Levante Ideias - Didi

Didi perde usuários após intervenção estatal

As notícias de intervenções estatais em diferentes setores na China não param, e a bola da vez é o maior aplicativo de transporte do país, a Didi Global (DIDI).

Desde que abriu seu capital em Nova York, a companhia sofreu uma dura repressão do Partido Comunista Chinês. As agências reguladoras chinesas proibiram a companhia de registrar novos clientes enquanto conduzem uma investigação sob a premissa de segurança de dados da população.

Com isso, as concorrentes aproveitaram o momento e começaram a lançar diversas promoções, a fim de atrair os novos entrantes e os clientes já existentes da Didi.

Como resultado, a companhia perdeu mais de 30% de seus clientes ativos diariamente, passando de 15,6 milhões em junho, para 10,9 milhões em agosto.

Enquanto isso, as concorrentes têm apresentado um crescimento no número de usuários, ou até quedas em proporções menores.

Estima-se que a proibição de abertura de conta da Didi, esteja privando a empresa de cerca de 4 milhões de usuários por mês.

E Eu Com Isso?

A notícia é negativa tanto para a China quanto para a Didi.

O país perde confiança internacional por estar intervindo em mais um setor, o que aumenta o risco-país e o grau de incerteza dos mercados sobre as políticas da China.

Para a Didi, esse problema vem desde o IPO, como resultado suas ações já caíram mais de 40% no período.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Didi (DIDI): Negligência no IPO.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Intel
E eu com isso

Resultados da Intel (INTC) do 3T21

A Intel (INTC) divulgou, nesta quinta-feira (21), os seus resultados do terceiro trimestre de 2021. Os números vieram mistos, com receita líquida um pouco abaixo

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.