eletrobras

Eletrobras (ELET3/ELET6): Resultado do primeiro trimestre de 2020

A Eletrobras (ELET3/ELET6) divulgou na quinta-feira (28) seus números referentes ao primeiro trimestre de 2020. Eu classifico o resultado como misto, com bom crescimento das receitas, mas perda nas margens operacionais e queda acentuada no lucro líquido. Contudo, o resultado da última linha foi fortemente impactado por itens não caixa.

O destaque positivo foi a sua receita líquida recorrente de 6,9 bilhões de reais, apresentando um crescimento de 9 por cento na comparação anual e levemente acima das expectativas.

Já o destaque negativo foi o incremento nos custos operacionais, que praticamente eliminaram o efeito do incremento das receitas no seu resultado operacional. Com isso, a geração de caixa recorrente medida pelo Ebitda fechou em 3,2 bilhões de reais e alta de 3,8 por cento na comparação com o primeiro trimestre de 2019, mas redução de margem Ebitda de 48 por cento para 46 por cento.

Por fim, o lucro líquido recorrente obtido no trimestre foi de 307 milhões de reais, uma queda de 77 por cento frente ao primeiro trimestre de 2019.

O resultado da Eletrobras foi misto, com bons números de receita, mas aumento dos custos operacionais acima das expectativas, o que reduziu as suas margens no trimestre.

Esperamos impacto negativo no preço das ações no curto prazo, pesando o tom mais negativo do resultado bem como uma realização de lucros, visto que nas últimas duas semanas as ações ELET3 e ELET6 avançaram 32,8 por cento e 26,7 por cento, respectivamente, enquanto o Ibovespa apresentou alta de 11,3 por cento.

No ano as ações da Eletrobras (ELET3/ELET6) caem 24,8 por cento e 19,4 por cento, respectivamente, em linha com a queda de 24,8 por cento do Ibovespa. O aumento nos custos operacionais foi oriundo do segmento de geração, que subiu 36 por cento enquanto a receita aumentou 6 por cento.

A queda acentuada do lucro líquido foi devido ao aumento da despesa financeira, que passou de 403 milhões de reais no primeiro trimestre de 2019 para 1,24 milhões de reais no primeiro trimestre de 2020.

A piora no resultado financeiro foi decorrente: do efeito cambial na dívida em 665 milhões de reais, provenientes da variação cambial no período e que não afetam o caixa e da redimensionamento do valor justo da receita da Receita Básica do Sistema Existente (RBSE) em 337 milhões de reais, sem impacto no caixa

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Setor elétrico: pacote de ajuda a distribuidoras deve ficar próximo aos 15 bilhões de reais

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

Artigos

Resultados do 2T20 da CVC

A CVC (CVCB3) apresentou nesta segunda-feira (20), após o fechamento do mercado e com atraso, seus resultados do segundo trimestre de 2020. Como era de

Read More »
Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte I

No Comentário de nº 9 da Instituição Fiscal Independente, “Considerações sobre o teto de gastos da União”, Felipe Salto, Daniel Couri e Josué Pellegrini recortam

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel