(Fonte: Divulgação)

Cyrela (CYRE3) – Resultado do quarto trimestre de 2019

Cyrela (CYRE3) – Resultado do quarto trimestre de 2019

O resultado da Cyrela (CYRE3) foi forte e veio acima da expectativa em termos de receita líquida, lucro líquido e geração de caixa.

O resultado operacional já havia sido divulgado, com forte volume de lançamentos e a boa velocidade de vendas que impulsionaram a receita líquida no quarto trimestre.

Os principais destaques positivos foram: retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) de 8,4 por cento nos últimos 12 meses e geração de caixa de 245 milhões de reais.

No lado negativo, aumento nas despesas gerais e administrativas que atingiram 114 milhões de reais no trimestre, crescimento de 23,6 por cento em relação ao mesmo período de 2018.

Numa situação normal para a bolsa de valores, esperaríamos um impacto positivo no preço das ações da Cyrela (CYRE3) no curto prazo.

Entretanto, com o pânico no mercado e a grande volatilidade na Bolsa, acreditamos que o mercado vai estar mais preocupado com o vencimento de dívida corporativa da Cyrela no curto prazo (500 milhões de reais).

Mesmo com a sólida posição de caixa de 1,663 bilhão de reais da Cyrela, o mercado de capitais está fechado no momento para a rolagem das dívidas corporativa e isso causa volatilidade no preço das ações das construtoras no curto prazo.

Mais uma vez, o resultado da Cyrela mostrou uma sólida geração de caixa recorrente de 592 milhões de reais em 2019, com baixo o nível de endividamento, com relação dívida líquida/PL de 17,9 por cento.

A receita líquida totalizou 1,233 bilhão de reais no trimestre e 3,9 bilhões em 2019, com forte crescimento de 24,9 por cento em relação à 2018, beneficiada pelo forte volume de lançamentos no quarto trimestre de 2019.

A margem bruta ajustada foi de 32,8 por cento, aumento de 60 pontos base em relação ao quarto trimestre de 2018.

A empresa vendeu 300 milhões de reais em estoque pronto, equivalente a 18 por cento do estoque pronto no final de setembro de 2019.

Esse é um dos principais catalisadores das ações da Cyrela: a venda de estoque pronto gera caixa para a empresa e reduz as despesas com manutenção do estoque.

O lucro líquido totalizou 149 milhões de reais no trimestre, afetado por três itens não recorrentes: i) ganho de 18 milhões de reais na linha de equivalência patrimonial referente às operações no segmento de baixa renda através da Cury; ii) ganho de 23 milhões de reais de ganho com valorização das ações da Cyrela Properties (9 milhões) e Tecnisa (14 milhões) e; iii) perdas com contingências judiciais no montante de 17 milhões de reais.

O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) anualizado foi de 8,4% em 2019. A forte geração de caixa e o baixo nível de endividamento são indicativos de possibilidade de maior distribuição de dividendos em 2020.

* Esse conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Tecnisa (TCSA3) – Resultado do quarto trimestre de 2019

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

Artigos

BTG compra corretora Necton

Na onda de consolidação do mercado em busca de capturar o número crescente de CPFs na bolsa, o BTG Pactual fechou a aquisição da Necton

Read More »
Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte II

Na primeira parte dessa dupla de textos, concentrei-me em elencar e dissertar acerca das principais regras fiscais em voga hoje no Brasil. Naquela ocasião, deixei

Read More »
Artigos

Política acima de tudo!

O mercado vive uma certa trégua em relação à volatilidade mais acentuada de algumas semanas atrás. Discussões importantes foram adiadas para depois das eleições. Quem

Read More »
tipos de ações da bolsa de valores
Artigos

Empresas preparam IPOs

Nas últimas semanas, o número de prospectos de IPO protocolados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aumentou em quase dez, com as companhias “aspirantes” ao

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel