Levante Ideias - Braskem

Novonor estende prazo de venda da Braskem

A Novonor, a Odebrecht rebatizada, anunciou que irá prorrogar o prazo de recebimento de propostas não-vinculantes (em geral propostas iniciais de interesse) para a sua fatia de 38,3% no capital social da Petroquímica Braskem (BRKM5).

Segundo a companhia, que recebe assessoria do banco Morgan Stanley, o processo está bastante competitivo e, embora o desinvestimento faça parte dos principais requisitos de sua recuperação judicial, não há urgência em fechar o negócio.

A disputa já conta com grandes fundos de investimentos como Advent, Blackstone e Mubadala, assim como companhias atuantes no setor como Sinopec e LyondellBasell.

A venda está sendo coordenada em um momento de margens recordes para o setor petroquímico e balanço bastante favorável para a Braskem.

Além do mais, a prorrogação da Reiq (Regime Especial da Indústria Química), que reduz as alíquotas dos tributos federais sobre produtos químicos de primeira e segunda geração, vem ajudando na competitividade.

E Eu Com Isso?

A extensão dos prazos vem acompanhada de uma disputa acirrada, com o valor de mercado da Braskem perto de suas máximas históricas, o que enxergamos como positivo para a petroquímica e esperamos uma reação levemente positiva nas ações da companhia (BRKM5) no curto prazo.

O maior prazo tem como intenção tocar o processo com mais cautela e bem-feita, com recebimento do máximo de propostas possíveis, o que aumenta as chances de um lance vinculante favorável para a Novonor e, consequentemente, para os acionistas da Braskem.

A Petrobras se beneficia também com o processo mais bem conduzido, pois a Novonor possui 50,1% do capital votante e, em caso de sucesso da venda, a Petrobras tem o direito de alienar sua participação na Braskem (cerca de 36,1% do capital total ou 47% do capital votante) pelas mesmas condições da Novonor, o chamado Tag Along de 100%, dado que haveria uma troca de controle.

A Braskem faz parte da lista de desinvestimentos da Petrobras, mas a estatal também já afirmou não ter pressa para vender os ativos.

Atualmente a estatal está em processo de alienação do restante da participação na BR Distribuidora (BRDT3), de 37,5%, por meio de follow-on (oferta de ações subsequente, coordenada por instituições financeiras).

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Gestora Mubadala aparece como nova interessada na Braskem (BRKM5).

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Domingo de Valor
Domingo de Valor

A importância de uma palavra

Ao afirmar que o termo “transitória” deixou de se aplicar à inflação americana, Jerome Powell, presidente do Fed, provocou um terremoto no mercado   Além

Read More »
Levante Ideias - Bolsa de Valores
Artigos

Ibovespa fecha a semana em alta

Mercado Local → Ibovespa 105.069 pontos +0,58% Em dia de alta volatilidade nos mercados, as bolsas americanas viveram uma sexta-feira de quedas, após os dados

Read More »
Levante Ideias - Suzano
E eu com isso

Suzano divulga projeções de capex

A Suzano (SUZB3), maior produtora mundial de celulose, divulgou na noite desta quinta-feira (02) suas projeções de capex (investimentos em capital fixo) para 2021 e

Read More »
Levante Ideias - Braskem
E eu com isso

Braskem e Novonor

A Braskem (BRKM5) informou que recebeu da sua controladora, a Novonor (ex-Odebrecht), a informação da possibilidade da realização de uma oferta subsequente de ações (follow-on),

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.