Levante Investimentos - Microsoft

Microsoft: interesse em aquisição do Discord

Segundo informações de mercado, a plataforma de chat para games “Discord” está engajada em vender o negócio ou até mesmo abrir capital via IPO nos Estados Unidos. Dentre os possíveis interessados estão a Microsoft, que desponta como favorita para levar a empresa, mas a Amazon, o Google e o Twitter correm por fora.

Para o setor de games, a Discord e o seu aplicativo são um ativo interessante do ponto de vista estratégico, pois é capaz de conectar as empresas com seus usuários em comunidades e grupos de chat e áudio. Com o mercado aquecido, especialmente após a Roblox conseguir uma avaliação de 42 bilhões de dólares no seu recente IPO, a expectativa é que a Discord possa ser avaliada em pelo menos 10 bilhões de dólares.

O que pode limitar a avaliação da empresa são suas finanças, que ainda estão em um estágio extremamente incipiente. Em janeiro, foi apurado que a companhia apresentou receita de 130 milhões de dólares em 2020 e 45 milhões em 2019. O número de Usuários Ativos Mensais (MAU) é de 140 milhões.

E Eu Com Isso?

Mesmo que a Microsoft (MSFT) desponte como favorita para levar a Discord, a notícia não deve ser suficiente para fazer preços na sessão desta terça-feira (23), muito embora o possível acordo agora fique no radar dos investidores.

Além disso, a depender do preço de negociação, o mercado pode reagir mal à notícia e derrubar o preço da ação da companhia compradora. Vimos isso acontecer recentemente, quando a Salesforce adquiriu a Slack em um acordo de aproximadamente 26 bilhões de dólares.

Certamente, a pandemia catalisou o crescimento da Discord. Contudo e ao que tudo indica, a companhia ainda está um pouco longe de atingir o breakeaven (ponto de equilíbrio) operacional e passar a ser lucrativa.

Outra dúvida que fica é na sua capacidade de monetizar a base de usuários. O modelo de negócios da empresa é através de assinaturas, mas boa parte dos recursos estão disponíveis já nas versões gratuitas. O atual CEO e fundador da empresa – Jason Citron – é extremamente contra o modelo de publicidade, que poderia gerar receita em cima da base de usuários gratuitos. Por um lado, isso melhora a experiência do usuário e o fideliza, por outro, limita a geração de valor sobre a base (ao menos no curto prazo).

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

Para ficar por dentro do universo dos investimentos de maneira prática, clique abaixo e inscreva-se gratuitamente!

e-eu-com-isso

Leia mais sobre a empresa: Veja agora como foi o Resultado da Microsoft! 

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Política sem Aspas, por Felipe Berenguer
Política Sem Aspas

Recesso, pero no mucho…

Existe, no imaginário popular, uma ideia fixa que procura associar o recesso parlamentar à inatividade de políticos de Brasília. De fato, os corredores do Congresso

Read More »
Levante Ideias - Inflação
E eu com isso

Inflação supera expectativas

A sexta-feira começa com a divulgação do IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo – 15) de 0,72% em julho, levemente abaixo do 0,83% de

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel