Mater Dei - Entrada de Hospital em Belo Horizonte

IPO da Mater Dei: Análise da Levante

Em meio à pandemia da Covid-19, todos os holofotes estão voltados à Ciência e à Saúde. No mercado financeiro, os investidores estão atentos às boas – e novas – oportunidades.

Muito além das reluzentes marcas de consumo e de TI (Tecnologia da Informação), 2021 também será marcado pela estreia de promissoras companhias de saúde em Bolsas ao redor do mundo.

Isso, pois, neste ano de registro de novas ondas da Covid-19 e anúncios de lockdown se alastrando pelo mundo, empresas de diferentes portes e países passaram a atrair o apetite de investidores em busca do mesmo brilho percebido anteriormente nas gigantes do varejo e da tecnologia.

Inovação, potencial enorme de expansão e, obviamente, retornos promissores elevaram o setor de saúde à posição de queridinho de inúmeros investidores.

No Brasil, país que sofre de sério déficit de leitos hospitalares no SUS e registra o dramático desaparecimento de vagas até mesmo nos mais conceituados hospitais, uma empresa regional muito conceituada em seu estado (e meio) encontra-se na fase final dos acertos para estrear na B3.

Trata-se da Mater Dei, a maior rede de hospitais do estado de Minas Gerais.

Para avaliar até que ponto vale ou não comprar suas ações, a Levante preparou este artigo de análise do IPO da Mater Dei para você, investidor.

Mater Dei em detalhes

Mineira de Belo Horizonte, a Mater Dei posiciona-se como a maior rede de hospitais do estado. Líder de mercado, com 18% do total de leitos privados da região metropolitana de Belo Horizonte (MG), a rede de saúde conta com três unidades estrategicamente localizadas: Mater Dei Santo Agostinho, Mater Dei Contorno e Mater Dei BetimContagem. Ao todo, ela conta, hoje, com 541 leitos em operação e 541 já construídos, mas ainda não operacionais.

Com a construção da sua quarta unidade hospitalar em Salvador (BA), a primeira fora do estado de Minas Gerais, a Mater Dei estreia no novo estado no primeiro semestre de 2022. Com isso, a rede vai adicionar 367 leitos à base atual.

A Rede Mater Dei de Saúde atua no mercado de hospitais privados brasileiros, com ênfase no estado de Minas Gerais. Hoje, ela se posiciona como a maior rede mineira de hospitais e detém 18% do total de leitos privados na região metropolitana de Belo Horizonte, onde possui três unidades estrategicamente localizadas.

Até o final de 2020, a Rede Mater Dei possuía 1.081 leitos hospitalares distribuídos entre os hospitais Mater Dei Santo Agostinho, Mater Dei Contorno e Mater Dei BetimContagem, sendo 541 leitos operacionais e 541 construídos, mas ainda não operacionais. Com a construção da quarta unidade hospitalar em Salvador (BA), a primeira fora do estado de Minas Gerais, a companhia prepara-se para estrear no Nordeste no primeiro semestre de 2022. Com isso, adicionará 367 leitos ao montante total.

O mapa (abaixo) mostra a localização dos hospitais da rede:

Mater Dei - Distribuição

A companhia acredita que seu modelo de gestão se destaca no mercado de hospitais privados. Ele alia a expertise de mais de 40 anos de uma família de empreendedores com profissionais médicos ocupando posições de tomada de decisão, o que resulta em boas práticas de governanças clínicas e corporativas – com ênfase na gestão administrativa e hospitalar e forte monitoramento de indicadores de desempenho, protocolos e processos.

A Rede Mater Dei também crê que sua alta qualidade clínica e tecnologia hospitalar de ponta, com diversas certificações de excelência nacionais e internacionais, e seu moderno modelo de operações baseado em quatro pilares (saúde populacional; experiência do paciente; bem-estar dos profissionais clínicos; e redução de custos) torna a empresa competitiva no mercado, oferecendo uma proposta de valor única para classes sociais de rendas média a alta.

[…]

Este Artigo é uma versão sumarizada do Report Completo e Gratuito do IPO da Mater Dei que a Levante preparou com exclusividade para você, investidor. 

Para ter acesso ao Report, basta clicar aqui! É grátis. 

Modelo de Negócios da Mater Dei

A Rede Mater Dei traz em seu corpo técnico a combinação de administradores e profissionais médicos, o que faz com que seu modelo de gestão tenha como base a integração de práticas de governanças clínicas e corporativas. Esse modelo, visto como único pela companhia, percorre desde o envolvimento de profissionais clínicos na gestão administrativa da Mater Dei até o monitoramento de indicadores de desempenho para constante verificação do progresso da empresa.

Características como mentalidade de dono, alta capacitação médica, ambiente meritocrático e profundo conhecimento do mercado de saúde brasileiro são atribuídas ao seu sucesso corporativo.

Atualmente, a companhia presta serviços para mais de 85 operadoras de planos de saúde independentes e autogestões, tendo em seu portfólio nomes relevantes do mercado como Allianz, Amil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Care Plus, Golden Cross, IPSM Sul América e Vale.

O seu modelo de negócios visa atingir um crescimento constante e sustentável, tendo como base ganhos de escala, condição financeira sólida, forte geração de caixa e comprometimento com um baixo nível de endividamento. Além disso, a companhia conta com algumas vantagens competitivas para contribuir no alcance de seu objetivo, sendo detalhadas abaixo.

Dado o seu histórico de mais de 40 anos de experiência no setor de assistência médica, a companhia conseguiu construir uma marca forte no mercado de médio e alto padrão, sendo uma referência de qualidade em Minas Gerais. Essa pode ser comprovada através das suas acreditações a nível mundial, tornando a Mater Dei uma referência em qualidade clínica e operacional.

Análise Setorial

Mercado Fragmentado 

O mercado hospitalar privado brasileiro é caracterizado por sua forte pulverização – são 4,2 mil hospitais. A título de ilustração, os três maiores participantes do mercado particular detêm, juntos, 5% do total de 13 mil leitos privados do Brasil. O mercado ainda se caracteriza por sua baixa penetração, dificultada pela alta barreira de entrada, muito relacionada ao alto custo da operação, além da pressão de requerimentos regulatórios e, principalmente, do poder de barganha necessário com fornecedores e operadores de saúde.

Envelhecimento da População

Os gráficos (abaixo) ilustram a projeção realizada pelo IBGE acerca da composição da população brasileira em um horizonte de 30 anos. Ao contrário de 2010, quando o país concentrava uma população mais jovem, em 2050, o Brasil viverá com uma base maior de habitantes acima de 65 anos. Essa nova composição da sociedade demandará mais serviços de saúde devido às questões enfrentadas por essa parcela da população – mais de 49 milhões de pessoas em 2050. Esse volume representa 2,6 vezes a população idosa de 2017, um envelhecimento mais rápido quando comparado aos demais países emergentes (como China, em 2,1x, e a África do Sul, em 2,4x).

Faixa Etária da População Brasileira - Levante Investimentos

Condições do IPO da Mater Dei

A oferta inicial será de 68,171 milhões de ações ordinárias de emissão primária, ou seja, todos os recursos líquidos entrarão no caixa da companhia e também haverá distribuição secundária de 12,522 milhões de ações ordinárias, onde os recursos serão distribuídos entre os acionistas da empresa.

IPO da Mater Dei - Condições da Oferta - Levante Investimentos

Valores para reserva 

Há dois tipos de ofertas de ações:

  1. Investidores Não-Institucionais (“Oferta de Varejo”);
  2. Investidores Institucionais (investidores que comprovam ter acima de R$ 1 milhão em aplicações financeiras).

Para a Oferta de Varejo, o valor mínimo para participar é de R$ 3 mil, enquanto o máximo é de R$ 1 milhão.

Cronograma da Oferta 

IPO da Mater Dei - Cronograma - Levante Investimentos

Destinação de Recursos

A companhia pretende utilizar os recursos para investir na expansão inorgânica, por meio de aquisições de sociedades que atuam nos segmentos de serviços de saúde em praças estratégicas no Brasil, bem como startups e healthtechs que possam agregar valor à operação da Companhia.

A Mater Dei também planeja usar parte do capital para custear a construção de mais hospitais em novos projetos (greenfield), envolvendo desde a prospecção e compra do terreno até o levantamento do edifício e a compra de equipamentos.

Mater Dei - Destinação de Recursos - Levante Investimentos

IPO da Mater Dei: O nosso parecer

Para saber a visão definitiva da Levante Ideias de Investimentos sobre o IPO da Mater Dei, assim como para ter acesso ao conteúdo Completo e Gratuito, com informações complementares, basta baixar o nosso Report sobre o assunto.

Clique aqui para baixar o Report Exclusivo da Levante sobre o IPO da Mater Dei!

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Auxílio aprovado

A Medida Provisória 1.061/21, publicada no início de agosto para instituir o programa Auxílio Brasil, foi aprovada nesta quinta-feira (25) na Câmara dos Deputados, por

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.