xp-investimentos

XP e Agentes Autônomos

A XP Inc. (XP) emitiu um fato relevante nesta quarta-feira (22) esclarecendo algumas questões relacionadas a sua parceria com os escritórios de Agentes Autônomos Independentes (AAI), com intuito de diminuir a percepção de risco do seu negócio após o BTG Pactual (BPAC11) avançar sobre os seus parceiros na última semana (escritório EQI).

De acordo com os dados da XP dos últimos 2 anos, 18 escritórios da XP deixaram a plataforma, correspondendo a 9,9 bilhões de reais em ativos sob custódia. Deste total, apenas 13 por cento dos ativos sob custódia foram de fato migrados para uma outra corretora no prazo de 6 meses, número bem abaixo de algumas informações que circulavam no mercado. No total, após 12 meses, apenas 30% dos ativos sob custódia dos agentes autônomos deixaram a plataforma.

Além disso, a XP também anunciou que irá implementar um modelo de negócio parecido com que o BTG Pactual tem ofertado aos escritórios, auxiliando-os a constituírem uma instituição financeira registrada no Banco Central.

Embora custoso, este modelo permitiria uma série de vantagens e simplificações societárias aos sócios dos escritórios de AAI, um dos pontos que pode ter sido crucial para a decisão de saída dos últimos escritórios.

Os dados divulgados pela XP Inc (XP) na quarta-feira são positivos e foram bem recebidos no mercado, com as ações subindo 1,5 por cento na sessão de quarta-feira (22). Já a notícia do comprometimento da companhia em auxiliar os escritórios na constituição das suas respectivas instituições financeiras também é positiva, mas com baixo potencial de afetar o preço das ações no curto prazo.

Mais uma vez, a XP demonstra a sua agilidade na tomada de decisão e na implementação dos processos, algo que marca a trajetória de crescimento e adaptação da companhia. O time de relações com investidores da empresa tem realizado um bom trabalho junto ao mercado nos últimos meses, apresentando dados e informações de maneira correta e oportuna.

Conforme comentamos anteriormente, o aumento na concorrência no segmento de assessoria de investimentos é, sobretudo, positivo para o investidor, pois levará a melhora no serviço prestado aos clientes.

Esperamos que a novela entre XP e BTG esteja apenas nos capítulos iniciais. Esta rivalidade é saudável para a competição do setor no Brasil.

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

tipos de ações da bolsa de valores
Artigos

Empresas preparam IPOs

Nas últimas semanas, o número de prospectos de IPO protocolados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aumentou em quase dez, com as companhias “aspirantes” ao

Read More »
Artigos

Resultados da WEG

A Weg (WEGE3) apresentou nesta quarta-feira (21), antes da abertura dos mercados, os seus resultados referentes ao 3T20. Os números vieram bons e acima das

Read More »
Artigos

Resultados do 2T20 da CVC

A CVC (CVCB3) apresentou nesta segunda-feira (20), após o fechamento do mercado e com atraso, seus resultados do segundo trimestre de 2020. Como era de

Read More »
Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte I

No Comentário de nº 9 da Instituição Fiscal Independente, “Considerações sobre o teto de gastos da União”, Felipe Salto, Daniel Couri e Josué Pellegrini recortam

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel