itau-xp

Itaú e XP Investimentos

Ao longo desta semana, o Banco Itaú (ITUB4) e a corretora XP Inc. (XP) trocaram farpas através de críticas ao modelo de negócio de cada uma nas suas respectivas áreas de assessoria de investimentos.

O maior banco privado do país lançou uma campanha que estava “entalada na garganta” para rebater o discurso adotado pelas corretoras independentes da total isenção na relação cliente/assessor/corretora, um dos principais argumentos utilizados por agentes autônomos de investimento (AAI) para converter clientes para dentro da sua base.

Além disso, também é explorada a questão da nova realidade das plataformas de investimentos do Itaú. Enquanto há alguns anos atrás as corretoras independentes eram as únicas a oferecer uma gama repleta de opções como fundos de diversos gestores e títulos de renda fixa de inúmeros emissores, os bancos seguiam com o modelo tradicional, comercializando apenas fundos e títulos de emissão própria. Esta realidade, contudo, mudou de alguns anos para cá e os “bancões” (liderados pelo Itaú Unibanco) passaram a abrir a sua plataforma para competir com os players independentes.

Um dia após o lançamento da campanha, Guilherme Benchimol, presidente da XP, se pronunciou nas redes sociais de maneira firme, acusando o banco a “preferir o Brasil do passado, com juros altos e baixa concorrência, explorando ainda mais os empresários e investidores individuais”, seguindo a linha do discurso pró desbancarização dos investimentos no Brasil.

Nos dias seguintes o clima ficou acirrado, gerando repercussão não apenas nas mídias especializadas do mercado financeiro como também nas campanhas de marketing de cada instituição.

A última novidade da XP foi o envio de um colete para cada investidor que realizar uma Ted do Itaú para XP e publicar nas suas redes sociais. O brinde faz alusão a uma das capas da campanha do Itaú, que de maneira pejorativa falava dos assessores da moda, ironizando o vestuário habitual dos assessores de investimento.

Apesar de bastante discutida, a notícia traz pouca relevância em termos práticos no curto prazo e esperamos impacto neutro no preço das ações de ambas companhias diante das acusações.

Na avaliação da Levante a XP revolucionou o mercado de capitais no Brasil, prestando um grande serviço em termos de acesso democrático a boas opções de investimento, atuação na educação dos investidores entre outros fatores. Contudo, acreditamos que a crítica atual do Itaú também é válida, pois pode haver sim conflito de interesses.

A questão do cliente como centro do plano de negócio da XP é, por vezes, exagerada. A tão falada transparência nem sempre é uma verdade vista na prática e o modelo da XP está longe de ser totalmente livre de vieses e desvios de conduta por parte dos seus agentes.

O Itaú comprou 49,9 por cento da XP em 2017 e, após o IPO, teve sua participação levemente reduzida devido a diluição. No cenário atual ele detém 46,1 por cento da companhia. Contudo, o banco detém também opções de compra de mais 12,5 por cento da participação para exercício em 2022, o que aumenta o valor de mercado dos seus direitos sobre a XP.

De acordo com os preços de fechamento desta quinta-feira o valor de mercado da XP em moeda local é de 135 bilhões de reais, pouco mais da metade do Itaú, que atualmente vale 249 bilhões de reais. Dessa forma, somente a participação do Itaú tem valor de mercado de 62,2 bilhões de reais, equivalente a 25 por cento do valor de mercado do Itaú.

Acreditamos que as recentes declarações também fazem parte de um jogo para a torcida, e que o discurso nos bastidores entre as instituições é, certamente, bem diferente do que o adotado na frente das câmeras, afinal Guilherme Benchimol (XP) e Roberto Setubal (Itaú) são sócios.

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Banco Itaú Unibanco (ITUB4) – Resultado do primeiro trimestre de 2020

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Política Sem Aspas

As vantagens competitivas de Brasília

Nesses quase três anos de Levante, pude absorver muitos novos conteúdos relacionados ao mercado financeiro e trocar muito conhecimento relevante com outros membros da equipe.

Read More »
E eu com isso

STF decide reeleição

Como esperado, já se iniciou o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) para definir se os presidentes da Câmara e do Senado podem concorrer à

Read More »
eletrobras
E eu com isso

Privatização da Eletrobras

Uma das medidas mais urgentes para conter o avanço da dívida pública nos próximos anos é a venda de ativos e privatizações por parte do

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel