logo-mitre

Resultado da Mitre

A Mitre (MTRE3) divulgou nesta terça-feira (11), após o fechamento dos mercados, o resultado do segundo trimestre de 2020. Não tivemos grandes novidades pois a companhia já havia divulgado sua prévia operacional com lançamentos e vendas contratadas.

Entre os destaques positivos, a empresa informou que, embora no trimestre tenha ficado com os stands de vendas fechados conseguiu realizar a venda de 67 unidades, número superior ao do primeiro trimestre que ficou na casa das 62 unidades vendidas, com isso conseguiu aumentar suas vendas líquidas para 34,7 milhões de reais contra 33,7 do trimestre anterior.

Além disso, o baixo estoque reportado é outra boa notícia. O estoque pronto reportado é de apenas 5,5 milhões de reais, representando apenas 6,9 por cento do estoque total.

Do lado negativo, houve um forte aumento das despesas gerais e administrativas (SG&A) o que já era esperado, já que a companhia realizou seu IPO para expandir sua capacidade de execução, o que implica em aumentos de pessoal.

A empresa registrou lucro líquido de 9,9 milhões de reais, embora seja importante ressaltar que 8,9 milhões desse resultado vieram de aplicações financeiras, resultado da forte posição de caixa da companhia após a captação de recursos no seu IPO.

Esperamos um impacto positivo no preço das ações da Mitre (MTRE3) no curto prazo. Logo após a divulgação de seus números operacionais as ações da companhia registraram forte valorização, de lá para cá o movimento foi de correção, esperamos que os bons números apresentados revertam essa tendência.

As ações da Incorporadora apresentam uma desvalorização de 30,14 por cento desde o IPO contra uma queda de 11,94 por cento no Ibovespa.

A receita líquida atingiu 65 milhões de reais no trimestre, aumento de 35,5 por cento em relação ao trimestre anterior, mas queda de 20,8 em relação ao segundo trimestre do ano anterior. O baixo crescimento da receita líquida, em relação ao segundo trimestre de 2019 é explicado pela ausência de lançamentos no trimestre.

A margem bruta ajustada se manteve estável em 35 por cento, em linha com os 35,2 por cento no mesmo período de 2019, mas superior aos 30,7 por cento no primeiro trimestre, esse ganho de margem aconteceu pelos melhores preços praticados e melhora no mix de vendas.

A companhia pretende realizar três lançamentos no segundo semestre, sendo que um deles já foi realizado no final do mês do julho, Raízes Freguesia do Ó, com vendas de 36 por cento no final de semana do lançamento. A capacidade de realizar lançamentos e execução das obras é um dos principais pontos para os resultados da empresa nos próximos trimestre.

Não existia previsão de obras entregues no segundo trimestre, porém no terceiro já tivemos a entrega do Max Mitre Vila Prudente com aceitação na primeira vistoria de 99,4 por cento, um número bastante alto.

A companhia fechou o segundo trimestre com uma posição de caixa líquido de 792,5 milhões de reais. O aumento registrado deve-se principalmente a entrada dos recursos provenientes da oferta pública inicial de ações (IPO) concluída em fevereiro de 2020.

A Mitre não possui legado de projetos antigos com problemas e possui um baixo nível de estoques prontos. A companhia aumentou o seu banco de terrenos no trimestre e tem posição sólida de caixa para aumentar o seu volume de lançamentos no segundo semestre de 2020.

O principal catalisador para as ações da companhia é a retomada do volume de lançamentos e o crescimento das vendas contratadas com a recuperação da economia após a Covid-19.

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

tipos de ações da bolsa de valores
Artigos

Empresas preparam IPOs

Nas últimas semanas, o número de prospectos de IPO protocolados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aumentou em quase dez, com as companhias “aspirantes” ao

Read More »
Artigos

Resultados da WEG

A Weg (WEGE3) apresentou nesta quarta-feira (21), antes da abertura dos mercados, os seus resultados referentes ao 3T20. Os números vieram bons e acima das

Read More »
Artigos

Resultados do 2T20 da CVC

A CVC (CVCB3) apresentou nesta segunda-feira (20), após o fechamento do mercado e com atraso, seus resultados do segundo trimestre de 2020. Como era de

Read More »
Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte I

No Comentário de nº 9 da Instituição Fiscal Independente, “Considerações sobre o teto de gastos da União”, Felipe Salto, Daniel Couri e Josué Pellegrini recortam

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel