A Levante traz as melhores ideias de investimento

7 passos para um planejamento financeiro eficiente

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Disciplina e dedicação são fundamentais para você que quer se organizar melhor e fazer um planejamento financeiro completo e definitivo para mudar de vida. A boa notícia é que não é nenhum bicho de sete cabeças, e muito menos exige manobras difíceis e arriscadas.

=> BAIXE O E-BOOK E APRENDA A INVESTIR

O importante é aprimorar os seus hábitos, ler muito sobre o assunto e, principalmente, ser disciplinado no controle dos seus gastos e estar sempre preocupado com a análise do seu orçamento. Por isso, preparamos uma lista com sete passos para você que deseja se planejar melhor contra imprevistos e chegar mais perto dos seus objetivos, sejam eles quais forem.

LEIA AINDA: Como diversificar a carteira de investimentos
Robôs de investimento: como funcionam?

Siga esses passos simples e, com certeza, sua vida financeira vai melhorar. Vamos lá?

1 – Acompanhe diariamente as suas despesas e receitas

A primeira e talvez mais importante medida para você que está começando a se organizar financeiramente é acompanhar diariamente as suas despesas e receitas.

É fundamental que você saiba exatamente o quanto está ganhando e com o que está gastando (inclusive os centavos e os gastos mais simples). Afinal, quando você sabe exatamente onde está o seu dinheiro, fica mais fácil entender quais são os seus principais gargalos e onde você pode cortar gastos.

Não esqueça de anotar todas as despesas, inclusive aquelas que com dinheiro quando está na rua. Você vai se surpreender ao ver a influência dos pequenos valores no final do mês. Vale utilizar planilhas no Excel, aplicativos ou que encaixar melhor na sua rotina.

Quanto mais controlarmos as variáveis que envolvem o nosso sucesso financeiro, menos dependeremos da sorte para alcançar os objetivos que traçamos no começo do planejamento.

2 – Tenha metas bem definidas no seu planejamento financeiro

Para alcançar os seus principais objetivos, é preciso ter metas e prazos bem definidos. Elas são importantes porque você transforma em números os seus resultados e consegue verificar se tudo está indo conforme o planejado ou não.

Metas financeiras de curto e médio prazo tendem a ser mais simples de alcançar. Por outro lado, objetivos de longo prazo precisam ser mais elaborados, uma vez que dependem de um planejamento financeiro bem feito.

Controle o maior número de variáveis possíveis, estabeleça metas atingíveis e verifique se tudo está funcionando como deveria. Se estiver muito difícil, comece aos poucos e aumente gradualmente o valor poupado por mês e objetivos. Assim, é muito difícil não ter sucesso, já que as chances de fracasso acabam caindo drasticamente.

3 – Elabore um plano detalhado de ações

Agora que já sabe quais são os objetivos do seu planejamento financeiro, o próximo passo é entender como você vai realizar tudo. E isso só pode ser feito com a ajuda de um plano mais prático de ações.

Esse plano pode reunir o que você achar mais relevante para alcançar o seu objetivo. Pode ser, por exemplo, um plano de ações referente aos investimentos futuros que está pensando em fazer.

Como cada pessoa está em uma situação financeira distinta, não há uma regra. Você só precisa se perguntar uma coisa: como vou alcançar tal objetivo? Pontue cada uma das ações que você pretende fazer separadamente e se programe para seguir o planejamento.

Abaixo, listamos outras atitudes que precisam estar no seu radar na hora de planejar as compras e melhorar os hábitos de consumo:

4 – Compre somente o que você realmente precisa

Todo mundo tem os seus pontos fracos, mas não se deixar se levar pelas tentações do consumismo é imprescindível.

Sabendo qual é o seu ponto fraco, fica mais fácil aprender a contornar os impulsos. Uma forma de evitar que você compre mais do que precisa é criar sempre uma lista de compras quando sair para ir ao mercado ou ao shopping, por exemplo. Toda vez que você precisar de algo novo, anote em um pedaço de papel ou aplicativo e mantenha-se focado somente na lista de necessidades.

Outra dica importante: faça a lista e tome as decisões sobre as compras em casa. Os shoppings e lojas estão cheios de armadilhas para estimular o seu consumo, então evite a tentação. É a mesma coisa que ir a uma lanchonete ou ao mercado com fome (a conta vai sair cara!).

5 – Compare preços antes de comprar

Sempre verifique o preço do produto desejado em outras lojas ou sites antes de comprá-lo. Pode parecer pouco, mas se você conseguir economizar de 10 a 20% em tudo o que for comprar (algo que não é nada impossível), você sempre terá esse valor a mais no final do mês. Agora pare e faça as contas: imagine só se você fizer isso com diversas compras distintas, multiplicando sempre o valor poupado.

Assim, você não poderá mais dar a desculpa de que não consegue economizar nada e que nunca sobra dinheiro no final do mês.

6 – Pague à vista quando conseguir descontos

Pagar à vista quando conseguir um desconto sempre é vantajoso porque é uma forma de se comprar os produtos por um preço mais em conta. Além disso, não haverá parcelas nos próximos meses – o que te ajuda a não se endividar pelo acúmulo de prestações.

7 – Reserve sempre uma parte dos seus rendimentos

Outra forma de manter o planejamento financeiro é fazendo uma reserva de emergência. Essa porcentagem pequena que você vai juntar todo mês será importante para cobrir despesas com imprevistos, como acidentes, faturas não desejadas e aumento nos juros, por exemplo.

Tendo essa reserva, você não utilizará o dinheiro guardado para outros fins, facilitando o gerenciamento das suas contas.

Para calcular o tamanho dessa reserva, separe o equivalente a cinco até dez vezes os seus gastos mensais. Atenção: não é o valor de seu salário, mas sim o quanto necessita para passar o mês.

Três segredos para comparar investimentos
Como escolher os melhores fundos de investimentos

Sabemos que a cultura da maior parte dos brasileiros é simplesmente gastar hoje e pagar só lá na frente. Infelizmente, são poucas as pessoas que se dão ao trabalho de fazer um rígido controle de despesas, como um orçamento mensal e metas de construção de patrimônio.

Por esse motivo, você aprendeu neste artigo porque não pode deixar para amanhã o seu planejamento financeiro, muito menos a realização de seus sonhos. Esta pode ser uma mudança transformadora e começar a partir de agora significa dar o primeiro passo rumo ao sucesso financeiro. Comente abaixo como você faz o seu planejamento e como as dicas acima vão te ajudar!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Recomendado para você

Resultados da CVC

A CVC (CVCB3) apresentou nesta quarta-feira (30), após o fechamento do mercado, os seus resultados do 1T20. Como era de se esperar, os resultados vieram

Petrobras: STF decidirá sobre refinarias

Nesta quarta-feira (30) recomeça o processo de julgamento e votação dos ministros do Supremo Tribunal Federal a respeito da legalidade do processo de venda da

Risco fiscal e aumento da dívida pública

Na coluna de hoje, vou falar sobre a deterioração das contas públicas do Governo Federal, o aumento do déficit público, a consequente alta nas taxas

Fechar Menu
Fechar Painel