vocesabecomogerarrendapassivaeserindependente

Você sabe como gerar renda passiva e ser independente?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

“E se meus recursos gerassem lucros por conta própria?” É o que todo mundo que quer saber como gerar renda passiva procura. Ainda mais se seu recebimentos convencionais, como salários e pagamentos por serviços autônomos, são limitados a sua capacidade produtiva.

A ideia é muito simples. Enquanto um profissional dedica seu tempo para exercer sua profissão ou relaxar, suas aplicações geram lucros ou seus produtos se vendem sozinhos. E tudo isso acontece por não dependerem de sua ação em tempo real.

Parece utopia procurar uma situação confortável como essa? Pois saiba que existe mais de um caminho para gerar renda passiva. Neste post, trazemos os insights ideais para que você encontre o seu. Confira.

Tipos de renda passiva

O primeiro ponto a ser esclarecido é sobre o que é renda passiva e o que seriam ganhos extras. A diferença crucial está no esforço a ser realizado, grau de dedicação e presença para a obtenção do lucro.

Em outras palavras, um ganho passivo é aquele em que o indivíduo não precisa fazer nada para que ele aconteça. Uma herança familiar, por exemplo, é um ganho passivo. O herdeiro não precisa fazer absolutamente nada para recebê-lo. Ele pode receber tal herança por nomeação e por direito (este adquirido por grau de parentesco).

No entanto, quem cria um curso online e o disponibiliza para vendas em um programa de marketing de afiliados, precisa realizar um esforço para sua concepção e até mesmo investimentos para que ele seja atrativo para seu público, certo?

Seguindo essa linha de raciocínio, porém, chegamos ao ponto em que o indivíduo também não precisa se esforçar para que seu produto ou investimento traga retornos, portanto, a renda extra, com o esforço inicial, é transformada em uma renda passiva em três tipos fundamentais.

Capital financeiro

O capital financeiro é um representante da renda passiva pois, aplicar dinheiro em fundos, ações, títulos do tesouro e demais investimentos permite fazer com que o dinheiro trabalhe para gerar lucro.

É um dos tipos de renda passiva mais diversificados, que permitem que, tanto um investidor de poucos reais e outro milionário tenham como resultado acréscimos financeiros em seus recursos inicialmente investidos.

Capital físico

Essa é outra modalidade de renda passiva que muitos conhecem. Basicamente, consiste em alugar um imóvel ou equipamento para terceiros e receber um pagamento pela utilização.

Diferentemente do capital financeiro, esse modelo é tangível, pode ser tocado, usufruído ou emprestado mediante a pagamento de aluguel. Apartamentos, lojas e prédios inteiros podem ser alugados, podendo gerar renda passiva, porém também demandam investimentos e cuidados.

Capital Intelectual

O capital intelectual representa todas as criações de uma pessoa e como elas são exploradas comercialmente na forma de royalties e direitos autorais.

Novos modelos de produtos, tecnologias, métodos e conhecimentos técnicos são alguns de seus exemplos, que, a partir daí, gerarão lucros para seu criador sem que ele precise estar por perto.

Isso inclui os produtos digitais como os cursos online. Como são gravados, a última versão pode ser vendida para dois ou mais interessados, fazendo com que um esforço inicial seja convertido em retornos muito maiores.

Também é o caso da criação de um personagem ou música que, ao serem utilizados por outras marcas para propagandas publicitárias, gerarão receita em virtude da cessão do uso da imagem ou áudio.

Percebe que até mesmo a geração de renda extra ou passiva precisam estar alinhadas com o perfil do investidor? E, principalmente, que mesmo tendo bons resultados, é preciso acompanhar o mercado para otimizar esses ganhos?

Então, vejamos a seguir algumas ideias e sugestões de negócios que geram renda passiva e extra.

Caminhos para quem quer saber como gerar renda passiva

A renda passiva e a extra andam diretamente ligadas, não é mesmo? E muitas oportunidades nesse modelo podem configurar o recebimento contínuo de receitas. Então, como identificar oportunidades e produtos de investimentos que podem ajudar a construir essa estratégia?

Fuja de soluções milagrosas

É muito comum receber ou ler na internet, ofertas para um investimento imperdível e que gera muito lucro. Se você deseja investir em uma solução, primeiramente é fundamental fazer uma pesquisa sobre a idoneidade da proposta.

Instituições financeiras, corretoras e gestoras de fundo confiáveis não fazem promessas ou garantias de lucro, afinal de contas, seu sucesso está diretamente ligado aos seus desempenhos no mercado.

Escolha um modelo de renda passiva que seja compatível com sua realidade e conhecimento

Como já foi explicado, até mesmo para gerar uma renda passiva é preciso investir, seja seu tempo de trabalho, sejam os seus recursos financeiros.

Dessa maneira, o ideal é buscar alguma opção que esteja alinhada com seu perfil investidor, e, ao mesmo tempo, exija o menor tempo e esforço de dedicação possível. Com esses parâmetros, cobrir os custos de investimentos iniciais serão mais rapidamente quitados.

Crie um bom relacionamento com a empresa que ajudará a gerar renda passiva

Ter um bom relacionamento significa construir uma relação de confiança. É uma característica muito importante, afinal de contas, esse tema é sempre alvo de discussões que acreditam que viver de renda é algo utópico.

A empresa ou prestador de serviço precisa transparecer sua lealdade, conhecimento técnico e empatia para que os clientes ignorem todas as influências negativas sobre seu desejo de criar uma fonte de renda passiva.

Conheça as melhores opções para a renda passiva

Nossa empresa, a Levante, não realiza movimentações financeiras, e, sim, gera conteúdos, consultorias e demais serviços com o objetivo de engajar seu público. Mas, ainda assim, podemos indicar algumas opções para gerar renda passiva:

  • tornar-se um profissional do marketing digital e trabalhar com produtos em plataformas online;
  • fazer aplicações seguindo às orientações de analistas independentes e certificados, como é o caso da Levante;
  • oferta de espaços nos blogs e sites das empresas para anúncios de seus parceiros comerciais;
  • vender seleção de fotografias e outras produções intelectuais.

É importante ressaltar que para gerar a tão sonhada renda passiva também é fundamental mudar o comportamento e mindset. Assim, deve-se deixar de sonhar com essa possibilidade e, de fato, concretizá-la depois de muito estudo e preparação.

Então, acha que essas informações ajudarão você a descobrir como gerar renda passiva dentro da sua realidade financeira atual? E o que vai fazer a seguir? Quais estratégias realizar para manter um crescimento satisfatório das suas finanças?

Não precisamos mencionar que o mercado está em constante mudança. Também não precisamos dizer que é preciso acompanhar seus movimentos para garantir a melhor alocação de seus recursos. Então, aqui vai nossa dica final: assine a newsletter da Levante e receba uma curadoria dos conteúdos mais importantes para suas finanças.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Recomendado para você

Petrobras: STF decidirá sobre refinarias

Nesta quarta-feira (30) recomeça o processo de julgamento e votação dos ministros do Supremo Tribunal Federal a respeito da legalidade do processo de venda da

Risco fiscal e aumento da dívida pública

Na coluna de hoje, vou falar sobre a deterioração das contas públicas do Governo Federal, o aumento do déficit público, a consequente alta nas taxas

Fechar Menu
Fechar Painel