reais, bastante afetado pelo impairment. Considerando a forma recorrente do resultado, o prejuízo teria sido de 5,8 bilhões de reais, ainda assim abaixo do esperado.

Embora o resultado na última linha possa parecer desastroso, as linhas de Ebitda e receita foram surpreendentemente positivas e devem prevalecer na interpretação dos resultados.

Esperamos impacto positivo no preço das ações da Petrobras (PETR3/PETR4) no curto prazo, pois a companhia mostrou certa resiliência neste “primeiro capítulo” de pandemia e provou estar colocando em prática o seu compromisso de aumentar o retorno sobre o capital investido.

No ano as ações PETR4 apresentam queda de 42,3 por cento, desempenho inferior à queda de 31,7 por cento do Ibovespa.

A empresa reportou uma receita líquida de 75,46 bilhões de reais, um incremento de 6,5 por cento ante o mesmo período de 2019. Este resultado, bem como o aumento do Ebitda, é bastante positivo pois demonstra que a companhia conseguiu elevar sua produção e num nível bem mais eficiente, dado que o preço médio do Brent no primeiro trimestre de 2020 foi de 50 dólares, número 20,5 por cento inferior ao patamar do primeiro trimestre de 2019 e quarto trimestre de 2019.

A margem Ebitda do segmento de exploração e produção saltou de 59 por cento no primeiro trimestre de 2019 para 68 por cento neste primeiro trimestre de 2020, com o custo médio de extração na camada do pré-sal caindo mais de 10 por cento com relação ao quarto trimestre de 2019.

Além do impairment, o resultado final foi impactado pela maior despesa financeira, que totalizou 21,1 bilhões de reais, número bem acima dos 8,4 bilhões de reais do primeiro trimestre do ano passado. O aumento foi por conta do efeito cambial no serviço da dívida.

A dívida líquida saiu de 78,8 bilhões de dólares no fechamento do ano passado para 73,1 bilhões no final de março/20. Essa redução da dívida é explicada pela retirada de Linhas de Crédito Compromissadas para reforço de caixa para aumentar a liquidez neste cenário mais desafiador. Com isso, a relação dívida líquida/Ebitda fechou primeiro trimestre de 2020 em 2,73 vezes, levemente acima dos 2,46 vezes de 2019.

A Petrobras demonstrou em números que está executando bem as diretrizes estabelecidas na sua estratégia para o quadriênio 2020-2024. Mesmo que não consiga alcançar todas as metas devido à pandemia e o cenário para o petróleo daqui para a frente, os recentes esforços demonstram que ela está bem preparada para enfrentar a crise atual.

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Isa Cteep (TRLP4): resultados do 1T20

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

E eu com isso

Parecer da reforma tributária

O parecer da reforma tributária já tem data para ser apresentado na Comissão Mista, formada por deputados e senadores. O relator da reforma, deputado Aguinaldo

Read More »
E eu com isso

Sinqia faz nova aquisição

A Sinqia (SQIA3) anunciou nesta quarta-feira (25), após o fechamento do mercado, a aquisição da Fromtis, uma fornecedora de softwares para o mercado financeiro no

Read More »
E eu com isso

Plano estratégico da Petrobras

Na noite desta quarta-feira (25), após o fechamento do mercado, o Conselho de Administração da Petrobras (PETR3/PETR4) aprovou o Plano Estratégico para o período de

Read More »
Fluxo de indicadores
E eu com isso

Contra fluxo não há argumentos

Os números da B3, divulgados na quarta-feira (25), não deixam margem a dúvidas. Até o dia 23 de novembro, a entrada líquida de recursos internacionais

Read More »
Votação em Senado
E eu com isso

Votação da Lei de Falências

A nova Lei de Recuperação Judicial e Falência, apelidada de Lei de Falências no Congresso, será pautada nesta quarta (25) em plenário no Senado Federal.

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel