Levante Ideias - Análise dados

Helbor (HBOR3) e MRV (MRVE3) divulgam resultado operacional

Helbor (HBOR3) e MRV (MRVE3) divulgam resultado operacional

A incorporadora Helbor e a construtora MRV divulgaram na quinta-feira (16) sua prévia operacional do quarto trimestre e de 2019. A Helbor informou que no 4T19 houve lançamento de quatro empreendimentos residenciais sendo 2 na cidade de São Paulo (Helbor Edition Vila Madalena e Helbor My Square – Freguesia do Ó), 1 empreendimento em Mogi das Cruzes e 1 empreendimento em Barueri, totalizando 365 milhões de reais.

Em 2019, os lançamentos da Helbor atingiram 906,3 milhões de reais, aumento de 124,6 por cento em relação a 2018.

Houve também a aquisição de três novos terrenos para desenvolvimento de empreendimentos residenciais na cidade de São Paulo, na região da Avenida Faria Lima.

A velocidade de vendas atingiu 20 por cento no quarto trimestre e de 2019, praticamente o dobro da velocidade apresentada no mesmo período de 2018 que registrou 10,4 por cento.

Entre os principais destaques da prévia da MRV, está o melhor ano da história de lançamentos da companhia em Valor Geral de Vendas (VGV), ao crescer 7,4 por cento em relação a 2018 e o menor volume histórico de distratos em um ano ao cair 50,6 por cento em relação a 2018.

Apesar disso, as vendas líquidas não decolaram ao aumentarem apenas 3,4 por cento em relação a 2018. Outro aspecto negativo foi a queima de caixa de 34,1 milhões de reais no trimestre.

A prévia operacional de Helbor veio acima das expectativas e, por isso, esperamos impacto positivo no preço de suas ações (HBOR3) no curto prazo.

Por outro lado, o resultado operacional da MRV veio mais fraco do que o esperado, com destaque negativo para o crescimento mais fraco das vendas e o consumo de caixa no trimestre. Portanto, esperamos impacto negativo no preço das ações (MRVE3) no curto prazo.

Os dados confirmam a retomada a do setor de construção civil em 2019, especialmente para o segmento de média e alta renda. Ano passado, as ações da Helbor (HBOR3) se valorizaram +201,3 por cento enquanto as ações da MRV (MRVE3) avançaram +85,7 no mesmo período, comparado à alta de +70,5 por cento no IMOB no mesmo período.

Acreditamos que o momento deve permanecer positivo para o setor de construção civil em 2020, especialmente o segmento mais voltado à média e alta renda na cidade de São Paulo.

Reforçamos a nossa preferência pelas construtoras mais voltadas ao segmento de média e alta renda, em detrimento das empresas mais voltadas à baixa renda e expostas ao programa habitacional Minha Casa, Minha Vida.

* Esse conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Helbor anuncia venda de ativos – (HBOR3)

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Cosan
E eu com isso

Fundo da Cosan amplia portfólio

A Cosan (CSAN3), veículo de investimento (holding) com foco em energia, agronegócio e infraestrutura que controla empresas como Raízen (RAIZ4) e Rumo (RAIL3), anunciou via

Read More »
Levante Ideias - Dinheiro
E eu com isso

Acordo para precatórios

Após uma série de discussões de bastidor, os Três Poderes vão caminhando em direção a uma solução para os precatórios no Orçamento de 2022. A

Read More »
Levante Ideias - Evergrande
E eu com isso

A Evergrande não é tão grande

O conglomerado chinês Evergrande (3333.HK) pode, sem exagero, ser considerado um império. É a segunda maior incorporadora chinesa. Emprega 200 mil pessoas e gera 3,8

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.