Levante Ideias - Gráfico

Petrobras, Vale, Gerdau e Bancos afundam nos EUA durante Carnaval

Petrobras, Vale, Gerdau e Bancos afundam nos EUA durante Carnaval

As principais ações de empresas brasileiras, apesar da Bolsa fechada por aqui, sentiram os efeitos do aumento das preocupações com o coronavírus nos Estados Unidos. O Dow Jones Brazil Titans 20 ADR, índice que mede o desempenho dos 20 ADRs brasileiros mais líquidos no mercado americano, teve queda de 4,81 por cento na segunda-feira e baixa de 1,99 por cento na terça, acumulando baixa de 6,71 por cento em apenas duas sessões.

Já o principal fundo de índice brasileiro, o ETF iShares MSCI Brazil (EWZ), teve baixa de 1,41 por cento na véspera, acumulando perdas de 6,33 por cento nas últimas duas sessões.

Os recibos de ações da Petrobras (PETR3, PETR4) negociados na NYSE registraram queda de 9,08 por cento para os papéis equivalentes aos preferenciais e de 8,62 por cento para os ativos ordinários. A Vale (VALE3), por sua vez, teve a maior queda entre as ADRs brasileiras na NYSE, com 9,72 por cento de recuo. Gerdau (GGBR4) também teve forte queda de 8 cento.

Bancos como Itaú Unibanco (ITUB4), Bradesco (BBDC4), Santander Brasil (SANB11) também tiveram forte baixa, com quedas respectivas de 7,48, 5,15 e 7,21 por cento nos dois dias em que a B3 esteve fechada.

O movimento registrado nestes dois dias em que a B3 esteve fechada deve ser refletido na abertura do pregão de quarta-feira (26) para que não haja descompasso entre os preços das ações negociadas no Brasil e nos EUA. Por isso, a expectativa é que a Bolsa e principalmente as ADRs brasileiras abram o pregão em forte queda.

No caso de Vale, a pressão de baixa vem sobretudo da perspectiva de baixa demanda por minério de ferro enquanto ainda lida com a recente divulgação de seu balanço, com o desastre de Brumadinho trazendo mais prejuízos do que o esperado. Já a Petrobras acompanhou o mergulho dos preços internacionais do petróleo.

Já a queda dos ADRs do setor bancário acontece por causa da aversão aos riscos de emergentes em cenários de incerteza global. No caso do Brasil, por serem papéis altamente negociados, servem de porta de saída fácil para estrangeiros – que, por sua vez, já retiraram da B3 em 2020, em menos de dois meses, o equivalente a um terço de todo o volume resgatado no ano passado inteiro.

* Esse conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Um Copom mais cauteloso: a nova taxa de juros agora é 4,25 por cento

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Eletrobras
E eu com isso

Medida Provisória aprovada

Foi com um placar apertadíssimo, mas a Medida Provisória 1.031/21, que trata da desestatização da Eletrobras, foi aprovada no Senado Federal. Teve atraso na entrega

Read More »
Levante Ideias - Commodities
E eu com isso

Commodities em alta

A semana se encerra com os investidores refazendo as contas sobre o comportamento dos preços dos ativos físicos, especialmente as commodities. O que está em

Read More »
Levante Ideias - Eletrobras
E eu com isso

Senado aprova MP da Eletrobras

Nesta quinta-feira (17), foi aprovada no Senado a medida provisória (MP) 1.031, que viabiliza a privatização da Eletrobras (ELET3/ELET6). A votação foi apertada, tendo 42

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel