Carrefour Logo - E Eu Com Isso - Levante Ideias

Carrefour Brasil (CRFB3): Resultado do 4T20 e de 2020

O Carrefour Brasil apresentou seus resultados do 4T20 e do consolidado do ano na noite desta quarta-feira (17), após o fechamento de mercado. O resultado foi bom e veio acima do esperado em termos de vendas líquidas.

A empresa apresentou mais uma vez um crescimento de dois dígitos nas vendas, puxado pela inflação de alimentos no Brasil que veio em alta forte ao longo do ano, além de expansão e maturação das lojas, principalmente no segmento de atacado (Atacadão).

Os principais destaques positivos foram:

i) Crescimento no 4T20 foi de 24,1 por cento e no ano as vendas líquidas cresceram 19,7 por cento, alcançando 67,64 bilhões de reais, no consolidado de todos os segmentos. Destaque para a métrica Vendas em Mesmas Lojas (Like for Like – LfL no release da companhia) com crescimento de 17,6 por cento no Atacadão e 19,6 por cento para o Multivarejo no ano de 2020.

ii) Redução nas despesas de vendas e administrativas no ano relativo à parcela das Vendas Líquidas Totais, com queda de 1,3 ponto percentual, representando 12,4 por cento em 2020 contra 13,7 por cento em 2019, contribuindo para a melhoria de margens.

iii) Crescimento forte do lucro líquido da companhia de 43 por cento na comparação anual, alcançando 2,758 bilhões de reais no ano fechado de 2020, com margem de 4,1 por cento contra 3,4 por cento em 2019.

Já no campo negativo temos:

i) Queda na margem bruta consolidada de 22 por cento para 20,6 por cento em 2020, puxado pela piora dessa métrica no segmento Atacadão, que reduziu de 15,4 para 15,0 por cento de margem bruta no ano.

ii) Queda forte no Ebitda (métrica de geração potencial de caixa) do banco Carrefour em 36,5 por cento no ano de 2020, fechando em 698 milhões de reais, principalmente por maiores despesas referentes às provisões para inadimplência do cartão de crédito.

Em novembro a empresa lançou um novo aplicativo, o “Meu Carrefour”, com promoções e o programa de fidelidade personalizados, que segundo a companhia, vem aumentando o engajamento e o tíquete médio dos clientes e as compras utilizando o aplicativo já representa 75 por cento das compras recorrentes na rede. 

E Eu Com Isso?

O Carrefour mais uma vez apresentou um forte resultado, crescendo seus resultados acima da média de mercado, impulsionado pela forte expansão de sua rede de atacado (Atacadão) que já representa um pouco mais de 70 por cento de suas vendas líquidas.

Esperamos um impacto positivo no preço das ações da companhia (CRFB3) no curto prazo, de modo a apresentar resultados robustos, com margens saudáveis, mesmo em cenário de forte expansão, o que ainda abre espaço para melhoria ligeira na rentabilidade.

Apesar da queda na margem bruta, a companhia foi capaz de compensar com a diluição de custos fixos, devido à forte expansão de receita, melhoria de margem Ebitda significativa no segmento de Varejo (super e hipermercados – de 5,5 por cento para 7,3 por cento) e estratégia comercial com aumento de participação das compras B2B (Business to Business) no Atacadão.

Com baixa baixo nível de endividamento medido pela relação dívida líquida/Ebitda de 0,28 vezes, o Carrefour gerou um fluxo de caixa livre robusto de 2,426 bilhões de reais em 2020, segundo as informações do release da companhia, mesmo com desembolso para a compra de redes Makro, que se encontra em fase final de conclusão (restam mais 5 lojas) e conversões destas lojas para o Atacadão.

Com isso a empresa mudará sua política de dividendos que irá prever uma distribuição de até 45 por cento do lucro líquido do exercício (antes até 25 por cento) e a gestão irá recomendar à Assembleia Geral um pagamento adicional de 759 milhões de reais em proventos. Adicionado aos 482 milhões de reais já pagos antecipadamente em 2020, o total de dividendos ficará em 0,62 reais por ação, o que daria um retorno em dividendos de cerca de 3,1 por cento, considerando o preço das ações no último fechamento de mercado a 20,13 reais por ação.

A combinação de expansão forte do Atacarejo e esforço de aumentar a rentabilidade do Multivarejo, combinada com o crescimento do engajamento dos clientes com o auxílio da frente digital (otimização de ofertas e recorrência), o Carrefour tem sido capaz de crescer acima do mercado em ritmo consistente. Essa expansão foi influenciada positivamente pela pandemia, que mudaram os hábitos de consumo da população brasileira, optando pelas compras online e descontos maiores, que são possíveis somente em redes grandes e consolidadas como o Carrefour.

Essa estratégia de crescimento parece ter ainda vida longa para as grandes redes, com bastante espaço para consolidação no setor de Varejo Alimentar, sobretudo pelo crescimento da participação nas compras via canais digitais e integração do mundo físico com digital (Omnicanal).

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

Para ficar por dentro do universo dos investimentos de maneira prática, clique abaixo e inscreva-se gratuitamente!

e-eu-com-isso

Leia mais sobre a empresa: Carrefour confirma proposta.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Telecomunicação
E eu com isso

Onda de M&A na telecom

Um estudo publicado pela consultoria RGS Partners mostra que o Brasil movimentou mais US$ 92 bilhões em fusões e aquisições em 95 transações entre 2010

Read More »
Levante Ideias - Banco Central
E eu com isso

Semana decisiva para os juros

A próxima semana será decisiva para a trajetória dos juros brasileiros de agora em diante. Em circunstâncias normais, o prognóstico seria de alta das expectativas

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel