20170904015218_tecnisa-empresa-2

Tecnisa (TCSA3) – Resultado do quarto trimestre de 2019

Tecnisa (TCSA3) – Resultado do quarto trimestre de 2019

A Tecnisa divulgou nesta quarta-feira (18) seus números referentes ao quarto trimestre de 2019.O resultado foi regular e em linha com o esperado, devido ao baixo volume de lançamentos no trimestre.

O destaque positivo foi o aumento nas vendas líquidas, o que alavancou sua receita no período e a permitiu gerar caixa no período.

O destaque negativo foi o prejuízo líquido de 60 milhões de reais no 4T2019, afetado por despesas não recorrentes que fizeram com que a linha de outras despesas não operacionais ficasse negativa em 43 milhões no trimestre.

O resultado tem impacto neutro no preço das ações ON da Tecnisa (TCSA3) no curto prazo, pois no momento outros catalisadores estão afetando o valor de mercado das empresas: incertezas com os impactos do coronavírus e preocupação com a posição de caixa e endividamento.

A receita líquida obtida no quarto trimestre foi de 124 milhões de reais, crescimento de 61 por cento na comparação com o mesmo período de 2018. O resultado veio acima por conta do crescimento nas vendas contratadas, redução do distrato e da venda de terrenos tidos como não estratégicos. A empresa conseguiu acelerar a venda de seus estoques e realizou a venda de 100 por cento do único projeto lançado no quarto trimestre.

A empresa continua tendo suas margens pressionadas devido aos descontos que são concedidos para vender seus estoques e à ausência de mais lançamentos dentro de sua carteira. Porém para mitigar esse efeito de margens comprimidas a empresa fez um bom trabalho em conter suas despesas administrativas e com marketing.

O Ebitda foi negativo em 40 milhões de reais impactado pelas provisões que a companhia continua realizando seja para recalcular o valor do seu estoque, pagamento de indenizações ou perdas com parceiros.

O volume de lançamentos totalizou 69 milhões em 2019 (parcela Tecnisa), com 81 por cento das unidades vendidas até 31/dez. Entretanto, a Tecnisa possui um alto nível de estoque pronto, 95 por cento do valor total do estoque de 612 milhões de reais.

A companhia segue avançando em seu processo de turnaround. Após a realização do follow-on para redução do endividamento e melhora da estrutura de capital, a companhia agora passa pela etapa de redução de estoques prontos, para voltar a capitalizar e realizar lançamentos expressivos.

O principal risco de Tecnisa no curto prazo é o vencimento de dívidas corporativas no montante de R$ 96 milhões em 2020, pois o mercado de capitais se encontra totalmente fechado neste momento devido ao pânico nos mercados mundiais.

A companhia propôs o grupamento de suas 736,292 milhões de ações na proporção de dez para uma. Em fato relevante divulgado ontem.

* Esse conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Resultado 4T19 – Bradesco (BBDC3, BBDC4)

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

Artigos

Resultados do 2T20 da CVC

A CVC (CVCB3) apresentou nesta segunda-feira (20), após o fechamento do mercado e com atraso, seus resultados do segundo trimestre de 2020. Como era de

Read More »
Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte I

No Comentário de nº 9 da Instituição Fiscal Independente, “Considerações sobre o teto de gastos da União”, Felipe Salto, Daniel Couri e Josué Pellegrini recortam

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel