hypera-div2

Hypera (HYPE3): Comitê Independente identifica pagamentos indevidos

A Hypera (HYPE3) informou que o Comitê Independente formado em 2018 para apurar as acusações de corrupção levantadas pela operação “Tira-Teima”, do Ministério Público Federal, concluiu que houve pagamentos indevidos feitos pela companhia farmacêutica.

O comitê identificou um saldo de 110,5 milhões de reais em pagamentos indevidos, além dos 33,2 milhões, objeto de instrumento de transação firmado por Nelson José de Mello, ex-administrador da companhia.

Em um acordo, o cofundador da Hypera, José Alves de Queiroz Filho, decidiu devolver à companhia o valor pago indevidamente, “sem assunção de responsabilidade”. O valor de 110,5 milhões será pago em quatro parcelas e corrigido pela taxa Selic. 

A devolução do dinheiro por parte dos envolvidos, além da investigação caminhando para o fim, são notícias positivas para a empresa. A definição abrirá espaço para uma melhoria na percepção de risco por partes de investidores estrangeiros em relação à imagem da Hypera.

Prova disso é o desempenho das ações no pregão de na terça-feira (26): alta de 7,0 por cento enquanto o Ibovespa caiu 0,2 por cento.

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Hypera Pharma (HYPE3) – Resultado do primeiro trimestre de 2020

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

Artigos

Resultados do 2T20 da CVC

A CVC (CVCB3) apresentou nesta segunda-feira (20), após o fechamento do mercado e com atraso, seus resultados do segundo trimestre de 2020. Como era de

Read More »
Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte I

No Comentário de nº 9 da Instituição Fiscal Independente, “Considerações sobre o teto de gastos da União”, Felipe Salto, Daniel Couri e Josué Pellegrini recortam

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel