A melhor ação Small Cap para 2020

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O índice de ações de small caps (SMLL) já acumulou ganho de 55,7% nos últimos 12 meses, acima do desempenho do Ibovespa (+33,8%). Acreditamos que as ações permanecem baratas na Bolsa e que a alta do Ibovespa e do índice SMLL está apenas começando.

A recomendação de Small Caps que você vai ter acesso agora tem o objetivo de buscar alto retorno no investimento em uma empresa de menor valor de mercado e com liquidez reduzida. O profundo conhecimento e análise de diversos setores da Bolsa, que ainda não estão no radar dos investidores, proporciona investimentos de maior risco, mas que, ao mesmo tempo, podem render muito mais a longo prazo.

Um dos setores que será beneficiado com a recuperação da economia brasileira (PIB) é o setor de Logística e Infraestrutura, mais especificamente o setor de portos (contêineres). A empresa escolhida é a Santos Brasil, empresa líder no terminal de contêineres no porto de Santos, com participação de mercado de 41,3%.

Este relatório está dividido em quatro partes: 1) visão positiva sobre o setor de portos; 2) análise do mercado no porto de Santos; 3) tese de investimento da empresa; 4) cálculo do preço teto das ações através do múltiplo EV/EBITDA.

Parte 1
Visão positiva sobre
logística e infraestrutura de portos

O setor portuário no Brasil está vivendo um momento mais favorável devido à possibilidade de privatização da Companhia de Docas do Estado de São Paulo (Codesp), diminuindo assim a burocracia, melhorando o ambiente regulatório e destravando investimentos na infraestrutura portuária do Brasil.

Com o novo Governo Federal e as iniciativas do novo Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, o cenário para a operação dos portos no Brasil ficou mais favorável.

No caso específico da Santos Brasil, existe a possibilidade de alongar o cronograma de investimentos previstos no projeto de renovação da concessão do terminal de contêineres de Santos (Tecon-Santos).

Parte 2
Análise competitiva do porto de Santos

O encerramento das operações de movimentação de contêineres da Libra mudou o ambiente competitivo do Porto de Santos em 2019. A Libra tinha 15% da capacidade em 2018, e o seu pedido de falência deixou o caminho livre para o aumento da racionalidade de preços entre as três grandes empresas: Santos Brasil, BTP e DP World Santos.

Com isso, a Santos Brasil recuperou a sua posição de líder de participação de mercado no Porto de Santos: de 35,4% em 2018 para 41,3% no primeiro semestre de 2019.

O Tecon Santos movimentou 282,5 mil contêineres no segundo trimestre de 2019, crescimento de 23,4% em relação ao mesmo período de 2018. O nível de utilização da capacidade instalada alcançou 80% no primeiro semestre de 2019.

Daqui para frente, esperamos crescimento do volume de movimentação de contêineres no Tecon Santos, aumento de utilização da capacidade instalada e um preço mais normalizado por contêiner a partir de 2021, algo na faixa de US$ 130 a US$ 150.

Este vento a favor no Porto de Santos deve ser mais duradouro, com “vento em popa”, com maior racionalidade nos players de mercado, o que explica o aumento de preços no médio prazo.

A partir de agora, está em marcha uma virada na relação entre oferta e demanda no Porto de Santos. Um mercado que antes estava na mão dos armadores (clientes) que traziam os seus navios cheios de contêineres, agora passa a ficar mais favorável para as empresas conforme aumenta o nível de utilização instalada.

Acreditamos que o terminal de contêineres da Santos Brasil (Tecon Santos) possui a melhor localização no porto de Santos, situado à margem esquerda, com três berços privativos, cais com 980 metros de extensão e uma área total de 596 mil m².

Parte 3
Tese de investimento da Santos Brasil (STBP3)

A Santos Brasil é uma empresa de operações portuárias de contêineres, com cinco terminais marítimos, sendo três terminais de contêineres: Tecon Santos (Porto de Santos/SP), Tecon Vila do Conde (Porto de Barcarena/PA) e Tecon Imbituba (Porto de Imbituba/SC).

A empresa possui um terminal de carga geral, TCG Imbituba/SC, e um terminal exclusivo para movimentação de veículos (TEV) no Porto de Santos.

Em termos financeiros, o Tecon Santos representou cerca de 80% da receita dos três terminais de contêineres da Santos Brasil em 2018 e cerca de 50% do faturamento consolidado da Santos Brasil.

As principais vantagens competitivas da Santos Brasil são: seu nível de serviços portuários, sua localização do terminal de contêineres e a retro área para as suas operações no porto de Santos.

A empresa está bem posicionada para aproveitar a recuperação da economia, o aumento da importação e das rotas comerciais para o Brasil. O crescimento das operações portuárias deve ser equivalente a 2-3 vezes o crescimento do PIB.

Operando em relativa tranquilidade em relação à capacidade de utilização, espero por um aumento do volume nos próximos meses, posicionando, com isso, a empresa em um cenário mais benigno para a recuperação dos preços e um aumento da margem EBITDA. Um dos portos mais baratos do Brasil, o nível de preço praticado no Porto de Santos é incompatível com o nível de serviço que ele presta atualmente.

A tese de investimento da Santos Brasil pode ser resumida nos seguintes pontos:

  1. posicionamento estratégico do terminal no porto de Santos;
  2. forte recuperação do volume de contêineres no terminal de Santos;
  3. melhoria da margem EBITDA;
  4. baixo nível de endividamento;
  5. forte crescimento do lucro líquido.

Os principais catalisadores para as ações da Santos Brasil são:

  • Virada do ciclo econômico.

Com a recuperação do crescimento do PIB de 2,1% esperado para 2020, deve-se aumentar o fluxo de importação, com margens melhores para a movimentação e a armazenagem de contêineres.

  • Aumento da margem EBITDA com o crescimento do volume no Tecon Santos, utilização da capacidade e aumento de preços

O aumento do volume no Tecon Santos deve ser da ordem de 20% em 2019, com aumento de utilização de capacidade de 80% para 90% em 2020 e acima de 90% em 2021, com crescimento das importações devido à recuperação econômica.

Acreditamos que a margem EBITDA possa melhorar de 16% no segundo trimestre de 2019 para cerca de 35% entre o segundo semestre de 2021 e o primeiro trimestre de 2022.

O poder de negociação de preços da Santos Brasil com a Maersk está ficando mais forte a cada dia. O preço para operar no Tecon Santos está muito defasado (cerca de US$ 80) para o volume da Maersk e deverá ser reajustado para um preço normalizado de US$ 130 a US$ 150 no médio prazo.

No final de 2018, a Santos Brasil anunciou o aumento de preço de cerca de 5% a 6% ao ano, com vigência para abril de 2019 e de 2020.

Em abril de 2021, há o vencimento de um grande contrato com a Maersk/Hamburg Sud, que responde por 70% do volume de cais em Santos. Isso pode ser bastante relevante.

  • Aumento da liquidez das ações

Aumento da liquidez das ações, com volume médio negociado de R$ 13 milhões nos últimos 60 dias (média de R$ 8,7 milhões em 2019)

Um dos principais acionistas, a gestora de recursos Dynamo, reduziu a sua participação nas ações de 12% para menos de 10%, com a entrada de outras grandes gestoras (Occam e Itaú).

Nos últimos dias, a base de acionistas pessoas físicas ganhou mais mil investidores, num total de 2,5 a 3,0 mil clientes pessoa física.

Parte 4
Cálculo do preço teto das ações da Santos Brasil

Nesta parte final do relatório, mostraremos como fazer uma estimativa do valor da empresa Santos Brasil por meio do múltiplo EV/EBITDA.

Aqui estou falando de uma equação simples: EV/EBITDA = (valor de mercado + dívida líquida)/EBITDA 2021.

A margem EBITDA normalizada projetada para 2021 é de 33,6%, com receita líquida de R$ 1,4 bilhão. O EBITDA esperado é de R$ 470 milhões. O endividamento líquido em junho de 2019 da companhia era de apenas R$ 20 milhões.

Partindo da premissa de que o múltiplo EV/EBITDA 2021 será de 12x, em linha com a média das empresas do setor, qual o valor de mercado justo da Santos Brasil?

Resolvendo a equação: 12 = (valor de mercado + 20)/470. Assim o valor de mercado alvo da Santos Brasil é de R$ 5,62 bilhões ou R$ 8,42 por ação.

O preço teto das ações da Santos Brasil foi definido em R$ 8,50.

Dado o preço de fechamento da ação da Santos Brasil de R$ 6,43 em 18/set/19, a distância até o preço teto está em 32%.

Conclusão

A empresa está bem posicionada para aproveitar a recuperação da economia, o aumento da importação e das rotas comerciais para o Brasil. O crescimento das operações portuárias deve ser equivalente a 2-3 vezes o crescimento do PIB.

Operando em relativa tranquilidade em relação a sua capacidade de utilização, esperamos um aumento de volume nos próximos meses, posicionando a empresa em um cenário mais benigno para a recuperação dos preços e um aumento da margem EBITDA. Um dos portos mais baratos do Brasil, o nível de preço praticado no Porto de Santos é incompatível com o nível de serviço que ele presta atualmente.

O Relatório Especial “A Small Cap para 2020” foi produzido pela equipe da série Small Caps, disponível na plataforma de investimentos da Levante.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Recomendado para você

Nova CPMF engavetada

Após reunião do presidente com líderes partidários, o governo optou por engavetar a segunda etapa de sua reforma tributária. Conforme mencionado no E Eu Com

Hapvida faz aquisição

A Hapvida (HAPV3) emitiu na noite desta segunda-feira (28) um comunicado ao mercado informando a aquisição do Grupo Santa Filomena por 45 milhões de reais.

Sabesp disputará concessão

Na noite da última sexta-feira (25), após o fechamento do mercado, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – Sabesp (SBSP3), comunicou

Fechar Menu

Fechar Painel