Locadora de Veículos - Levante Investimentos

Resultado da Localiza (RENT3) do 1T21

A Localiza (RENT3) divulgou nesta segunda-feira (04), após o fechamento do mercado, o resultado do 1T21. O resultado foi bom, mas veio levemente abaixo das expectativas em termos de receita líquida, Ebitda e lucro líquido.

A receita líquida consolidada avançou em 0,1 por cento no ano contra ano, atingindo 2,8 bilhões de reais no trimestre, levemente abaixo das expectativas. Essa estabilidade ocorreu devido a movimentos compensatórios entre receita de aluguéis, que apresentou crescimento de 9,7 por cento na comparação anual, e o recuo no segmento de seminovos.

Essa contração ocorreu devido à redução no volume de desativações de veículos com o intuito de limitar a redução de frota da locadora e, assim, atender a demanda de aluguel de carros no período.

Seu Ebitda consolidado, métrica de geração de caixa, também expandiu em 27,4 por cento, encerrando 1T21 com 805,8 milhões de reais, também levemente abaixo das expectativas.

Quando observamos a linha EBITDA por segmento, verificamos que houve também uma leve contração de margem no segmento de aluguel de veículos e gestão de frota no ano contra ano devido aos maiores custos de manutenção, tendo o serviço de aluguel consolidado recuado em 5,2 pontos percentuais, registrando 47,5 por cento no trimestre.

Essa queda foi compensada pela expansão da margem no segmento de seminovos no ano contra ano, avançando em 12 pontos percentuais, registrando uma margem Ebitda de 13,5 por cento no período. O aumento do preço dos carros novos impulsionou o aumento de preços de seminovos, o que gerou um impacto positivo na margem Ebitda, mesmo com a redução do volume de vendas observada no trimestre. Assim, a margem consolidada avançou em 8,8 por cento na comparação anual, registrando 63,9 por cento no trimestre.

A redução da depreciação média anualizada também foi destaque, reduzindo de um patamar de 612 reais por carro no 4T20 para 526 reais por carro no 1T21 no segmento de aluguel de carros. Para gestão de frota, o nível foi reduzido de 1.907 reais por carro em 4T20 para 1.393 reais por carro no 1T21.

Seu lucro líquido consolidado ainda avançou em 108,9 por cento no ano contra ano, atingindo 482,3 milhões de reais no trimestre. O ROIC (retorno sobre capital investido, métrica de rentabilidade) anualizado do período ainda cresceu 5,3 pontos percentuais em relação a 2020, encerrando o período com 15,5 por cento.

A companhia ainda apresentou um endividamento a patamares mais confortáveis que o observado ao final de 2020, com dívida líquida de 6,4 bilhões de reais e relação dívida líquida sobre Ebitda de 2,4 vezes no encerramento do 1T21.

E Eu Com Isso?

A companhia apresentou números mais modestos, levemente abaixo das expectativas em suas principais linhas de receita líquida e Ebitda. Dessa forma, esperamos um impacto levemente negativo no preço das ações da companhia (RENT3) para o curto prazo.

Ao contrário da Unidas, que tem participação maior no segmento de frotas (dois terços do total) que foi menos afetado pelo lockdown da economia, a Localiza depende mais do segmento de aluguel de veículos (RAC) que representa cerca de dois terços da operação.

O destaque do período foi novamente o avanço de margem do segmento de seminovos. Esse movimento, observado também em suas concorrentes, se dá em um contexto de escassez de veículos novos, o que impacta positivamente o preço dos seminovos, aumentando sua margem mesmo com menor volume de vendas de veículos.

Outro ponto de destaque foi a queda da depreciação média anualizada, que foi maior no segmento de frotas (27 por cento) do que no de aluguel de veículos (14 por cento).

O aumento do preço médio de vendas dos carros seminovos, citado anteriormente, junto ao aumento da idade média dos carros contribui para a redução da depreciação média por carro. Essa depreciação, no entanto, tenderá a subir à medida que as compras de veículos retornem a patamares mais elevados, além da venda dos carros já totalmente depreciados.

Apesar de resultados levemente abaixo das expectativas, mantemos perspectiva positiva para o setor de locação de veículos. Como catalisador dos preços das ações da companhia (RENT3), aguardamos ainda a decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) sobre a proposta de fusão com a Unidas (LCAM3), movimento que destrava valor para ambas dada a sinergia e complementaridade de suas operações.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

Para ficar por dentro do universo dos investimentos de maneira prática, clique abaixo e inscreva-se gratuitamente!

e-eu-com-isso

Leia mais sobre a empresa: Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3): companhias submetem combinação ao Cade.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Totvs
E eu com isso

Totvs capta 1,44 bi em follow-on

A Totvs (TOTS3) anunciou na manhã desta quarta-feira (22) a aprovação de seu conselho de administração para a realização de oferta pública restrita (follow-on), anunciado

Read More »
Levante Ideias - Banco Central
E eu com isso

As incertezas do Copom

Nesta quarta-feira (22), os organismos encarregados de calibrar os juros no Brasil e nos Estados Unidos vão divulgar dois comunicados decisivos. Por aqui, o Banco

Read More »
Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Seguindo adiante

Governo e Congresso finalmente chegaram a um acordo com relação ao pagamento de precatórios em 2022, resolvendo o imbróglio que ameaçava o rompimento do teto

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.