setor_eletrico-2

CPFL (CPFE3) divulga resultado do quarto trimestre

CPFL (CPFE3) divulga resultado do quarto trimestre

A CPFL (CPFE3) divulgou na segunda-feira (9) o resultado do quarto trimestre de 2019. O resultado foi bom, especialmente no negócio de distribuição de energia, e veio em linha com as expectativas em termos de receita líquida, geração de caixa medida pelo Ebitda e lucro líquido recorrente.

Os principais destaques positivos foram: i) controle sobre as despesas operacionais, de pessoal, de material, de serviços e outros (PMSO), com queda de 4 por cento no trimestre; e ii) melhora do resultado financeiro, redução de 40 por cento em relação ao quarto trimestre de 2018, reflexo da redução do nível de endividamento e da taxa de juros (CDI).

O lucro maior já registrado pela companhia em 2019 foi beneficiado por um efeito extraordinário de 63 milhões de reais referente à oferta de ações realizada ano passado.

O Ebitda também foi recorde, somando 6,39 bilhões de reais, 13,4 por cento superior ao de 2018. O resultado deve-se sobretudo ao bom desempenho das distribuidoras do grupo, consequência do maior volume de vendas e das revisões tarifárias. O lucro líquido aumentou 26,9 por cento, para 2,75 bilhões.

A CPFL anunciou um dividendo extraordinário no montante de 2,075 bilhões de reais ou 1,80 real por ação, equivalente a um retorno em dividendos de 5,3 por cento. Com isso, a companhia irá distribuir em dividendos (payout) o equivalente a 80 por cento do resultado líquido do exercício de 2019.

O resultado recorde somado à maior distribuição de dividendos deve impactar positivamente as ações no curto prazo (CPFE3).

O dividendo mais alto (extraordinário) foi possível devido ao baixo nível de endividamento, com payout de 80 por cento em 2019, apesar da política de dividendos permanecer com o mínimo de 50 por cento.

A alavancagem consolidada da CPFL também permanece em níveis adequados. A dívida líquida da Companhia encerrou o período em 2,52 vezes o Ebitda.

O volume de vendas de energia cresceu 4,2 por cento no período, impulsionado pelos clientes residenciais (alta de 7 por cento) e comercial (alta de 6,2 por cento). Já a industrial mostrou leve recuperação após três trimestres de queda, com alta de 0,3 por cento.

Nos próximos cinco anos, a CPFL Energia prevê investir 13,54 bilhões de reais, dos quais 11,59 bilhões se destinaram à distribuição. O plano de investimentos para 2020 soma 3,07 bilhões, valores que não incluem eventuais aquisições de ativos e novos projetos.

Os resultados evidenciam a estratégia de negócios construída pela CPFL Energia, uma das empresas mais diversificadas do setor, com atuação em geração, distribuição e comercialização e forte presença no mercado de renováveis.

* Esse conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Neoenergia divulga resultado do quarto trimestre de 2019

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte I

No Comentário de nº 9 da Instituição Fiscal Independente, “Considerações sobre o teto de gastos da União”, Felipe Salto, Daniel Couri e Josué Pellegrini recortam

Read More »
E eu com isso

Redução de jornada até dezembro

O presidente Jair Bolsonaro assinou, ontem (13) a prorrogação da redução proporcional de jornada e salários e suspensão temporária do contrato de trabalho, medidas previstas

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel