Levante Ideias - Telefonica

Resultados da Telefônica Brasil (VIVT3) do 3T21

A Telefônica Brasil S.A. (VIVT3) apresentou, nesta quarta-feira (27), após o fechamento do mercado, os seus resultados do 3T21 que vieram ligeiramente acima das expectativas.

Na parte operacional, a Telefônica terminou o 3T21 com 97,4 milhões de clientes, 4,0% acima dos 93,7 milhões no final do 3T20 e 1,7% superior aos 95,8 milhões do final do 2T21.

O resultado foi em função, principalmente, do crescimento do número de clientes de acessos móveis para 82,2 milhões, 7,2% maior que no final do 3T20 e 3,2% acima do final do 2T21.

A evolução percentual do número de clientes da Telefônica foi maior do que na TIM Brasil nos respectivos períodos. A participação dos clientes de acessos pós-pagos – os mais rentáveis – ficou em 58,2 por cento da base de acessos móveis da Telefônica.

Na parte de serviços fixos o destaque foi a fibra óptica, mais uma vez, atingindo 18,3 milhões de casas passadas (atuais clientes e potenciais), ou FTTH, sendo que desse total 4,4 milhões são clientes, 12,2% acima do 2T21 equivalente a mais 2 milhões de residências com fibra até a casa.      

Na parte financeira, a companhia registrou receita líquida de R$ 11,0 bilhões, 2,2% acima do 3T20 e 1,7% maior que 2T21.

O destaque positivo foi o crescimento anual de 5,9% na receita core (= Total de receitas da Companhia excluindo voz fixa, xDSL e DTH) da Telefônica para R$ 9,9 bilhões sendo mais 3,2% na receita móvel de R$ 7,4 bilhões e 14,8% na receita core fixa de R$ 2,5 bilhões.

Já a receita não-core (voz fixa, xDSL e DTH) caiu 21,3% no ano para 1,1 bilhão em função da migração de várias residências e escritórios para telefonia móvel com cancelamento de acessos fixos.

A companhia apresentou um Ebitda recorrente de R$ 4,4 bilhões, 2,1% maior do que no 3T20 e 1,0% inferior ao 2T21. A margem Ebitda recorrente foi de 40,0% no 3T21, igual ao do 3T20 e 1,1 ponto percentual abaixo do 2T21.

Já o lucro líquido foi de R$ 1,3 bilhão, 8,5% acima do R$ 1,2 bilhão do 3T20 e 40% acima dos R$ 942 milhões do 2T21.

Além disso, o fluxo de caixa livre atingiu R$ 2,6 bilhões, 906 milhões menor do que os R$ 3,5 bilhões do 3T20 e 435 milhões a mais do que os R$ 2,2 bilhões no 2T21.

Por último, a dívida líquida ex-IFRS 16 foi negativa em 7,1 bilhões. Ou seja, caixa líquido desse valor no final do 3T21.

Já a dívida líquida com IFRS 16 (que incluiu as operações de leasing) terminou em R$ 4,0 bilhões no final do 3T21, equivalente a 0,22 do Ebitda recorrente dos últimos 12 meses.

E Eu Com Isso?

Os números da Telefônica Brasil vieram um pouco acima das expectativas. O destaque foi, sobretudo, mais na parte operacional do que na parte dos resultados propriamente dita.

As ações da companhia (VIVT3) devem reagir de maneira positiva no curto prazo.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Resultados da Vivo (VIVT3) do 2T21.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Vacina Moderna
E eu com isso

E se as vacinas não funcionarem mais?

As declarações de Stéphane Bancel, principal executivo do laboratório americano Moderna, estão provocando fortes solavancos nos mercados internacionais na manhã desta terça-feira (30). Em média,

Read More »
Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Emendas ficam

O Congresso Nacional aprovou, nesta segunda-feira (30), o Projeto de Resolução 4/2021, que viabiliza o pagamento de emendas de relator e busca adaptar tal modalidade

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.