Levante Ideias - Smart Fit

Smart Fit e CBA: novos IPOs na bolsa

A rede de academias SmartFit e a CBA (Companhia Brasileira de Alumínio) anunciaram as faixas de preço de seus IPOs na bolsa.

A rede de academias Smart Fit fará uma oferta primária de 100 milhões de ações, representando 17,5% da companhia, com faixa indicativa de preço por ação entre R$ 20 e R$ 25, podendo assim, captar até R$ 2,5 bilhões.

Se existir demanda, a emissão pode ainda ser acrescida em 20% de ações adicionais e de um lote suplementar de 15% do inicial, podendo chegar a R$ 3,375 bilhões nesse cenário mais otimista.

O preço da ação será definido no dia 12 de julho e a previsão é de que os papéis comecem a ser negociados na bolsa em 14 de julho.

Já a CBA realizará uma oferta de 125 milhões de ações, a uma faixa de preço de R$ 14 a R$ 18, podendo movimentar até R$ 2,25 bilhões.

Atualmente, a Votorantim tem 100% do capital social da CBA, com a oferta, passará a deter 79% ou 71,6% no caso da venda do lote extra.

O preço da ação será definido no dia 13 de julho e a previsão é de que os papéis comecem a ser negociados na bolsa em 15 de julho.

E Eu Com Isso?

Os IPOs marcam a entrada de dois novos segmentos para a bolsa de valores. Os segmentos são de academias e o de alumínio, mostrando que o apetite do mercado financeiro continua promissor para novas ofertas mesmo considerando a perspectiva de aumento dos juros no país.

A Smart Fit foi fundada em 2008 por Edgard Corona, que já era controlador da Bio Ritmo na época.

Além do Brasil, a rede está presente no México e em outros 11 países da América Latina. Em maio deste ano, a Smart Fit contava com 938 academias.

No primeiro trimestre de 2021, a Smart Fit apresentou receita líquida de R$ 371,7 milhões e possuía 2,38 milhões de cadastros de clientes ativos no final de março.

A Smart Fit revelou ainda que já garantiu a ancoragem da gestora Dynamo, que entrará com R$ 350 milhões, do fundo canadense CPP Investments, que entrará com R$ 217 milhões, além do GIC, veículo de investimento do governo de Cingapura, que entrará com R$ 185 milhões.

Os recursos da oferta deverão ser usados para expansão de suas unidades, aquisições de ações da SmartEXP (subsidiária da Smart Fit) e outras aquisições estratégicas, além de investimentos para o fortalecimento da rede.

A Companhia Brasileira de Alumínio, CBA é uma das maiores empresas do setor no Brasil, se destacando como referência na produção de alumínio de baixo carbono.

Fundada em 1941, a empresa produz alumínio de forma integrada, com foco em produtos de valor agregado, onde se concentram as maiores margens.

A CBA se encontra entre os 10 maiores produtores de alumínio de baixo carbono (excluindo China), com o processo de produção de alumínio líquido nas salas-fornos posicionado no 1º quartil da curva de emissão.

Ao todo, a CBA possui 3 unidades de mineração, 3 unidades de produção de alumínio, 21 hidrelétricas, 2 centros de serviços e distribuição e 2 reservas ecológicas espalhados em 6 estados brasileiros.

A companhia irá utilizar os recursos da oferta para (i) upgrade de tecnologia de salas fornos; (ii) disposição a seco de resíduos (segurança nas barragens); (iii) produção adicional de alumínio a partir da reciclagem; e (iv) produção adicional de alumínio primário.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: A Selic ameaça a bolsa?

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Juros
E eu com isso

A nova narrativa dos juros

A divulgação da edição mais recente do Relatório Focus nesta segunda-feira (26) mostra uma mudança nas expectativas. Não foi um movimento de ruptura. Ao contrário,

Read More »
Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Bola da vez

Com a reunião entre Bolsonaro e Ciro Nogueira (PI), o Partido Progressistas é a bola da vez em Brasília. O presidente da sigla deve mesmo

Read More »
Levante Ideias - Economia China
E eu com isso

Sell-off prossegue na China

Na madrugada desta segunda-feira (26), o sell-off (movimento forte e generalizado de venda dos ativos) das ações chinesas do setor de educação privada e tecnologia

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel