remedio

Drogarias: IPO da Pague Menos e follow-on da Panvel (PNVL3/PNVL4)

A rede de farmácias Pague Menos deu entrada em seu pedido de oferta pública inicial de ações (Initial Public Offering, IPO) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A oferta foi aprovada em assembleia geral extraordinária junto com os pedidos de listagem da companhia na B3 e de adesão ao Novo Mercado, segmento de maior governança corporativa da bolsa brasileira.

Os detalhes da oferta, como a quantidade de ações a serem emitidas, ainda serão definidos pelo Conselho de Administração. Apesar disso, circula no mercado a informação de que a oferta-base será totalmente primária e que a companhia estima levantar ao menos 1 bilhão de reais.

O IPO da Pague Menos dará mais uma opção de investimento no setor, que atualmente conta apenas com Raia Drogasil (RADL3) e Panvel (PNVL3/PNVL4).

O setor de drogarias está aquecido. A Panvel planeja fazer também uma nova oferta subsequente de ações (follow-on) nas próximas semanas e também migrar para o Novo Mercado.

Os termos finais ainda estão sendo definidos, mas a expectativa é de que seja uma oferta de 700 milhões a 800 milhões de reais e majoritariamente primária.

O IPO da Pague Menos e o follow-on da Panvel demonstram a resiliência do setor de drogarias que, apesar do contexto negativo com a quarentena da Covid-19, segue em crescimento.

A combinação da oferta de ações e da migração para o Novo Mercado trará um ganho de governança corporativa e aumentará a liquidez das ações da Panvel. Única entre as duas com as ações já negociadas na bolsa de valores, esperamos um impacto positivo no médio prazo sobre as ações da rede de drogarias Panvel (PNVL3/PNVL4). 

Apesar disso, destacamos que geralmente há um impacto negativo no preço das ações no curto prazo quando a empresa anuncia uma oferta subsequente de ações (follow-on), principalmente próxima da data de definição de preço, em que os investidores institucionais costumam pressionar um pouco para baixo o preço.

A Panvel informou, no início do ano, que planeja abrir 500 lojas entre 2020 e 2024, sendo 470 delas na região Sul a fim de se consolidar na região e dificultar a entrada da Raia Drogasil e dos demais concorrentes. Para entrar no Novo Mercado, que só permite ações ordinárias, a companhia deve unificar suas ações ordinárias e preferenciais.

Enquanto a Panvel é focada na região Sul e a Raia Drogasil domina o Sudeste, a Pague Menos, focada na classe C, lidera na região Nordeste, em que tem mais que o dobro de market share do segundo colocado. A companhia passou por um turnaround intenso nos últimos cinco anos, com investimentos em tecnologia, em gestão e em controles. 

O principal catalisador das ações de drogarias é o desempenho das vendas no varejo, com recuperação das perdas nas vendas desde o início da pandemia e um melhor segundo semestre já com o reajuste de preços. Em 2020, enquanto Raia Drogasil (RADL3) recua apenas 2,5 por cento e Panvel (PNVL3) avança 30,4 por cento, o Ibovespa acumula queda de 18,9 por cento no período. 

As drogarias não são as únicas a testar o apetite dos investidores. Recentemente, o Banco BTG Pactual (BPAC11) e a IMC (MEAL3) também anunciaram follow-ons. O aumento no volume de ofertas subsequentes indica que as companhias acreditam no bom momento para captação de recursos próprios junto ao mercado, dando indícios de que o pior em termos de volatilidade já pode ter passado.

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Drogarias e farmácias registram vendas abaixo do normal (PNVL3, RADL3)

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

Artigos

Números da Vivo

A Telefônica Brasil (VIVT3/VIVT4) apresentou nesta terça-feira (27), após o fechamento do mercado, o seu resultado do 3T20 e que, na nossa avaliação, foi regular

Read More »
Artigos

BTG compra corretora Necton

Na onda de consolidação do mercado em busca de capturar o número crescente de CPFs na bolsa, o BTG Pactual fechou a aquisição da Necton

Read More »
Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte II

Na primeira parte dessa dupla de textos, concentrei-me em elencar e dissertar acerca das principais regras fiscais em voga hoje no Brasil. Naquela ocasião, deixei

Read More »
Artigos

Política acima de tudo!

O mercado vive uma certa trégua em relação à volatilidade mais acentuada de algumas semanas atrás. Discussões importantes foram adiadas para depois das eleições. Quem

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel