Localiza (RENT3) – Resultado do primeiro trimestre de 2020

A empresa de locação de veículos Localiza (RENT3) divulgou na quinta-feira (14) os seus resultados do primeiro trimestre de 2020. Mesmo impactada pelo Covid-19, a empresa apresentou resultados sólidos ao continuar expandindo a receita líquida e o Ebitda em dígitos duplos, com alta de 18 por cento em ambas as linhas, acima do esperado. O lucro líquido veio em linha.

A companhia apresentou um crescimento anual sólido no volume das suas divisões de aluguel de veículos (+36,4 por cento) e gestão de frotas (+20,2 por cento) enquanto a vendas de veículos seminovos apresentou uma alta mais modesta (+4,7 por cento), em comparação com o mesmo período do ano passado.

A empresa divulgou informações sobre o impacto da quarentena da Covid-19 na sua operação no mês de abril. No aluguel de veículos (RAC): a taxa utilização no aluguel de carros caiu para 53 por cento em abril (de 78 por cento no primeiro trimestre de 2020) e a tarifa média foi reduzida de 69,2 reais para 47 reais no período. A venda de veículos caiu de 39,4 mil veículos no primeiro trimestre de 2020 para 2,5 mil veículos em abril, pois as lojas de seminovos ficaram fechadas a partir de 23 de março.

O principal destaque negativo foi a redução no retorno sobre o capital investido (ROIC) que foi de 10,1 por cento no primeiro trimestre de 2020 (11,6 por cento em 2019).

O resultado da Localiza veio em linha com o esperado e que deverá ter impacto neutro no preço das ações (RENT3) no curto prazo.

Nesta quinta-feira (14/mai) as ações do setor de locação de veículos tiveram forte alta na B3, com destaque para a Movida (MOVI3) com valorização de 9,2 por cento, seguido por Localiza (RENT3) com aumento de 7,3 por cento e Unidas (LCAM3) com alta de 6,6 por cento. A Movida teve melhor desempenho pois divulgou bom resultado que veio acima das expectativas.

A receita líquida foi de 2,79 bilhões de reais (alta de 17,7 por cento na comparação anual), o Ebitda foi de 632,7 milhões (alta de 17,6 por cento) e o lucro líquido totalizou 230,9 milhões (alta de 9,5 por cento).

A depreciação na divisão aluguel de veículos ficou estável em relação ao quarto trimestre de 2019 em 2,200 reais por veículo.

A divisão de seminovos foi outro destaque negativo, com redução do ritmo de crescimento de vendas de veículos devido ao fechamento das lojas em 23 de março.

A relação dívida líquida/Ebitda terminou em 2,7 vezes em março de 2020 ante 3,0 vezes em dezembro de 2019.

A empresa também divulgou informações acerca do impacto do Covid-19. A taxa de utilização do segmento Aluguel de Carros caiu de 69 por cento no primeiro trimestre de 2020 para 53 por cento em abril. De acordo com a Localiza, cerca de dois terços das lojas de aluguel de veículos e 30 por cento das lojas de seminovos estão funcionando em abril. Apesar do alto grau de incerteza, vemos a Localiza muito bem preparada para enfrentar o período de quarentena do coronavírus.

Apesar da redução do retorno sobre o capital investido (ROIC), explicado pela queda na margem de seminovos, a empresa continua com sólida posição de caixa e bem preparada para enfrentar a Covid-19.

—— ——

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

Para ficar por dentro do universo dos investimentos de maneira prática, clique abaixo e inscreva-se gratuitamente!

e-eu-com-isso

—— ——

Leia também: Revisão do déficit primário.

 

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Cosan
E eu com isso

Fundo da Cosan amplia portfólio

A Cosan (CSAN3), veículo de investimento (holding) com foco em energia, agronegócio e infraestrutura que controla empresas como Raízen (RAIZ4) e Rumo (RAIL3), anunciou via

Read More »
Levante Ideias - Dinheiro
E eu com isso

Acordo para precatórios

Após uma série de discussões de bastidor, os Três Poderes vão caminhando em direção a uma solução para os precatórios no Orçamento de 2022. A

Read More »
Levante Ideias - Evergrande
E eu com isso

A Evergrande não é tão grande

O conglomerado chinês Evergrande (3333.HK) pode, sem exagero, ser considerado um império. É a segunda maior incorporadora chinesa. Emprega 200 mil pessoas e gera 3,8

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.