Mercado-Livre-eeci

Mercado Livre: Regularização dos vendedores

Segundo informações de mercado, o Mercado Livre (MELI, na NASDAQ e MELI34 BDR na B3) está fomentando de forma acelerada o processo de regularização dos vendedores (sellers) que utilizam a sua plataforma.

Uma das iniciativas inclui a parceria com a empresa “Contabilizei”, que presta serviços de contabilidade online, como a abertura de CNPJ e emissão de notas fiscais por meio do Simples Nacional.

De acordo com o executivo Fernando Yunes, a iniciativa visa aumentar o percentual de vendas que utiliza as soluções logística da companhia, que, atualmente, está na casa dos 74 por cento. A meta é alcançar os 100 por cento. Importante lembrar que, não por acaso, a companhia anunciou junto ao mercado na última semana novos investimentos massivos em ativos logísticos.

A notícia da iniciativa é bastante positiva para a companhia por três motivos: i) reduz o risco legal das operações no varejo eletrônico, ii) aumenta a penetração das vendas que utilizam os serviços logísticos da companhia e iii) fomenta o negócio de crédito da companhia.

Contudo, acreditamos que os benefícios serão colhidos a longo prazo e, como a companhia anunciou na última semana a abertura de novos centros de distribuição (e cujo impacto nas ações foi bastante positivo), esperamos que esta notícia não traga impactos relevantes no preço das ações MELI no curto prazo.

O Mercado Livre é bastante criticado no setor pois não há exigências muito claras sobre a necessidade de abrir um CNPJ para começar a vender por meio da plataforma. A venda realizada por CPFs, muito presente nos primórdios das operações da companhia, hoje representam algum risco legal ou até mesmo de imagem para o Mercado Livre.

Já o segundo ponto se refere às soluções logísticas, que, necessariamente, exige que o vendedor esteja regularizado. Na última semana a companhia anunciou a abertura de cinco novos centros de distribuição no país, e certamente o volume de operações é elemento chave para obter os benefícios econômicos de tal investimento.

Por fim, a questão do crédito está, estrategicamente, ligada a autorização do Mercado Pago, braço financeiro do Mercado Livre, operar enquanto instituição financeira. Assim como para as operações logísticas, também há uma série de exigências legais para a prestação de serviços de crédito para os vendedores.

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Logo Gestora Pátria
E eu com isso

Gestora Pátria avalia IPO

Uma das maiores gestoras de Private Equity brasileiro, o Pátria, avalia uma abertura de capital (IPO) na B3. A listagem seria um meio de saída

Read More »
E eu com isso

 O avanço das vacinas

Gradualmente, o que era uma esperança transforma-se em realidade, e a perspectiva de uma vacinação em massa contra do coronavírus passa a ficar mais próxima.

Read More »
E eu com isso

Leilão da CEB

Na sexta-feira (04) vai ocorrer o leilão para privatização da Companhia Energética de Brasília, também conhecida como CE. Nele será vendida a subsidiária CEB-D, responsável

Read More »
E eu com isso

Reeleição no Congresso

Conforme previsto, foi só as eleições municipais chegarem ao fim para que Brasília voltasse suas atenções para as eleições das Mesas Diretoras da Câmara e

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel