setor_eletrico-2

Setor elétrico: pacote de ajuda a distribuidoras deve ficar próximo aos 15 bilhões de reais

Segundo informações de mercado, o pacote de ajuda que os bancos irão conceder às distribuidoras de energia elétrica – batizado de Conta Covid – gira em torno dos 15 bilhões de reais. A expectativa é que os valores estejam disponíveis até o fim de junho. Anteriormente, a informação era de que valor total do apoio ao setor ficaria na casa dos 10 bilhões de reais.

Por enquanto, participarão da operação de ajuda financeira as seguintes instituições: Banco do Brasil, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Bradesco, Itaú Unibanco e Santander.

Ainda nesta semana deve haver a aprovação da resolução inicial por parte da agência reguladora do setor (Aneel). Após audiência pública, finalmente será divulgada a resolução final, na qual constará, dentre outros pontos relevantes, o valor total da operação e quanto cada companhia terá direito.

A notícia é positiva para as empresas do setor de distribuição de energia e esperamos impacto positivo no preço das suas ações no curto prazo. Contudo, algumas ações do setor, como a Eletrobras (ELET3), Equatorial (EQTL3) e a CPFL Energia (CPFE3) subiram na última sexta-feira (22/mai), registrando fortes valorizações à despeito da queda do Ibovespa de 1 por cento no dia. Devido a isso, o potencial de alta pode ficar limitado no curto prazo para as companhias mencionadas acima.

Já para os bancos citados na operação, a notícia também é positiva, mas não esperamos impacto relevante nos preços das ações devido a este fato.

No ano, o índice setorial de energia elétrica (IEE) recua 19 por cento, desempenho superior à queda de 28,9 por cento do Ibovespa no mesmo período.

As distribuidoras são as companhias mais afetadas pela pandemia da Covid-19 no sistema elétrico. Devido a sua dinâmica de contrato e alta exposição ao segmento residencial e comercial na maioria dos casos, o aumento da inadimplência tende a ser relevante nos próximos meses devido a queda no nível geral de renda da população e aumento do desemprego.

Como não haverá possibilidade de reajuste das tarifas no curto prazo, o que do ponto de vista econômico seria o mais racional a ser feito, a Conta-Covid ajuda a balizar este problema e evita que haja aumento nas contas para as famílias em meio à crise atual.

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Eneva (ENEV3) – Resultado do primeiro trimestre de 2020

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

Artigos

Números da Vivo

A Telefônica Brasil (VIVT3/VIVT4) apresentou nesta terça-feira (27), após o fechamento do mercado, o seu resultado do 3T20 e que, na nossa avaliação, foi regular

Read More »
Artigos

BTG compra corretora Necton

Na onda de consolidação do mercado em busca de capturar o número crescente de CPFs na bolsa, o BTG Pactual fechou a aquisição da Necton

Read More »
Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte II

Na primeira parte dessa dupla de textos, concentrei-me em elencar e dissertar acerca das principais regras fiscais em voga hoje no Brasil. Naquela ocasião, deixei

Read More »
Artigos

Política acima de tudo!

O mercado vive uma certa trégua em relação à volatilidade mais acentuada de algumas semanas atrás. Discussões importantes foram adiadas para depois das eleições. Quem

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel