Levante Ideias - Taesa TAEE11

Taesa (TAEE11): Resultado do 4T20

A companhia Taesa (TAEE11) divulgou seus números referentes ao quarto trimestre de 2020 na noite de quarta-feira (03), após o fechamento do mercado. A companhia apresentou resultado trimestral levemente abaixo das expectativas, marcado por aumento de seus custos gerenciáveis, apesar do reajuste da receita anual permitida (RAP) favorável.

A transmissora reportou um aumento da receita líquida regulatória de 12,8 por cento na comparação anual, totalizando 382,9 milhões de reais no 4T20. No acumulado do ano, esse avanço foi de 9,4 por cento, registrando 1,5 bilhão de reais em 2020.

Em relação ao seu Ebitda regulatório, a companhia apresentou um aumento de 17 por cento na comparação ano a ano, contabilizando 302 milhões de reais no quarto trimestre de 2020. Sua margem Ebitda apontou crescimento de 2,8 pontos percentuais no período, alcançando 78,9 por cento no trimestre. A Taesa ainda registrou um lucro líquido ajustado 1,6 bilhão para 2020, abaixo das expectativas do mercado.

O resultado trimestral da transmissora foi beneficiado pelo efeito da indexação dos contratos ao IGP-M, além do reflexo dos resultados das recentes aquisições realizadas pela companhia (caso de São João, São Pedro e Lagoa Nova), assim como a entrada em operação de novas concessões (Miracema e Mariana).

Seu aumento de custos gerenciáveis deve-se principalmente aos maiores custos com pessoal, com aumento de 20,6 por cento na comparação anual, também impactado pelo início das novas operações.

O Conselho de Administração da transmissora também aprovou uma proposta, a ser submetida à Assembleia de Acionistas, de distribuição de dividendos adicionais da ordem de 562 milhões de reais, referentes ao ano fiscal de 2020, valor correspondente a 1,63 real por ação, retorno em dividendos de 5,3 por cento.

Sendo aprovado, a distribuição total será equivalente a 4,66 reais por ação referente a 2020, um retorno em dividendos de cerca de 15 por cento – um retorno bastante considerável comparada às taxas praticadas pelo setor.

A companhia ainda informou que encerrou o ano com um avanço em seu índice de alavancagem (dívida líquida sobre EBITDA), de 2,2 vezes em 2019 para 3,8 vezes em 2020, com dívida líquida de 5,2 bilhões de reais.

E Eu Com Isso?

A companhia reportou resultado levemente abaixo das expectativas de mercado, marcado por aumento de seus custos gerenciáveis, apesar de ajuste favorável da RAP. Adicionalmente, também anunciou a aprovação da proposta de volume relevante em dividendos adicionais referentes ao ano de 2020. Dessa forma, apesar dos resultados mais contidos, a expectativa é que a divulgação de pagamento de dividendos acarrete um impacto positivo no preço de suas ações (TAEE11) no curto prazo.

A transmissora ainda divulgou a preparação de um plano de negócios que contemple a sua expansão de atuação em território nacional até 2030, que deverá ser realizada por meio de participações de leilões de transmissão e via aquisições de ativos. Segundo seu presidente, André Moreira, a Taesa deve manter o mesmo nível de investimentos realizados em 2020 para os próximos anos subsequentes, da ordem de aproximadamente 1,5 bilhão de reais.

A companhia também vem estudando oportunidades em regiões diversas do País, assim como os cinco lotes de projetos de transmissão de energia que estarão disponíveis no próximo leilão da Aneel, com previsão para junho. Neste caso, assumindo o resultado do último leilão de transmissão, realizado em dezembro de 2020, este se mostrou bastante competitivo, com maior deságio praticado.

De acordo com Moreira, a expectativa é que essa competição se mantenha acirrada, com a participação de empresas do setor de energia, além de companhias de construção civil e fundos de investimentos – destaque do leilão anterior. Além do leilão previsto para junho, a agência deve realizar um segundo leilão no final do ano, em dezembro.

Além dos planos de expansão da companhia, que atualmente contabiliza 39 concessões de transmissão, a Taesa também incluiu em seus planos metas relacionadas à integração e sustentabilidade, com ampliação da diversidade no seu quadro de funcionários e métricas para monitorar esse propósito.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

Para ficar por dentro do universo dos investimentos de maneira prática, clique abaixo e inscreva-se gratuitamente!

e-eu-com-isso

Leia também: Vivo (VIVT3): Resultado do 4T20.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Selic
E eu com isso

A Selic vai subir 1%

Na terça-feira (03) e na quarta-feira (04) haverá mais uma reunião do Copom (Comitê de Política Monetária). Desde a edição passada, em junho, estava mais

Read More »
Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Sempre o fiscal

A semana começa movimentada no cenário político, com a volta das atividades legislativas e investidores de olho no quadro fiscal de 2022, a ser definido

Read More »
Levante Ideias - Robinhood
E eu com isso

IPO da Robinhood

A Robinhood (HOOD), polêmica corretora americana voltada ao investidor pessoa física, estreou na NASDAQ na última sexta-feira (30), em uma sessão bastante volátil. Após chegar

Read More »
Copel - E Eu Com Isso - Levante
E eu com isso

Copel vai vender Compagas

Dois eventos ocorridos recentemente parecem ter, enfim, destravado o processo de privatização da Compagas, distribuidora de gás canalizado controlada pela Copel (CPLE6), tendo também como

Read More »
Levante Ideias - Papel
E eu com isso

Resultados da Irani (RANI3) do 2T21

A Irani (RANI3), empresa de papel e celulose focada em papel para embalagem, divulgou na última sexta-feira (30) seus resultados referentes ao segundo trimestre deste

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.