Santos Brasil Porto

3T20 da Santos Brasil

O resultado do terceiro trimestre de 2020 da Santos Brasil foi regular, em linha com as projeções em termos de receita líquida e melhor do que o esperado termos de Ebitda recorrente e lucro líquido.

O Tecon Santos apresentou queda mais acentuada no volume de contêineres: redução de 18,3 por cento para 256,725 contêineres no trimestre, comparado à queda de 8,3 por cento no Porto de Santos na comparação anual. O Tecon Santos tem maior participação das importações no mix de receita.

O principal destaque negativo foi a queda anual de 32,9 por cento no volume de contêineres cheios de importação no terceiro trimestre em relação ao mesmo período de 2019.

A queda no consumo devido à retração na economia causada pela pandemia pela Covid-19 e a alta do dólar derrubaram as importações e pioraram o mix do Tecon Santos. Com isso a receita líquida ficou praticamente estável no trimestre e totalizou 220 milhões de reais.

Do lado positivo, destacamos a queda de 22 por cento nas despesas operacionais na comparação anual.

Com isso, a geração de caixa operacional recorrente – medida pelo Ebitda, alcançou 46,5 milhões de reais, com margem de 21 por cento, números melhores do que o primeiro semestre de 2020.

Na última linha um prejuízo líquido de 5,4 milhões de reais, queda em relação ao prejuízo do segundo trimestre de 9,4 milhões de reais.

Acreditamos que o resultado regular e levemente acima do esperado da Santos Brasil já está precificado pelo mercado, pois a empresa já havia divulgado dos dados de volume no Tecon-Santos. Dessa forma, esperamos neutro no preço das ações (STBP3) no curto prazo, com desempenho em linha com o Ibovespa nesta quarta-feira (11).

Devido aos efeitos da pandemia, com maior impacto nas importações, houve piora no mix de contêineres cheios na comparação anual e trimestral, com queda de 32,9 por cento no volume de contêineres cheios (21,5 por cento de redução no 2T20).

Ao contrário do esperado, houve atraso do pico sazonal de volume das importações, que normalmente se inicia na segunda quinzena de julho, porém este ano deve ficar concentrado entre outubro e novembro.

A receita líquida totalizou 220 milhões de reais no trimestre, praticamente estável em relação ao segundo trimestre de 2020.

A receita do terminal de veículos (TEV), cerca de 10 a 12 por cento da receita total, apresentou boa recuperação de 30 por cento em relação ao segundo trimestre de 2020, que foi bastante afetado pela forte queda no volume de veículos importados devido à quarentena da Covid-19.

A Santos Brasil fez um bom trabalho no controle das despesas operacionais: queda de 22,3 por cento no trimestre em termos consolidados e; ii) redução de 35,6 por cento nas despesas totais dos terminais portuários.

O Ebitda recorrente totalizou 46,5 milhões de reais, queda de 30 por cento em relação ao mesmo período de 2019, com melhora de margem Ebitda para 21 por cento (18,6 por cento no 2T20).

Na última linha o prejuízo líquido foi de 5,4 milhões de reais, resultado menos negativo que o prejuízo de 9,4 milhões no 2T20 devido ao controle sobre despesas operacionais que compensou a queda no volume das importações.

O investimento totalizou 62,5 milhões no trimestre, dos quais 51,6 milhões no Tecon Santos (83 por cento do total), sendo a grande maioria referente à obra de extensão e reforço do cais.

A obra de expansão do cais do TEV/Tecon Santos está dentro do cronograma planejado, mesmo com a pandemia da COVID-19, com a fase de cravação de estacas em ritmo acelerado. As obras de aprofundamento e reforço dos berços que viabilizarão o aumento futuro da profundidade do cais (calado) para 16 metros também estão em curso e dentro do cronograma. As obras para expansão e reforço do cais deverão ser concluídas no segundo semestre de 2021.

A companhia encerrou o terceiro trimestre de 2020 com uma posição de caixa líquido (caixa maior que o endividamento) de 655 milhões de reais.

A empresa realizou uma oferta de ações (follow-on) em setembro no valor de 790 milhões de reais e deverá utilizar o caixa para participar de leilões de novas operações portuárias em 2021.

Os principais catalisadores das ações da Santos Brasil são: i) aumento do volume de importações, ii) melhora de preços e aumento da margem Ebitda consolidado com a retomada da importação de veículos e; iii) participação em leilões de novas operações portuárias.

—— ——

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

Para ficar por dentro do universo dos investimentos de maneira prática, clique abaixo e inscreva-se gratuitamente!

e-eu-com-isso

—— ——

Leia mais sobre a empresa: Follow-on da Santos Brasil.  

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Logo Gestora Pátria
E eu com isso

Gestora Pátria avalia IPO

Uma das maiores gestoras de Private Equity brasileiro, o Pátria, avalia uma abertura de capital (IPO) na B3. A listagem seria um meio de saída

Read More »
E eu com isso

 O avanço das vacinas

Gradualmente, o que era uma esperança transforma-se em realidade, e a perspectiva de uma vacinação em massa contra do coronavírus passa a ficar mais próxima.

Read More »
E eu com isso

Leilão da CEB

Na sexta-feira (04) vai ocorrer o leilão para privatização da Companhia Energética de Brasília, também conhecida como CE. Nele será vendida a subsidiária CEB-D, responsável

Read More »
E eu com isso

Reeleição no Congresso

Conforme previsto, foi só as eleições municipais chegarem ao fim para que Brasília voltasse suas atenções para as eleições das Mesas Diretoras da Câmara e

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel